Casas à venda por 1 euro em Itália foram todas compradas por estrangeiros

No início de 2019, uma pequena cidade rural da Sicília, chamada Sambuca, teve a iniciativa de vender casas antigas e abandonadas por apenas um euro, para reavivar a comunidade.

Como muitas outras cidades pequenas da Europa, Sambuca sofreu um grave declínio populacional à medida que os habitantes se deslocavam do campo para as cidades. Após este projeto ter sido anunciado nos meios de comunicação internacionais, as casas a um euro foram procuradas por habitantes de todo o mundo. Os compradores são, de acordo com a BBC, todos estrangeiros.

O investimento na renovação das casas é o único requisito, que está a dar a um grupo diversificado de compradores internacionais um novo lugar para chamarem de lar. Os compradores têm um período máximo de três anos para renovarem as suas novas casas.

O presidente do município de Sambuca, Leonardo Ciaccio, disse estar muito satisfeito ao ver que as casas da pequena cidade, que outrora estavam vazias e abandonadas, estão a transformar-se em casas prósperas. “Funcionou tudo muito bem”, disse Ciaccio à emissora britânica.

Depois do sucesso do projeto, várias cidades italianas tiveram iniciativas similares para combater a despovoação. É o caso de Mussomeli, situado na região da Sicília, a poucas horas de Nápoles. Numa fase inicial, foram colocadas cem habitações para venda, mas estimava-se que entrassem outras 400 para o programa.

A caução para comprar uma dessas propriedades rondava os quatro mil euros para que renasçam novas habitações junto ao castelo medieval, às igrejas antigas e às grutas bizantinas. Cada comprador poderia esperar um investimento de 66 euros por metro quadrado, fora as taxas notariais e administrativas avaliadas entre os 2 e os 3 mil euros.

Também a sul de Itália, num dos municípios da região de Campania, foram colocadas 15 habitações abandonadas para venda. As condições do programa estipulado para Zungoli eram as mesmas, tirando o valor da caução que descia para metade (dois mil euros).

Mas há ainda outro tipo de propostas italianas para atrair habitantes. A região de Molise anunciou recentemente estar a oferecer 700 euros por mês durante três anos a quem se mudasse para uma aldeia. A aldeia escolhida não poderia ultrapassar os dois mil habitantes e o recém-chegado teria de se comprometer a abrir um negócio.

O objetivo destas proposta é o mesmo: dinamizar as regiões subpovoadas. Cada localidade com menos de dois mil habitantes iria receber também dez mil euros por mês para investir em infraestruturas e atividades culturais.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

O RRS David Attenborough, navio virgem dos reinos polares, já saiu do estaleiro

O navio RRS Sir David Attenborough saiu finalmente do seu estaleiro. O já lendário navio vai agora ser sujeito a alguns testes antes de ser oficialmente entregue ao serviço, em novembro deste ano. A construção do …

Vulcões ativos produzem 30 a 50% da atmosfera de Io

Novas imagens rádio obtidas pelo ALMA (Atacama Large Millimeter/submillimeter Array) mostram, pela primeira vez, o efeito direto da atividade vulcânica na atmosfera da lua de Júpiter, Io. Io é a lua mais vulcanicamente ativa do nosso …

Descobertas pegadas fossilizadas com mais de 10 mil anos. São a trilha pré-histórica de uma mãe com um bebé ao colo

Uma equipa de investigadores internacional descobriu o trilho pré-histórico mais comprido do mundo no Novo México, nos Estados Unidos. O novo estudo conta a historia de uma mulher que carregou um bebé nos braços durante …

Pure Skies. Empresa desenha cabines dos aviões do pós-pandemia

Desde o início da pandemia, os especialistas têm testado diferentes maneiras de alcançar o distanciamento social em aviões, embora com pouco sucesso. Agora, há uma empresa que está a levar esta ideia até ao próximo …

OE2021. Bloco de Esquerda vota contra na generalidade

O Bloco de Esquerda vai votar contra a proposta do Orçamento do Estado para 2021 na generalidade, anunciou a coordenadora do partido, Catarina Martins. Em declarações aos jornalistas, a bloquista confirmou este domingo que o …

PS ganha eleições nos Açores sem garantia de maioria absoluta

O PS voltou a ganhar as eleições regionais dos Açores, obtendo entre 37% e 41%, o que não garante a maioria absoluta, segundo a projeção à boca das urnas realizada este domingo pela Universidade Católica …

Extinção da fauna em Madagáscar pode dever-se à presença humana (e a mudanças climáticas)

Grande parte da fauna de Madagáscar e das ilhas Mascarenhas foi eliminada durante o último milénio. Neste sentido, uma equipa de cientistas analisou um registo do clima nos últimos 8000 anos nas ilhas. O resultado …

PAN vai abster-se na generalidade. OE mais próximo da aprovação

O partido Pessoas-Animais-Natureza (PAN) vai abster-se na votação na generalidade da proposta de Orçamento do Estado para 2021 (OE2021) na próxima quarta-feira, anunciou a líder parlamentar do partido, Inês Sousa Real. Com a abstenção dos três …

O passado tóxico fica para trás. Asbestos, a cidade "amianto", mudou de nome

A cidade canadiana Asbestos (que significa amianto) ganhou um novo nome, quase 11 meses após o anúncio da votação. Wuase metade dos cerca de 6 mil residentes da cidade canadiana marcaram presença numa votação organizada num …

Menino de 12 anos encontra fóssil de dinossauro com 69 milhões de anos

Nathan Hrushkin, aspirante a paleontólogo de 12 anos, encontrou o fóssil de um dinossauro enquanto passeava com o pai em Alberta, no Canadá. Depois de enviarem uma fotografia ao Museu Royal Tyrrell, ficaram a saber …