Carrilho volta a tribunal. “Estás a ver estas escadas? Atiro-te e vamos todos ao teu funeral”

Tiago Petinga / Lusa

Mais de um ano depois da absolvição dos crimes de violência doméstica e difamação sobre Bárbara Guimarães, Manuel Maria Carrilho voltou a sentar-se no banco dos réus, em Lisboa.

A reabertura do julgamento, que esteve agendada para o passado dia 9 de janeiro e acabou por ser adiada para esta tarde, é mais um episódio da batalha jurídica entre o antigo ministro da Cultura e a apresentadora de TV.

À entrada, o advogado de Carrilho, Paulo Sá e Cunha, disse que, “em teoria”, os novos factos sobre os quais a audiência se vai debruçar podem mudar a sentença, mas não acredita que isso aconteça nem que fragilizem o arguido. “É um retomar de julgamento que se espera curto”, disse aos jornalistas, citado pelo Diário de Notícias.

“O que está aqui em discussão é um facto que não tinha sido contemplado anteriormente e que, de acordo com a decisão do Tribunal da Relação, vamos ter que apreciar. É uma alteração não substancial dos factos que diz respeito a um episódio de um determinado dia”, explicou o advogado.

Em causa está um episódio em que Carrilho terá ameaçado Bárbara Guimarães: “Estás a ver estas escadas? Atiro-te e vamos todos ao teu funeral”, terá dito o arguido, de acordo com a tese da acusação. Tal terá acontecido em Lisboa a 14 de setembro de 2013, mas a defesa de Carrilho alega que as ameaças nunca tiveram lugar, até porque no dia em questão o então casal estava num casamento em Viseu, que começou às 16h00.

O advogado do arguido começou por requerer, como contraprova do facto, que se procedesse à inquirição como testemunhas de dois elementos da família de Manuel Maria Carrilho. O irmão, António Carrilho, foi o primeiro a ser ouvido e relatou o casamento da sobrinha, Maria Meneses Carrilho, em Viseu, onde Bárbara, o então marido e os filhos estiveram presentes.

“Na hora em que me vim embora o Manuel já tinha saído com os filhos, bastante mais cedo. A Bárbara ficou“. O casamento foi a 14 de setembro de 2013, a referida data dos novos factos que estão em causa na reabertura do processo.

A versão foi corroborada por Bernardo Carrilho, sobrinho de Carrilho, que voltou a recordar o casamento de Maria Meneses Carrilho. “O meu tio saiu mais cedo. A minha tia Bárbara ficou na festa até mais tarde”.

O antigo ministro da Cultura, que chegou pouco depois das 14h30, não falou na audiência. Bárbara Guimarães não esteve presente e foi representada por José António Pereira da Silva, que se estreia neste processo como advogado da apresentadora.

À saída, o advogado da alegada vítima não quis comentar o que foi dito durante a sessão, mas disse esperar que, desta vez, Carrilho seja punido, frisando que está em causa um caso de violência doméstica e que os filhos do casal são vítimas desta violência.

“Não percebo como o MP, não constituiu as crianças vítimas deste crime. Os conflitos entre os pais resolvem-se aqui dentro, nos tribunais, não em praça pública”, rematou ainda.

Devido ao estado de saúde de Bárbara Guimarães – que atualmente se encontra a lutar contra o cancro -, José António Pereira da Silva diz não querer “perder esta oportunidade” para fechar os capítulos judiciais entre o ex-casal.

Também em declarações aos jornalistas, Manuel Maria Carrilho disse sentir-se “confiante” com o resultado deste julgamento. “Sempre estive confiante”, frisou.

A próxima sessão do julgamento realiza-se a 22 de fevereiro, às 14h00, onde serão feitas as alegações finais. A sentença será lida a 8 de março.

O processo

Este é um dos processos que envolve Manuel Maria Carrilho e Bárbara Guimarães. Noutro caso, julgado em tribunal coletivo e relativo a factos já após a separação do casal, o tribunal condenou Manuel Maria Carrilho a quatro anos e seis meses de prisão com pena suspensa por agressão, injúrias, violência doméstica, entre outros crimes cometidos contra a apresentadora de televisão em 2014.

O ex-ministro da Cultura ficou ainda obrigado a pagar-lhe 50 mil euros de indemnização, a frequentar um curso para agressores e ainda proibido de a contactar. Ainda está em fase de recurso.

Carrilho foi também condenado a oito meses de prisão por ofensa à integridade física qualificada e injúria agravada contra o pedopsiquiatra Pedro Strecht. A pena foi convertida em multa de 2400 euros.

Os crimes ocorreram no intervalo de uma das audiências do processo de proteção e regulação do poder parental dos filhos em comum com Bárbara Guimarães, por não ter gostado do relatório apresentado pelo pedopsiquiatra em tribunal.

No decorrer do anterior julgamento, Bárbara Guimarães pediu o afastamento de Joana Ferrer por suspeita de parcialidade, depois de se ter sentido maltratada pela mesma.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Maher e Safa deixaram sonhos para trás. Mas reencontraram a paz em Portugal

Os sonhos de Maher e de Safa ficaram adiados com a guerra na Síria, mas reencontraram a paz em Portugal, onde residem há dois anos ao abrigo de um programa de acolhimento de refugiados. É no …

São Francisco poderá ser a primeira cidade a proibir venda de cigarros eletrónicos

Se esta decisão for aprovada pela FDA, São Francisco vai tornar-se a primeira cidade a banir a venda de cigarros eletrónicos. De acordo com o Observador, a Câmara de Supervisores de São Francisco, nos EUA, aprovou uma …

Nunca houve tantos deslocados no mundo. São mais de 70 milhões

Um novo recorde foi quebrado no mundo em 2018, com 70,8 milhões de pessoas deslocadas das suas casas ou dos seus países, devido às guerras ou perseguições, anunciou esta quarta-feira as Nações Unidas. O relatório anual …

A monogamia foi inventada pelas mulheres (e o casamento, pelos homens)

A poligamia é natural no ser humano e a monogamia foi criada por imposição para a mulher, diz o investigador português Rui Diogo, que usa a ciência e a história para explicar a relação entre …

Morreu o DJ Zdar do duo electrónico Cassius. Caiu da janela de um prédio em Paris

O músico, produtor e DJ francês Philippe Cerboneschi, mais conhecido por Zdar, morreu aos 50 anos após ter caído da janela de um apartamento em Paris. O seu agente confirmou a "queda acidental" sem revelar …

PS quer o Estado a pagar licença sabática aos portugueses para voltarem a estudar

A criação de uma licença sabática para qualificar trabalhadores e um sistema de prémios e penalizações para combater a desigualdade salarial são medidas que o PS inclui no seu projecto de programa eleitoral. O director do …

Putin reconhece: as condições de vida dos russos pioraram nos últimos anos

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, admitiu esta quinta-feira que as condições de vida no país pioraram nos últimos anos, mas assegurou que as autoridades russas trabalham para reverter essa tendência, e enumerou os primeiros …

Marcelo, o "verdadeiro professor", é estrela em promo de La Casa de Papel

O novo vídeo promocional de La Casa de Papel tem um protagonista improvável. Marcelo Rebelo de Sousa, ou, na verdade, uma imitação do Presidente da República, faz uma chamada para a inspetora Raquel. Na chamada telefónica, …

Num só dia, derreteu 40% da área superficial da Gronelândia (e há fotografias)

Uma fotografia divulgada no Twitter do climatologista dinamarquês Rasmus Tonboe ilustra o degelo que ocorre na Gronelândia, evidenciando algumas das consequências que podem ser desencadeadas pelo fenómeno.   A imagem, que mostra um trenó a ser …

Juiz suspende pena a agressor que ameaçou a mulher com uma motosserra

"Vou-te pôr às postas como se põe um cação." Esta foi uma das ameaças, com uma motosserra ligada, que um homem de 52 anos fez à mulher com quem esteve casado durante 30 anos. O …