Câmara dos Comuns aprova acordo do Brexit (mas rejeita calendário apertado)

UK Parliament / Flickr

Votação na Câmara dos Comuns, o Parlamento britânico

A Câmara dos Comuns aprovou esta terça-feira a primeira votação do acordo para o Brexit. No entanto, a calendarização da saída foi rejeitada numa segunda votação, deixando um impasse na data para o Brexit.

Pela primeira vez desde a assinatura do referendo do Brexit, em 2016, o Parlamento britânico aprovou um acordo para a saída do Reino Unido da União Europeia. Esta é considerada a primeira grande vitória do primeiro-ministro Boris Johnson, desde a sua chegada ao cargo. O líder britânico já veio saudar a aprovação inédita do acordo

O acordo alcançado com Bruxelas foi aprovado com 329 votos a favor e 299 votos contra. No entanto, numa segunda ronda de votações relativa à calendarização da saída, os deputados rejeitaram o curto espaço delimitado, com 322 votos contra e 308 a favor. A oposição considera que este é um calendário demasiado curto e, por isso, perante tal contestação, o acordo foi chumbado pelo Parlamento britânico.

De acordo com o Expresso, ainda antes da segunda votação, o Governo britânico propôs uma cedência para ajudar à aprovação da calendarização do pacote legislativo. O ministro da Justiça britânico prometeu fazer uma emenda para garantir o alargamento do período de transição do Brexit, que dura até 31 de dezembro de 2020.

“Este assunto tem preocupado deputados de toda a Câmara: que acontecerá se houver potencial para prolongar o período de transição? Cremos que podemos negociar dentro do tempo que agora temos, mas aceitamos que o Parlamento tenha um papel legítimo a desempenhar”, disse Robert Buckland.

Apesar dos esforços, o Parlamento acabou por rejeitar o calendário recorde de apenas três dias proposto pelo Governo de Boris Johnson.

Jeremy Corbyn, a principal cara da oposição ao Governo, apelou a Boris para dialogar com as bancadas para encontrar solução para nova calendarização. Corbyn defendeu que não aprovaria à pressa o acordo e, por tal razão, a sua bancada votou contra na segunda votação.

O líder parlamentar do Partido Nacional Escocês disse que esta “é uma derrota humilhante para o primeiro-ministro” e realçou que a lei obriga Boris a adiar o Brexit. Cabe à União Europeia decidir em relação ao pedido de adiamento de três meses.

https://twitter.com/Mina_Andreeva/status/1186715947861794816?ref_src=twsrc%5Etfw%7Ctwcamp%5Etweetembed&ref_url=https%3A%2F%2Fwww.dn.pt%2Fmundo%2Fparlamento-aprova-primeira-votacao-sobre-o-brexit-11434475.html

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, já está a consultar os líderes europeus sobre uma eventual extensão prazo de saída dos britânicos.

“A UE deve agora decidir como responder ao pedido de adiamento. O Governo deve seguir o único caminho responsável e acelerar os seus preparativos para um desfecho sem acordo. Até que a UE tome uma decisão, faremos uma pausa nesta legislação”, disse Boris Johson.

“Não devemos ignorar a importância deste momento. Devo manifestar a minha deceção com o facto de os Comuns terem votado pelo adiamento, em vez de uma calendarização que garantiria que o Reino Unido saía a 31 de outubro com um acordo. Agora enfrentamos mais incertezas“, acrescentou o primeiro-ministro.

Jo Swinson, líder dos liberais democratas, garante que ainda não desistiu da luta pela permanência na União Europeia, especificando que o Brexit é prejudicial para a economia, serviço nacional de saúde e ambiente. “Isto não está decidido e eu não deixarei de lutar pelo nosso lugar na União Europeia”, atirou.

Como tal, Swinson pede um segundo referendo sobre a saída do Reino Unido da UE. Por sua vez, os nacionalistas galeses pedem uma avaliação do impacto económico da saída nos moldes do atual acordo inicialmente concordado.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Os sinais de vida em Marte podem ter sido "apagados" por ácidos

Fluidos ácidos podem ter destruído há muito as evidências de vida biológica passada dentro da argila marciana - possivelmente explicando, assim, por que é tão difícil encontrar evidências de vida antiga no Planeta Vermelho. Em pouco …

Faca feita de fezes entre os vencedores deste ano dos prémios Ig Nobel

Uma faca feita com fezes congeladas e um jacaré a arrotar são alguns dos vencedores dos prémis Ig Nobel, que distinguem as invenções mais incomuns. Os prémios Ig Nobel – uma paródia dos prémios atribuídos pelas …

O hemisfério norte teve o verão mais quente de que há registo (e isso é um sinal de alerta para a Terra)

O hemisfério teve em 2020 o verão mais quente de que há registo. No geral, o Planeta Terra teve três dos meses mais quentes, e o mês de agosto foi o segundo mais quente que …

Há uma nova explicação para o naufrágio do Titanic: Uma fantástica Aurora Boreal

Todos conhecemos a história do Titanic. Também todos sabemos que o seu naufrágio aconteceu após o grande navio ter embatido num iceberg. Contudo, um investigador americano põe novas hipóteses em cima da mesa. E se …

Famalicão 1-5 Benfica | "Águia" faminta com nota artística

Após a desilusão de Salónica, que ditou um adeus precoce dos milhões da fase de grupos da Liga dos Campeões, o Benfica goleou na noite desta sexta-feira o Famalicão por 5-1, numa espécie de redenção. Neste …

O anonimato de Banksy teve um custo. Perdeu os direitos sobre uma das suas obras mais icónicas

O famoso artista de rua britânico Banksy perdeu uma longa batalha judicial pelos direitos autorais da obra "The Flower Thrower", contra a Full Colour Black, empresa que produz postais de felicitações. Banksy, o misterioso artista que, …

Reino Unido e Espanha aumentam restrições. Itália e Alemanha com quase dois mil casos

Madrid restringe movimentos de 850 mil pessoas, Itália regista um aumento dos casos de infeção nas últimas 24 horas, britânicos enfrentam novas restrições no país e Alemanha com dois mil novos casos de covid-19. A região …

Trump novamente acusado de assédio sexual. "Enfiou a língua na minha garganta", disse Amy Doris

O Presidente dos EUA, Donald Trump, foi acusado esta quinta-feira de agressão sexual por uma ex-modelo, num episódio que alegadamente terá ocorrido num torneio de ténis, em 1997. A ex-modelo Amy Dorris relatou ao jornal britânico …

Ventura pondera suspender mandato para se dedicar à campanha presidencial

O presidente do Chega afirmou hoje que o seu partido "está a analisar" no plano jurídico a questão da suspensão temporária do seu mandato de deputado para se dedicar às campanhas dos Açores e presidenciais. Em …

Schumacher está em estado vegetativo e dificilmente recupera, avisa neurologista

Um neurologista ouvido num documentário da RMC Sport diz que o ex-piloto de Fórmula 1 Michael Schumacher está em estado vegetativo e dificilmente recuperará. Já passaram quase sete anos desde que Michael Schumacher sofreu um acidente …