“Campanhas fofinhas já tivemos durante 46 anos”. Ventura promete discurso “duro” e volta a atacar comunidade cigana

Nuno Veiga / Lusa

O presidente do Chega, André Ventura

Numa entrevista à TVI, André Ventura promete uma campanha diferente das que se tem visto nos últimos anos em Portugal, voltando a atacar as adversárias Ana Gomes e Marisa Matias. Deixou ainda claro que um futuro acordo nacional terá de passar por medidas específicas para a comunidade cigana.

André Ventura recusa as críticas de “oportunismo político” por ter estado presente na manifestação este sábado do sector da restauração, numa altura em que se desdobra em ações de pré-campanha para Belém.

O líder do Chega afirmou que “para nós é fundamental estar ao lado daqueles que consideramos que andam a pagar os impostos e agora se veem desamparados. Nós defendemos os portugueses comuns“.



Ventura disse que foi eleito deputado do Chega porque os “portugueses estão descontentes com o sistema” e que faz questão de participar em manifestações porque “a política se faz na rua”. “Nós não enfrentamos a esquerda se não for na rua, como eles”, garantiu.

O candidato a Belém voltou a atacar as adversárias Ana Gomes e Marisa Matias, afirmando que representam o “pior que o sistema tem” e que se o objetivo era travar a “dita extrema direita” foram na sua opinião a “pior escolha possível”.

Em relação à antiga eurodeputada do PS considerou que representa a “fatia dos que querem viver à conta”, a “voz” daqueles que se encostam ao Estado, referindo-se à comunidade cigana. No que diz respeito a Marisa Matias, acusou o BE de defender a “massificação das drogas” e o “pior para a economia”.

Relativamente à sua campanha, o candidato do Chega prometeu endurecer o discurso face aos seus adversários. “Campanhas fofinhas já tivemos durante 46 anos. Agora é altura de campanhas a sério e discurso duro. Porque é isso que os portugueses querem neste momento. Os portugueses querem verdade, autenticidade, não querem folclore”, rematou.

Questionado sobre as suas metas para as eleições legislativas, Ventura admitiu que não pretende integrar nenhum governo onde o “Chega não tenha capacidade de orientar a política” no país. “Caso contrário, seria engolido. Independentemente do título queremos liderar o Estado em Portugal”, sublinhou.

André Ventura volta a colocar-se como o candidato anti-sistema, que critica a atual Constituição, o sistema de Justiça e o sistema político. O candidato presidencial disse ainda que para integrar ou apoiar um futuro governo nacional isso terá de passar por “resolver de uma vez por todas o problema que milhares, para não dizer milhões, de portugueses têm com a etnia cigana“.

O deputado do Chega referiu que “há um problema, que é conhecido, com a comunidade cigana”, acrescentando que “não há comunidade em Portugal tão subsidiodependente como a comunidade cigana, não há comunidade que tenha tantos problemas com a justiça”.

Sobre o casamento entre pessoas do mesmo sexo – e depois de ter dito à agência Lusa, no fim de semana, que um “casal de homens ou de mulheres não deve ter menos direitos”, André Ventura diz agora que “não deve haver um casamento enraizado entre pessoas do mesmo sexo”. Ou seja, os casais homossexuais “devem ter tendencialmente os mesmos direitos” mas “pode ser uma união civil”.

Já em relação à cláusula sobre os direitos previstos na Constituição – que consta do acordo com o PSD Açores –, o líder do Chega disse não se sentir “minimamente afetado”. “Não vou criar um caso político por causa disso”, assegurou, embora admita estar isolado no Parlamento em relação a algumas matérias, como a castração química para pedófilos.

Ainda sobre o acordo que tem agitado o PSD, mais concretamente sobre a redução do número de deputados e o combate à subsidiodependência, Ventura insistiu que o partido de Rui Rio se comprometeu a cumprir esses dois pontos. “Não deve ser uma coisa assim tão anti-democrática”, destacou.

ZAP //

PARTILHAR

41 COMENTÁRIOS

    • Boa pergunta. O amigo LFV que deixou um buraco no Novo Banco (e noutros bancos) capaz de alimentar, vestir e dar férias nas Caraíbas a 200000 ciganos durante 20 anos nem é referido. Corruptos são os outros… Quando são os amigos.. Assobia para o lado.

      • Pois… curiosamente, nem uma palavra do salvador da pátria – o profeta que diz querer salvar Portugal – sobre quem rouba milhões a Portugal!!

        • E tu também não dizes nada do outro. Sim, aquele que em tempos fez aquilo. Pois, desse nada. É tudo a mamar no mesmo. E depois são os ciganos que montam a barraca. Ai são, são, quem é que monta o barracão, pergunto eu? São os outros, aqueles que não são ciganos mas que fazem ciganadas, tu percebes porque também és terraplanista.

          • Ah? Não percebi nada!… qual “outro”??
            Não tem nome?!
            Se estás a falar da carneirada da bola, escolhe outro porque dessa religião eu só conheço o Ronaldo, o Jesus e pouco mais!…

  1. Não se pode ignorar o problema que constituem um número significativo de ciganos. A subsidiodependência, a criminalidade, o comportamento anti-social, as agressões a profissionais de saúde e ensino, os casamentos arranjados com crianças, etc.

    Ignorar que o problema existe em nome de uma suposta anti-discriminação é errado. É contribuir para que os problemas se eternizem.

    • e os ciganos é que são o problema do país! os salgados, as PPPs, as negociatas,.., enfim, para onde vai o bife do lombo não interessa nada. ó tiagolas, hoje são os ciganos, amanhã podes ser tu. o fascismo é mesmo assim. este ventura mete nojo

    • É sempre este discurso disrruptivo,que nao ė sim nem nao.Ha mais de 40 anos aturamos isto e os politicos no activo só sabem criticar,dizer mal.Nenhuma critica construtiva.Nenhuma opiniao construtiva.Assim vamos ficando todos,os lesados destas governacoes,corruptas ,laxistas e do POLITICAMENTE CORRECTO.Chega, é mesmo a ultima oportunidade,de mudar alguma coisa,para que nada fique na mesma.

  2. Ainda que hajam excepções, o problema existe, portanto é necessário identificar, arranjar soluções e aplicá-las cirurgicamente para que os prevaricadores não se aproveitem do sistema, ou seja, de todos nós. Quero crer que os que são a excepção também querem ver esse problema resolvido.

  3. Não tenho nada contra ”eles” mas uma coisa é certa,o Ventura é o único a falar no assunto e quase que aposto que,há milhares a concordar com ele.

    • Pois… Realmente. Com o SNS na decadência, com corruptos de colarinho a fazerem férias em “resorts”, com desemprego a crescer e pessoas já a passarem fome, fica bem claro que o grande problema que temos SÃO OS CIGANOS! Ora se fossem lá fora ver se eu lá estou!

      • Se os ciganos incluem nos seus ataques físicos profissionais de saúde, julgo que fazem parte – também – parte do problema do SNS.

  4. Mas os políticos não estão sempre a dizer que não há ninguém acima da lei? Haver há , os ciganos , isso é um facto e até agora ninguém corrigiu . Se é o CHEGA que quer fazer isso mudar , qual é o problema ?

      • Já vi vários ciganos a assaltar pessoas e a espancar. A lei deles aplica-se desta forma. Já para não falar em tirar os miúdos da escola ainda novos, obrigar as raparigas a casarem com 12 anos e outras psicoses bem conhecidas na Idade Média. Chega-lhe?

      • Tivesse você envolvido num acidente de viação com um cigano menor sem carta, ou o seu filho assaltado por pessoal dessa etnia, aí decerto que, tal como milhares de portugueses, seria mais um a mudar de opinião.

  5. Afinal o homem parece ser bem frágil nas suas certezas, para além de um possível trauma sexual, e de uma fobia perante o que é diferente, pouca consistência se ouviu na entrevista…

  6. Onde eu moro há um bairro de etnia cigana e constato que vivem razoavelmente bem, isto porque os vejo muitas vezes na pastelaria da zona com as familias,e estão sempre a consumir aparentemente sem restrições, aliado ao facto de alguns andarem de Mercedes e Audi.Se começarmos a pensar que é com o nosso dinheiro que fazem este tipo de vida,claro que damos razão ao André Ventura, a vontade de mudar o sistema só peca por tardia.

  7. Nada como uma boa notícia sobre a ciganada para os comentários dispararem. E ainda dizem que não somos um país xenófobo. Somos lá agora (independentemente de terem ou não razão nos comentários).

    • Eh lá… meia-dúzia são todo um país??
      Se bastam alguns espécimenes, então todos os países são xenófobos…
      Engraçado é ver um cigano como Ventura sempre a atacar a sua comunidade!…

  8. Palavrinhas para agradar ao povo que, desta forma, não pensa no dinheiro que vai dos impostos para bancos, grandes empresas (sempre as mesmas) e parcerias que, posteriormente, financiam o seu partido. Não há nada mais batido do que criar um alvo a abater, facilmente identificável, para arrastar a populaça atrás de si. É só pensar na Alemanha de 1933 e percebemos bem o truque. Pensemos também nas consequências deste género de política rasteira e se é isso que queremos no nosso País.

  9. Quer dizer têm medo deste Partido o Chega que dizem isto e aquilo, mas não têm medo do partido comunista ou do BE que nos quer todos fora da união europeia e voltávamos ao escudo, alás excluindo o BE, nem quero acreditar que temos no nosso país um partido comunista no ano 2020, e falam do André Ventura ele é um homem que diz a verdade e os outros partidos dizem que é extrema direita e outras por que não se conseguem colocar nos tempos actuais para governar e terem coragem para alterar leis que não se adequaram aos tempos actuais claro mete-lhes medo, muitos iam perder tachos e outros que já estavam presos há muito tempo e ainda andam a gastar o meu dinheiro.

  10. Também falou de prisão perpétua, porque neste país assassinar um ou uma centena vale exatamente o mesmo, só que os habituais acomodados políticos fazem de conta que nada se passa e depois tanto eles como os seus devotos apoiantes ficam todos abismados quando ouvem o Ventura tocar nestes assuntos e daí atacarem-no como racista.

  11. Este pedaço de esterco repelente nâo fecha a cloaca! Fascistóide abjecto. E os fascistoidezinhos que têem tantas saudades do macadame, do analfabetismo e da repressão para quem é e pensa diferente, espumam e salivam de contentamento. O trumpismo à moda do suburbano calhorda, desonesto e com a coluna vertebral de uma alforreca.

  12. Sejam da esquerda, da direita, do centro, a favor our contra, sois portugueses e contribuintes e se não vos doi
    todos os anos o IRS, IMI, IUC, taxinhas e mais taxinhas nas vossas carteiras eu pergunto quantos é que não
    são a favor da opinião do Chega.
    É claro que andam de BMW, Audi, Mercedes e fazem festanças de milhares de euros e o que vemos afinal ?
    Um aqui e outro ali a pedir esmola mas os incomings não são dái. São das puxadas de electricidades ilegais que fazem para as habitações, do rendimento de inserção social, assistencia social, etc.
    Conheço casos em que a CM decidiu acabar com um bairro de casas prefabricadas onde viviam centenas de ciganos. Houve casos em que moravam lá 3 pessoas numa casa e de repente a CM viu-se com 10 moradores na casa e só saiam se a CM lhes desse uma casa de 5 quartos.
    Ora eu pago mais de 1000€ de impostos mensais e ando há 20 anos a pagar o meu apartamento e acham que acho graça a tudo isto ?
    Viva o Chega que fala a voz do povo decepcionado e o resto não interessa.
    Que fique claro que não é caso de descriminação raciaonal ou qualquer tipo de xenofobia é a exigência de direiros e responsabilidades como português há 59 anos. Politica aqui em comentários CHEGA !

  13. Piranha, já vi que não é do tempo do escudo ! Para falar assim é daqueles de tlm na mão de 5 em 5 segundos nas redes sociais !!!
    Alexandre, gostava de saber até onde vai o seu conhecimento sobre esterco !
    Mentalize-se que às vezes penso que o Salazar faz falta !!! Pelo menos para calar quem acha que sabe tudo e está sentadinho na cadeira a escrever isso a viver de algum rendimento extra !!
    Abram os olhos ! Deixem de ser árbitros de um jogo que parecem saber tudo. Todos sabemos o que são os politicos mas quem mais fala e comenta contra gostaria de estar no lugar deles ! Que levante o dedo quem não queira.
    FAlai em 2021 e 2022 quando estiverem no desemprego !!!! É o que vêm aí a seguir ao Covid para igualar o que se passou com a gripe espanhola !!! Depois falamos !!!!!

RESPONDER

Presidente de El Salvador autodenomina-se "Ditador de El Salvador"

O Presidente de El Salvador, Nayib Bukele, alterou no domingo a descrição do seu perfil no Twitter para "Ditador de El Salvador", passando depois para "Ditador mais 'cool' do mundo mundial", situação registada após os …

Ordem dos Médicos abre processo disciplinar contra Fernando Nobre

O Conselho Disciplinar Regional do Sul da Ordem dos Médicos abriu um processo contra Fernando Nobre, por causa das suas declarações numa manifestação de negacionistas em frente à Assembleia da República. A Ordem dos Médicos (OM) …

Crise da energia obriga UE a enfrentar dependência do gás natural

Os países europeus estão a tentar proteger os consumidores de energia, numa região onde, desde o início do ano, os preços do gás aumentaram 250%, resultado de uma série de forças económicas, naturais e políticas.  Na …

Companhia de aviação privada oferece voo de 20 mil dólares para reunir uma família separada pela pandemia

A empresa de aviação privada Tradewind Aviation está a comemorar o seu 20.º aniversário de uma forma original: vai dar um voo no valor de 20 mil dólares (cerca de 17 mil euros) para reunir …

Mais de 60 pinguins morrem na África do Sul após ataque de abelhas

Dezenas de pinguins-africanos ameaçados de extinção foram mortos por um enxame de abelhas na África do Sul, na passada sexta-feira. Segundo a CNN, 63 pinguins-africanos, uma espécie ameaçada de extinção, foram encontrados mortos na sexta-feira numa …

Macron e Modi manifestam vontade de "agir em conjunto" após disputa submarina

O Presidente Emmanuel Macron discutiu a cooperação na região Indo-Pacífico com o primeiro-ministro indiano Narendra Modi, esta terça-feira. O Presidente francês, Emmanuel Macron, e o primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, conversaram esta terça-feira, em plena crise dos …

Académica treme: salários, último lugar e treinador de saída

Clube de Coimbra, tal como o Boavista, terá de comprovar que tem cumprido no pagamento dos salários. Em campo, mais uma derrota complicou a situação de Rui Borges. Ainda não há muitos anos, a Académica apareceu …

Marcelo discursou na ONU, lembrou Sampaio e mostrou total sintonia com Guterres

Marcelo Rebelo de Sousa lembrou nas Nações Unidas o antigo Presidente da República Jorge Sampaio, que morreu no dia 10 deste mês, aos 81 anos, pela sua atividade no acolhimento de refugiados. O chefe de …

Governo promete que preço da eletricidade não vai aumentar (e anuncia pacote de 430 milhões)

Esta terça-feira, João Pedro Matos Fernandes, ministro do Ambiente e Ação Climática, anunciou um pacote de medidas no valor de 430 milhões de euros que visam travar a subida do preço da eletricidade no mercado …

"Alguma vez foi fácil?" Catarina Martins diz que Governo "tem pouca vontade" de discutir temas concretos

A coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, defendeu esta terça-feira que o Governo socialista “tem pouca vontade” de discutir questões concretas nas negociações do Orçamento do Estado para 2022, insistindo na necessidade de debater …