Caso Ihor Homeniuk. Diretor do SEF ordena recolha de todas as armas não letais para inventário

O novo diretor do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), o tenente-general Luís Francisco Botelho Miguel, ordenou a recolha de todas as armas não letais, como bastões e sprays de gás pimenta, distribuídas pelos inspetores.

De acordo com a Renascença, o tenente-general Luís Francisco Botelho Miguel, o novo diretor do SEF, ordenou a recolha de todas as armas não letais, como bastões e sprays de gás pimenta, que têm de estar até ao próximo dia 15 no armeiro central do Serviço.

A rádio explica que, oficialmente, a decisão faz parte de um plano global de inventário de todas as armas que existem no SEF e surge como uma segunda fase desse processo.

A primeira fase focou-se apenas nas armas de fogo e decorreu entre setembro e dezembro. A operação consistiu na confirmação dos dados sobre a arma que cada inspetor tem em seu poder e nas que estão à guarda de cada uma das unidades orgânicas. Esse processo não implicou a entrega física das armas – apenas a resposta a um formulário enviado por e-mail.

Agora, a segunda fase inclui as armas não letais. Além de ser diferente da primeira, não estava prevista. Este processo resultou, segundo a Renascença, das imagens do Centro de Instalação Temporária do Aeroporto de Lisboa, nas quais se vê um dos inspetores acusados da morte de Ihor Homeniuk com um bastão extensível que, na verdade, não lhe estava atribuído.

O despacho de 22 de dezembro, assinado pelo diretor nacional do SEF, determina o inventário das armas não letais e que isso se faça através da recolha de todas as armas.

Os aerossóis – conhecidos por sprays gás pimenta –, os bastões extensíveis e as armas elétricas, bem como os acessórios e recarga, têm de ser entregues às chefias diretas e serem enviadas para o armeiro central até ao dia 15 de janeiro.

Esta operação é justificada com a necessidade de criar uma disciplina de armazenamento, cadastro e arquivo centralizado, verificando-se ao mesmo tempo a validade de todos os equipamentos.

Segundo a Renascença, não existe um inventário de armas não letais no SEF e ninguém saberá ao certo que armamento está espalhado pelo país, em que quantidades e em que estado de conservação.

A maior parte das armas não letais foram adquiridas em 2004, no âmbito do reforço global de meios que abrangeu todas as polícias por causa do Campeonato Europeu de Futebol que Portugal organizou.

Reconhecendo a necessidade de se fazer este inventário, algumas dúvidas surgiram para os inspetores do SEF contactados pela rádio. Primeiro, sem armas não letais, como é que irão trabalhar em situações operacionais mais tensas, que exijam firmeza na atuação, mas não ao ponto de usarem armas de fogo? A segunda dúvida é sobre se algum dia voltarão a ter as armas que estão a entregar.

 

  Maria Campos, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Messi no PSG

"Messi, dá-me a tua camisola e eu dou-te a minha mãe"

Grande jogo em Paris, golo de André Silva, bis de Messi, mas uma criança também foi o centro das atenções. Os nomes das equipas já prometiam espectáculo e houve mesmo: o Paris Saint-Germain ganhou em casa …

Portugal com mais oito mortes e 865 casos de covid-19

Portugal registou, esta quinta-feira, mais oito mortes e 865 casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 865 novos …

O empresário John Textor

Direcção do Benfica e John Textor em reunião

Benfica informou que houve um encontro entre o empresário e dois vice-presidentes do clube, que querem saber mais sobre as intenções do norte-americano. John Textor esteve no Estádio da Luz, nesta quinta-feira. O empresário foi recebido …

BE e PCP fazem pressão e Carlos César questiona: "Sentem-se melhor a fazer oposição ou a fazer acordos?"

O presidente do PS defendeu, esta quinta-feira, que Bloco e PCP têm de esclarecer "o que os move" nas negociações orçamentais: se preferem fazer oposição a um Governo de direita ou fazer acordos com um …

Apenas 14% das vacinas prometidas aos países mais pobres foram efetivamente entregues

Apesar das promessas deixadas por muitos dos países mais ricos e desenvolvidos, número de vacinas que chegou aos territórios é ainda muito baixo, o que pode comprometer os avanços já conseguidos. Apenas uma em sete doses …

Presidente da Coreia do Sul anuncia fracasso da colocação de satélite em órbita

O primeiro foguetão espacial fabricado pela Coreia do Sul falhou a colocação em órbita da sua carga, um satélite simulado de 1,5 toneladas, apesar de o lançamento ter tido sucesso, disse o Presidente do país. O …

Juízes recusam suspender julgamento de Ricardo Salgado

O juiz que está a julgar o ex-presidente do Banco Espírito Santo (BES), no âmbito da Operação Marquês, recusou suspender o julgamento, depois de a defesa ter alegado o facto de ter sido diagnosticado Alzheimer …

Quadro de Van Gogh, que esteve nas mãos dos nazis, vai a leilão. Deverá render 25 milhões de euros

Uma pintura de Vincent van Gogh vai ser leiloada no próximo mês, depois de mais de um século sem ser vista em público. Estima-se que o preço de venda chegue aos 25 milhões de euros. O …

Coreia do Sul lança com êxito o seu primeiro foguetão espacial

A Coreia do Sul lançou hoje o seu primeiro foguetão de fabrico próprio, segundo as imagens transmitidas pela televisão, tornando-se o décimo país do mundo com capacidade para desenvolver e lançar veículos espaciais. O veículo coreano …

"A melhor coisa que pode acontecer a Portugal era o Governo ser derrubado e desaparecer"

O presidente do Governo Regional da Madeira, Miguel Albuquerque, defendeu hoje que “a melhor coisa que podia acontecer a Portugal”, neste momento, era o executivo liderado por António Costa “ser derrubado e desaparecer”. Miguel Albuquerque afirmou …