Carta de sobrevivente do Holocausto entregue ao destinatário 75 anos depois

(dr) Verzetsmuseum

Uma carta de um sobrevivente do Holocausto que detalha a vida num campo de concentração nazi foi finalmente entregue ao seu destinatário, 75 anos depois de ter sido escrita.

De acordo com a revista Newsweek, com a data de 7 de maio de 1945, a carta foi escrita por Jules Schelvis para a família e trata-se da primeira evidência de um sobrevivente holandês do campo de concentração de Sobibor, na Polónia.

“Gretha, David, Hella, Chel e Herman foram gaseados, tenho 99% de certeza,  imediatamente após a chegada ao SS Sonderlager Sobibor, perto de Lublin. Vai ser doloroso ler tudo isto, mas tenho de dizer-lhe mesmo assim”, lê-se na carta, traduzida pela revista norte-americana.

“Escrevo tudo isto com muita frieza porque as muitas coisas que vi e experienciei nos últimos tempos tornaram-me mais duro”, lê-se ainda.

Segundo a mesma publicação, Schelvis foi um dos 18 detidos holandeses que viveu neste campo de concentração depois de ter sido destruído pelos alemães em 1943.

O holandês escreveu esta missiva quando estava no hospital Vaihingen, perto de Estugarda, nos últimos dias da II Guerra Mundial, e entregou-a a outro sobrevivente da mesma nacionalidade que iria regressar ao país.

Schelvis escreveu três endereços no envelope, na esperança de que alguém ainda estivesse vivo para receber a carta, porém esta nunca chegou, conta a Newsweek, que acrescenta que esta foi agora descoberta pelo investigador Jos Sinnema.

“Eu caí da cadeira. Parecia uma cápsula do tempo, algo que você abre depois de estar fechado durante muito tempo. Era algo que a família deveria receber. É muito especial mas, ao mesmo tempo, é oneroso, porque fui a primeira pessoa a ler uma coisa que não foi escrita para mim”, explicou o investigador à rede televisiva Nederlandse Omroep Stichting.

75 anos depois de ter sido escrita, Sinnema conseguiu finalmente entregar a carta, no último domingo, a Karel Stroz, um primo de Schelvis, com 90 anos, que ainda vive em Amsterdão.

O familiar disse que é provável que o holandês que tinha a tarefa de lhe entregar esta missiva, Nico Staal, não tenha conseguido encontrá-lo nas semanas caóticas do pós-guerra, pois não era possível enviar cartas pelo correio.

Segundo a mesma revista, cerca de 180 mil prisioneiros predominantemente judeus, 33 mil deles provenientes da Holanda, foram assassinados naquele campo de concentração. “Sobibor foi uma fábrica de assassinatos. Quase todos foram gaseados imediatamente após a sua chegada”, declarou Sinnema ao jornal Het Parool.

Schelvis, que morreu em 2016 aos 95 anos de idade, dedicou a sua vida para garantir que os horrores deste campo de concentração nazi não seriam esquecidos.

  ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Ai-Da, a robô artista, foi detida no Egito antes da sua mais recente exposição

Ai-Da, a primeira robô artista ultrarrealista do mundo, foi detida pelas autoridades egípcias na alfândega por "questões de segurança". De acordo com o jornal The Guardian, está previsto que Ai-Da apresente o seu último trabalho na …

Albertina Museum, em Viena, na Áustria

Cansados de ver posts removidos por nudez, museus de Viena aderiram ao OnlyFans

Cansados de ver as obras de arte que partilhavam nas redes sociais removidas por serem demasiado "explícitas", vários museus austríacos decidiram abrir uma conta na plataforma mais liberal OnlyFans. No passado, tanto o Conselho de Turismo …

O pior desastre nuclear da história dos EUA pode ter sido fruto de uma brincadeira

O SL-1 era um reator nuclear experimental de baixa potência, localizado no Idaho, nos EUA, que tinha como objetivo fornecer energia a pequenas instalações militares remotas no início dos anos 1960. O reator acabou por ficar …

PJ deteve quarto suspeito da morte de jovem no metro das Laranjeiras

A Polícia Judiciária (PJ) deteve, ao final da tarde desta quinta-feira, um quarto suspeito da morte de um jovem, na quarta-feira, na estação de metro das Laranjeiras, em Lisboa. Durante a tarde de hoje, em conferência …

A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, a ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva, a ministra da Cultura, Graça Fonseca, e a ministra da Saúde, Marta Temido

Saúde, Trabalho e Cultura. As medidas aprovadas pelo Governo para facilitar a negociação do OE

Novo Estatuto do Serviço Nacional de Saúde, Agenda do Trabalho Digno e a versão final do Estatuto dos Profissionais da Cultura foram os grandes destaques da conferência de imprensa após o Conselho de Ministros desta …

Banido do Facebook, Donald Trump aposta na criação da sua própria rede social

Nova rede social deverá estar disponível a partir do início do próximo ano e é uma resposta do antigo presidente às empresas que o decidiram banir. O antigo Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump anunciou o …

Um cigarro aceso

"Fumar mata." Deputados britânicos querem que o aviso seja impresso em cada cigarro

Para desencorajar os fumadores, os deputados britânicos querem imprimir o slogan "Fumar mata" em cada cigarro de um maço de tabaco. Deputados britânicos apresentaram, no Parlamento, uma emenda à Lei de Saúde e Cuidados de Saúde …

Ludogorets 0-1 Braga | Horta bracarense dá frutos cedo

O Sporting de Braga conseguiu um importante triunfo por 1-0 na deslocação ao terreno do Ludogorets, no Grupo F da Liga Europa. A formação lusa não quis perder tempo e marcou logo aos sete minutos, por …

PJ admite mais pessoas envolvidas na morte de jovem no metro das Laranjeiras

A Polícia Judiciária (PJ) admitiu, esta quinta-feira, que estejam mais pessoas envolvidas na morte de um jovem, na quarta-feira, na estação de metro das Laranjeiras, em Lisboa. Os dados foram avançados esta tarde, em conferência de …

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa

Marcelo continua a "desejar e a esperar que haja uma possibilidade de o OE passar"

O Presidente da República afirmou, esta quinta-feira, que continua "a desejar e a esperar que haja uma possibilidade de o Orçamento passar" e considerou que os próximos dias, com reuniões partidárias até ao fim-de-semana, "são …