Capitão da Força Aérea esteve 35 anos desaparecido. Estava escondido na Califórnia

(dr) US Air Force

William Howard Hughes Jr. esteve 35 anos desaparecido e a viver sob uma identidade falsa

O Capitão da Força Aérea norte-americana esteve 35 anos desaparecido. Foi encontrado, na semana passada, a viver na Califórnia com uma identidade falsa.

A 17 de julho de 1983, William Howard Hughes Jr. telefonou aos pais a avisar que ia para a Holanda. O Capitão da Força Aérea norte-americana foi enviado numa missão da NATO e estava previsto regressar no início do mês seguinte.

Na altura, o oficial tinha 33 anos e liderava o gabinete de análise de vigilância na base aérea de Kirtland, no Novo México. Na data prevista do seu regresso, Hughes não apareceu. 35 anos depois, o norte-americano foi “apanhado”, escreve o Washington Post.

Nos dias a seguir ao desaparecimento, os investigadores encontraram o seu carro no Aeroporto Internacional de Albuquerque e, no interior da sua casa, estavam duas listas: uma com coisas que tinha para fazer e outra com os livros que queria ler quando voltasse.

De seguida, as imagens de sistemas de videovigilância mostravam Hughes, no dia 22 de julho, a levantar mais de 28 mil dólares, cerca de 24 mil euros, de 19 bancos diferentes nessa mesma região.

Segundo o jornal, os investigadores começaram a supor que o capitão tinha voltado mais cedo da missão em território holandês e desapareceu. Outros especularam que Hughes tinha desertado para a União Soviética com informação confidencial, uma ideia que alimentou teorias da conspiração durante vários anos.

Por seu lado, a família temia antes o rapto. Na altura, a irmã, Christine Hughes, defendeu que o irmão nunca iria desertar ou desaparecer sem avisar. “Seria uma coisa totalmente contrária ao carácter da pessoa que conhecemos”, afirmou à Associated Press em 1984. Mas, pelos vistos, parece ter sido precisamente o que Hughes decidiu fazer.

Na semana passada, quase 35 anos depois do seu desaparecimento, a Força Aérea norte-americana encontrou Hughes a viver descansadamente na Califórnia, sob a identidade falsa de “Barry O’Beirne”. O oficial foi detido em casa com uma acusação de deserção.

O norte-americano surgiu nos radares das autoridades depois de ter sido sinalizado numa investigação por fraude de passaportes. Confrontado pelas “inconsistências na identidade”, o homem confessou o seu nome verdadeiro e admitiu que fugiu por se sentir “deprimido na Força Aérea”.

Hughes encontra-se agora à espera de julgamento e enfrenta uma possível pena de cinco anos de prisão e uma dispensa desonrosa da Força Aérea.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Cidade japonesa acaba de proibir a utilização de telemóveis enquanto se caminha

A cidade japonesa de Yamato acaba de aprovar uma proposta de lei que proíbe as pessoas de utilizarem telemóveis enquanto caminham. A cidade, localizada num subúrbio de Tóquio, entende que os telemóveis são um risco …

MIT apagou base de dados popular que ensinou IA a ser racista e sexista

O Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), nos Estados Unidos, viu-se obrigado apagar uma base de dados de treinamento de Inteligência Artifical (IA) depois de esta ensinar vários algoritmos a usar insultos racistas e sexistas. …

Escola Básica e fábrica de Paços de Ferreira encerradas, com nove casos positivos

A Escola Básica n.º 2 e a Fábrica de Lacados Abrelac, em Paços de Ferreira, Porto, foram encerradas após diagnosticados nove casos de covid-19 para “prevenção” e para “interromper as cadeias de transmissão”, disseram hoje …

Mais nove mortes e 328 casos confirmados em Portugal

Portugal regista hoje mais nove óbitos por covid-19, em relação a sábado, e mais 328 casos de infeção confirmados, dos quais 254 na região de Lisboa e Vale do Tejo, segundo os dados da Direção-Geral …

Cientistas criam miniatura de ondas de choque de supernovas (e quase desvendam um mistério)

Esta versão em miniatura das ondas de choque das supernovas pode ter ajudado os cientistas a chegar muito perto da resolução de um antigo mistério cósmico. Uma equipa de investigadores do Departamento de Energia do Centro …

Na Indonésia, são os recém-licenciados quem mais vai sofrer com o impacto económico da covid-19

A covid-19 continua a desacelerar a economia na Indonésia e pode causar graves impactos nos recém-licenciados que entram no mercado de trabalho pela primeira vez. Na Indonésia, o crescimento económico diminuiu para 2,97% durante o primeiro …

Mudanças climáticas ameaçam 60% das espécies de peixes do mundo

Uma nova investigação levada a cabo por cientistas do Instituto Alfred Wegener, na Alemanha, sugere que as mudanças climáticas podem destruir mais espécies de peixes do que se pensavam anteriormente. Se as temperaturas globais subirem …

Engenheiros desenvolvem célula de combustível duas vezes mais eficiente do que a de hidrogénio

Uma equipa de engenheiros da Universidade de Washington, nos Estados Unidos, desenvolveu um novo processo para uma célula de combustível que funciona com o dobro da tensão das células a combustível tradicionais de hidrogénio. O novo …

Preços das bebidas concertados durante anos. Seis supermercados sob suspeita de cartel

Seis grupos de distribuição alimentar e dois fornecedores de sumos, vinhos e outras bebidas, foram acusados pela Autoridade da Concorrência de concertarem preços durante vários anos em prejuízo do consumidor. "Após investigação, a Autoridade da Concorrência, …

Sindicato denuncia mobilização forçada de médicos para tratar surto de Reguengos de Monsaraz

O Sindicado dos Médicos da Zona Sul (SMZS) denunciou hoje o que diz ser uma “mobilização forçada de médicos” pela Administração Regional de Saúde (ARS) do Alentejo para o combate ao surto de covid-19 de …