/

Casal indiano acusado de falsificar fotos de subida ao Everest

O casal diz ter sido o primeiro da Índia a escalar a montanha mais famosa do mundo mas agora suspeita-se que as fotografias que comprovam o feito tenham sido alteradas.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Dinesh e Tarakeshwari Rathod, funcionários da polícia na cidade indiana de Pune, chegaram mesmo a receber um certificado de escalada oferecido pelo Governo do Nepal.

Os dois dizem ser o primeiro casal da Índia a escalar a montanha mais famosa do mundo, também conhecida por Monte Everest, escreve a BBC.

No entanto, a polémica estalou quando outros montanhistas alegaram que as fotografias do casal que comprovam o feito são, na verdade, uma grande fraude.

O casal defende-se, afirmando que a sua versão pode ser confirmada pelos dois guias sherpas que os acompanharam durante a difícil jornada.

Perante esta acusação, o Governo do Nepal está a investigar o caso e, caso se confirme que as imagens foram editadas, os dois indianos arriscam-se a perder o certificado e podem ser acusados de fraude.

Ghanashyam Upadhyaya, porta-voz do Ministério do Turismo nepalês, afirmou à emissora britânica que o comité vai contar com o apoio de especialistas jurídicos, técnicos e administrativos para investigar as fotos apresentadas.

“O comité vai investigar as fotografias enviadas, o relatório apresentado pelo oficial de contacto do governo e os relatórios apresentados pelos guias e pela agência que participaram na expedição”, disse a porta-voz.

As dúvidas começaram a surgir quando outros montanhistas alegaram que o casal aparece com roupas e botas diferentes nas fotografias da escalada das que apresentaram como prova da chegada ao topo da montanha.

Um montanhista da cidade de Bangalore, Satyarup Sidhantha, chega mesmo a dizer que as fotografias apresentadas pelos Rathod são, na verdade, imagens que ele próprio registou quando subiu ao Everest e que foram alteradas.

Outro montanhista, Surendra Shelke, começou a suspeitar do acontecimento por causa do “atraso entre o dia em que o casal afirma ter alcançado o topo e a sua entrevista congratulando-se com o feito”.

O casal afirma ter chegado ao topo da montanha no dia 23 de maio mas o anúncio só aconteceu no dia 5 de junho.

Tarakeshwari Rathod garantiu à BBC que ela e o marido chegaram ao topo do Everest e os dois rejeitam as acusações de fraude a que estão a ser sujeitos.

O diretor da Makalu Adventure, a agência que organizou a viagem, afirma, “sem qualquer dúvida”, que o casal chegou ao topo da montanha.

“Foram levados até o pico pelos sherpas que trabalham há anos para a empresa e chegaram ao topo no dia 23 de maio”, afirmou à BBC.

Relativamente ao atraso da entrevista, o responsável justifica com o facto da indiana ter ficado com uma pneumonia durante a descida e, por isso, ter estado internada.

“Ficou uma semana no hospital. Só depois de ter recuperado é que o casal pôde dar uma entrevista na Índia para anunciar o feito”, explicou.

 ZAP / BBC

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.