/

Carreiras em pé de guerra com CNE e IL. Liberais são “uns rapazolas irresponsáveis que estão a brincar à política”

1

Mário Cruz / Lusa

Carlos Carreiras, presidente da Câmara de Cascais

Carlos Carreiras, presidente da Câmara de Cascais, acusa o Iniciativa Liberal de “brincar à política” e a Comissão Nacional de Eleições (CNE) de ter “meros funcionários dos partidos”.

Segundo a edição impressa do jornal Inevitável, citada pelo Observador, Carlos Carreiras acusou os liberais de serem “uns rapazolas irresponsáveis que estão a brincar à política”. Para o autarca, o IL é, “à direita, o partido mais extremista que há em Cascais”.

O partido “não teve nenhuma penetração no concelho e ninguém os conhece, para além de fazerem propostas completamente irresponsáveis”, considera Carreiras, que acusa ainda o IL de querer “arranjar uma polémica para ver se ganham protagonismo”.

Em relação à Comissão Nacional de Eleições (CNE), o recandidato diz estar a fazer uma “avaliação dos membros”. “O que encontro são meros funcionários dos partidos e pessoas que ninguém conhece na sociedade. Não tem muita lógica.”

O Facebook é apontado pela CNE como um dos meios abrangidos pela proibição de publicidade institucional caso se trate da “página oficial do Facebook da entidade pública, seja por via da publicação de posts, seja através de anúncios patrocinados”.

A CNE ordenou a Carlos Carreiras a remoção de todos os conteúdos alusivos à atividade do autarca na sua página da rede social, depois de o Iniciativa Liberal ter apresentado uma queixa.

O organismo deu razão ao partido, mas o autarca vai recorrer da decisão para o Tribunal Constitucional e para a Provedoria de Justiça.

“Pergunta-me o FB em que estou a pensar. Estava a pensar que fico a aguardar que a CNE me proíba de ir a casa no dia de reflexão porque, como tenho uma família numerosa, posso fazer campanha nesse dia junto da minha mulher, filhas e genros. Mas pensando melhor não vai ser preciso a minha família, como a larga maioria dos cascalenses, já me declarou o apoio”, escreveu, no sábado, no Facebook.

  ZAP //

1 Comment

  1. Se não fosses político, não eras nada na vida pá! Quem te conheceu do passado, sabe do que fala. Uma recandidatura para mais um tacho n´é Carlinhos?

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.