Tancos. Procuradora do caso dos Comandos alvo de inquérito-crime por interceder contra o MP

Paulo Novais / Lusa

Militares à entrada dos Paióis Nacionais do Polígono Militar de Tancos

Cândida Vilar terá aconselhado o major Vasco Brazão, da Polícia Judiciária Militar, a não dar informações ao Ministério Público e à Polícia Judiciária.

A procuradora do caso dos Comandos, Cândida Vilar, está a ser alvo de um inquérito-crime com “origem numa certidão extraída do processo de Tancos”.

Segundo a edição deste sábado do Diário de Notícias, o Ministério Público (MP) instaurou o processo contra a procuradora por esta ter alegadamente aconselhado o major Vasco Brazão, da PJ Militar, a não dar informações ao MP e à PJ durante a investigação ao desaparecimento de armas e equipamento militar dos paióis de Tancos.

O processo está a ser conduzido pelo Ministério Público do Tribunal da Relação de Lisboa e não ter arguidos constituídos. A existência do processo foi confirmada ao jornal pela Procuradoria-Geral da República (PGR). Por sua vez, a procuradora diz desconhecer a existência deste inquérito, afirmando não ter sido notificada.

De acordo com o DN, a origem deste processo está numa escuta a uma chamada entre Vasco Brazão, o major que liderou a investigação da PJ Militar ao desaparecimento do material, e Cândida Vilar, durante a qual, no entender do MP, a procuradora motivou Brazão a não adiantar informações ao DCIAP e à PJ.

Em causa podem estar crimes contra a realização da justiça, como denegação de justiça, prevaricação e favorecimento pessoa. Além disso, estão também em causa violações dos deveres dos magistrados do Ministério Público.

O major tinha o telefone sob escuta uma vez que estava na mira da Operação Húbris, que investigou o reaparecimento das armas de Tancos na Chamusca.

Ao matutino, a procuradora disse não ter memória deste telefonema. “Não tenho ideia nenhuma dessa conversa”, afirmou. Cândida Vilar, que tem sido responsável por alguns dos processos mais mediáticos no país, trabalhou com Vasco Brazão a propósito da investigação à morte de dois recrutas dos comandos, em 2016.

Recentemente, a procuradora esteve envolvida no caso da invasão da academia do Sporting por membros da Juve Leo. No último ano, Cândida Vilar foi alvo de três processos disciplinares: um nos comandos e dois no caso de Alcochete.

Esta semana, Cândida Vilar, de 62 anos, foi constituída arguida numa queira relativa à forma como agiu no caso dos comandos.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Dez rinocerontes brancos assassinados por caçadores furtivos em reserva queniana

Dez rinocerontes brancos foram assassinados por caçadores furtivos na reserva queniana de Lewa, no condado de Neru, segundo um comunicado publicado na segunda-feira pelo parque. Os caçadores furtivos atacaram na noite do passado sábado a reserva …

Inscrições nas pinturas rupestres de Foz Côa custam 125 mil euros a ciclistas

O Ministério Público (MP) deduziu acusação contra dois indivíduos que fizeram várias inscrições numa rocha do Parque Arqueológico do Vale do Côa classificado como Património Mundial pela UNESCO. O caso aconteceu durante um passeio de BTT …

Governo lança em 2020 campanha de sensibilização para o consumo de "informação séria"

O Governo anunciou na segunda-feira o lançamento, no início de 2020, de uma campanha de sensibilização que visa a convivência democrática entre uma "comunicação social livre e uma população formada e capaz de exigir e …

Novo Star Wars pode causar ataques epilépticos

A Walt Disney Studios e Epilepsy Foundation publicaram na sexta-feira passada um aviso a dar conta de que Star Wars: Rise of Skywalker contém "várias sequências de imagens com luzes intermitentes que podem afetar quem …

Arqueólogos ativaram (acidentalmente) as "bombas de mau cheiro" mais antigas do mundo

Arqueólogos do Reino Unido lançaram acidentalmente as "bombas de cheiro mais antigas do mundo" quando descobriram ovos de galinha com cerca de 1.700 anos. Durante o longo trabalho de escavação na cidade de Aylesbury, no condado …

Timor atribui nacionalidade a Max Stahl. Jornalista é reconhecido por luta pela libertação do país

O Parlamento Nacional timorense deliberou esta terça-feira, por unanimidade, atribuir a nacionalidade ao jornalista britânico Max Stahl, que filmou o massacre de Santa Cruz, em reconhecimento pelo seu papel na luta pela libertação de Timor-Leste. "É …

Benfica 3 - 0 Zenit | “Pizzão” aos russos vale Liga Europa

O Benfica garantiu o apuramento para a Liga Europa. A formação “encarnada” precisava de um enquadramento especial de resultados e tal acabou por acontecer. O Lyon empatou em casa com o Leipzig, enquanto a formação portuguesa …

Aldeia francesa proíbe habitantes de "morrer em suas casas aos sábados, domingos e feriados"

A presidente da junta de La Gresle, Isabelle Dugelet, assinou um decreto improvável que impede que os habitantes da aldeia francesa de morrer em casa aos fins de semana e feriados. "É proibido que os habitantes …

Lisboa-Porto por cinco euros. CP oferece 80% de desconto no Natal

A CP - Comboios de Portugal está a oferecer descontos de 80% em mais de 4.500 viagens de comboio até 15 de janeiro. Quem viajar de comboio no período de Natal e Ano Novo terá …

Transformer da vida real. Aquanaut é o robô que se transforma em submarino debaixo de água

https://vimeo.com/378556715 Um transformer da vida real: o novo robô autónomo Aquanaut consegue mudar de fisionomia num abrir e fechar de olhos. Num momento assume uma forma humanóide, semelhante a uma sereia, e no outro uma forma …