Capitão e três tripulantes do ferry sul-coreano acusados de homicídio involuntário

BBC / YouTube

O Sewol afunda-se

O Sewol afunda-se

Quatro membros da tripulação do ferry sul-coreano que naufragou a 16 de abril, com 476 pessoas a bordo, foram hoje acusados de homicídio involuntário.

O capitão do Sewol, Lee Joon-Seok, dois navegadores e um mecânico são suspeitos de terem abandonado o ferry quando este se estava a afundar, ordenando aos passageiros para não saírem das cabinas, escreve a AFP.

É também apontada a circunstância agravante de terem chegado à costa no primeiro barco de socorro e trocado os uniformes por roupas civis, conscientes de que a tripulação só se retira depois de garantir a segurança dos passageiros, disseram investigadores ao jornal Munhwa Ilbo.

Os quatro membros da tripulação podem incorrer mesmo em pena de morte, segundo a agência noticiosa francesa que ressalva, porém, que tal é pouco provável. A pena capital é raramente aplicada na Coreia do Sul devido a uma moratória que se seguiu à última execução em 1997. Sessenta condenados esperam atualmente no corredor da morte.

281 mortos e 23 desaparecidos

O mais recente balanço oficial do naufrágio do ferry é de 281 mortos e 23 desaparecidos. As vítimas eram maioritariamente alunos que seguiam no ferry numa viagem escolar.

Os mergulhadores encontraram dezenas de jovens, equipados com coletes salva-vidas, mortos no interior do ferry, cuja inclinação era demasiado elevada para que pudessem chegar aos compartimentos superiores quando a ordem de evacuação foi finalmente dada.

De acordo com um porta-voz da guarda costeira, Ko Myung-Suk, cinco corpos foram recuperados na quarta-feira.

Os resultados preliminares do inquérito indicam que a carga transportada pelo ferry era três vezes superior ao recomendado. O navio estaria também menos resistente devido à instalação de cabinas suplementares desde a sua compra em 2012.

As famílias das vítimas reclamam explicações à organização das operações de socorro, que consideram ter sido demasiado lentas. Os familiares querem saber por que razão o primeiro corpo só foi retirado do interior do navio três dias depois do acidente.

Muitos familiares defendem que alguns jovens conseguiram sobreviver durante várias horas ou dias, mas que terão perecido devido ao atraso na intervenção.

Responsabilização

Kim Han-Sik, diretor geral da companhia marítima proprietária do ferry, a Chonghaejin Marine Co., detido na semana passada, deverá responder pelo excesso de carga do ferry e por modificações na estrutura que terão afetado a navegação.

Desde o naufrágio do Sewol, na manhã de 16 de abril, foram detidos 15 membros da tripulação, incluindo o capitão, e quatro dirigentes da Chonghaejin Marine Co.

O Governo e a Presidente sul-coreana, Park Geun-Hye, apresentaram entretanto pedidos de desculpa pelo incidente.

“Lamento que muito não ter sido capaz de corrigir os males que se arrastam há muito tempo e permitiram a ocorrência deste acidente”, afirmou Park Geun-Hye, num discurso transmitido pela televisão no final de abril. A chefe de Estado sul-coreana também lamentou a “insuficiência” dos primeiros socorros.

O primeiro-ministro, Chung Won Hong, demitiu-se, permanecendo em funções até ao fim da operação de resgate dos corpos.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Príncipe italiano vende massa fresca numa roulote nos Estados Unidos

O príncipe italiano Emanuele Filiberto é dono da "Princípe de Veneza", a única roulote que vende massa fresca em Los Angeles, nos Estados Unidos. Harry e Meghan Markle podem bem pôr os olhos neste exemplo de …

Há 140 anos, "choveu" carne nos Estados Unidos (e ainda não se sabe porquê)

Há 140 anos, em 1876, uma quinta no estado norte-americano de Kentucky testemunhou uma "chuva" de carne cuja origem permanece um mistério. Tudo começou quando, em 3 de março de 1876, a mulher do agricultor Allen …

"Posso sempre confiar" nos americanos. Coleção de cartas manuscritas da princesa Diana vai a leilão

Em 25 de junho de 1997, alguns meses antes da morte da princesa Diana em agosto, dezenas dos seus vestidos foram leiloados na Christie's, em Nova Iorque. Agora, algumas das suas cartas manuscritas sobre esse …

Governos desligaram a Internet centenas de vezes em 2019

Dezenas de Governos de todo o mundo desligaram os seus países da Internet de forma intencional mais de 200 vezes durante o ano passado, afetando milhões de utilizadores, revela um novo relatório do grupo de …

Falha de protocolo do Governo americano pode ter ajudado a espalhar o coronavírus

Uma whistleblower do Departamento de Saúde e Serviços Humanos norte-americano defende que uma falha no protocolo de saúde pública pode ter levado à disseminação do coronavírus dentro do país. Uma denunciante do Departamento de Saúde e …

Coronavírus pode fazer com que Liverpool não seja campeão inglês

O Liverpool pode não se sagrar campeão inglês devido ao surto do novo coronavírus. Caso o Governo britânico suspendesse a competição, os 'reds' poderiam não ser considerados campeões. O coronavírus continua a ameaçar o mundo inteiro …

Sissoco Embaló demite primeiro-ministro e ambos falam em "golpe de Estado"

Umaro Sissoco Embaló, candidato às presidenciais dado como vencedor pela Comissão Nacional de Eleições da Guiné- Bissau, e que quinta-feira tomou posse simbolicamente como Presidente do país, demitiu hoje o primeiro-ministro guineense, Aristides Gomes. Num decreto …

"Neve sangrenta" está a cair do céu na Antártida

Nas últimas semanas, o gelo em redor da Base de Pesquisa Vernadsky da Ucrânia foi revestida com o que os investigadores chamam de "neve de framboesa". Uma publicação no Facebook do Ministério da Educação e Ciência …

Face Oculta: Sobrinho de Manuel Godinho diz que não se orgulha do que fez

O sobrinho do sucateiro Manuel Godinho, principal arguido do processo Face Oculta, disse hoje estar arrependido do que fez quando trabalhava para o tio nos negócios da gestão de resíduos. “Não me orgulho nada daquilo que …

Há uma "Greta" que nega as alterações climáticas: Naomi Seibt

Naomi Seibt é uma jovem alemã de 19 anos que é a voz dos negacionistas das alterações climáticas. As comparações com Greta Thunberg são inevitáveis. Greta Thunberg tem sido provavelmente a voz mais ativa no que …