/

Capacete de ciclista inteligente surge numa versão mais leve e elegante

Há seis anos, a empresa chinesa Livall lançou um dos primeiros capacetes inteligentes para bicicletas. Agora, o foco é o mesmo, mas o objetivo é torna-lo num modelo mais leve e elegante.

Conhecido como EVO21, o capacete ostenta praticamente todas as caraterísticas padrão apresentadas em modelos semelhantes.

Inclui faixas de iluminação LED frontal, traseira e lateral (de cor branca e vermelha) que podem ser configuradas para diferentes intensidades e modos de piscar.

O capacete contém ainda indicadores de direção que são ativados sem fios, através de um controlo remoto. Possui uma luz que pisca e é ativada automaticamente e um sistema de alerta que envia uma mensagem de texto para um contacto de emergência, caso seja detetada uma queda.

Caso não seja necessária ajuda extra, o capacete inteligente permite que os passageiros tenham 90 segundos para cancelar a mensagem antes desta ser enviada.

No entanto, um dos recursos do EVO21 que mais se destaca é sua capacidade de ligar e desligar sozinho.

Depois de inicialmente ser ligado no início de um passeio bicicleta, o capacete pode ser configurado para posteriormente desligar os LEDs sempre que as condições de visibilidade estejam boas e não seja necessária nenhuma iluminação.

Da mesma forma, o dispositivo também irá desligar automaticamente os LEDs quando o ciclista remover o capacete da sua cabeça e, em seguida, irá ligar novamente quando o utilizador colocar o capacete novamente.

Outra caraterística que diferencia o EVO21 é a capacidade de configurar a faixa de LED do farol para piscar em outras cores além do branco, tornando-o potencialmente mais atraente para os motoristas. O capacete é adicionalmente mais leve que o modelo anterior da Livall, sendo que deverá pesar cerca de 350 gramas.

Por outro lado, uma das suas grandes vantagens é a sua bateria. A empresa garante que uma carga de três horas é considerada necessária para o utilizador usufruir de cerca de 10 horas de uso, escreve o New Atlas.

Todos os componentes eletrónicos são IPX5 resistentes à água, o que significa que podem resistir a um jato contínuo de baixa pressão.

  Ana Isabel Moura, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE