/

Os famosos Campos Elísios vão transformar-se no novo “jardim” de Paris

(dr) PCA-STREAM

A famosa Avenida dos Campos Elísios, no coração de Paris, em França, vai ser alvo de uma grande transformação depois de 2024. O objetivo é torná-la mais apelativa não só para turistas, mas também para os próprios parisienses.

Quem conhece bem a chamada “Cidade Luz” sabe que a Avenida dos Campos Elísios, que vai desde o emblemático Arco do Triunfo à Praça da Concórdia, é uma das zonas mais prestigiadas de Paris.

A ampla avenida, atualmente com oito faixas destinadas ao trânsito, está repleta de cinemas, cafés, restaurantes e lojas de luxo, sendo uma das zonas mais caras da capital. Mas agora, conta o canal de televisão CNN, os Champs-Élysées estão prestes a mudar.

Depois de terem recebido luz verde da presidente da Câmara, Anne Hidalgo, o arquiteto Philippe Chiambaretta e a sua agência PCA-STREAM poderão avançar com o seu plano para transformá-la numa avenida “mais verde”.

Segundo a estação televisiva, o tráfego de veículos será reduzido para metade e os pedestres poderão usufruir de passeios mais largos e com mais espaços verdes. O objetivo desta transformação é atrair mais visitantes a uma zona que, antes da pandemia de covid-19, começou a perder o seu brilho, sobretudo depois de algumas manifestações violentas do movimento dos “coletes amarelos”.

“A lendária avenida perdeu o seu esplendor nos últimos 30 anos. Foi progressivamente abandonada pelos parisienses e atingida por várias crises: os coletes amarelos, as greves, uma crise económica e sanitária”, afirmou, em comunicado, o Comité dos Campos Elísios, uma associação local que trabalha para promover e desenvolver esta área, congratulando-se com as novidades anunciadas pela autarca.

Numa entrevista ao jornal francês Le Journal du Dimanche, Hidalgo anunciou que a primeira fase do projeto vai focar-se na renovação da Praça da Concórdia, que terá de acontecer antes de a capital receber os Jogos Olímpicos de 2024. A autarca acrescentou que a restante reforma só será concluída depois desse megaevento desportivo.

No entanto, as autoridades locais estão a trabalhar num plano mais amplo de revitalização antes das Olimpíadas. Espaços abandonados ou desatualizados vão ganhar uma nova vida como restaurantes, hotéis temáticos, museus e locais de lazer.

  Filipa Mesquita, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.