Câmara dos Comuns aprova acordo do Brexit (mas rejeita calendário apertado)

UK Parliament / Flickr

Votação na Câmara dos Comuns, o Parlamento britânico

A Câmara dos Comuns aprovou esta terça-feira a primeira votação do acordo para o Brexit. No entanto, a calendarização da saída foi rejeitada numa segunda votação, deixando um impasse na data para o Brexit.

Pela primeira vez desde a assinatura do referendo do Brexit, em 2016, o Parlamento britânico aprovou um acordo para a saída do Reino Unido da União Europeia. Esta é considerada a primeira grande vitória do primeiro-ministro Boris Johnson, desde a sua chegada ao cargo. O líder britânico já veio saudar a aprovação inédita do acordo

O acordo alcançado com Bruxelas foi aprovado com 329 votos a favor e 299 votos contra. No entanto, numa segunda ronda de votações relativa à calendarização da saída, os deputados rejeitaram o curto espaço delimitado, com 322 votos contra e 308 a favor. A oposição considera que este é um calendário demasiado curto e, por isso, perante tal contestação, o acordo foi chumbado pelo Parlamento britânico.

De acordo com o Expresso, ainda antes da segunda votação, o Governo britânico propôs uma cedência para ajudar à aprovação da calendarização do pacote legislativo. O ministro da Justiça britânico prometeu fazer uma emenda para garantir o alargamento do período de transição do Brexit, que dura até 31 de dezembro de 2020.

“Este assunto tem preocupado deputados de toda a Câmara: que acontecerá se houver potencial para prolongar o período de transição? Cremos que podemos negociar dentro do tempo que agora temos, mas aceitamos que o Parlamento tenha um papel legítimo a desempenhar”, disse Robert Buckland.

Apesar dos esforços, o Parlamento acabou por rejeitar o calendário recorde de apenas três dias proposto pelo Governo de Boris Johnson.

Jeremy Corbyn, a principal cara da oposição ao Governo, apelou a Boris para dialogar com as bancadas para encontrar solução para nova calendarização. Corbyn defendeu que não aprovaria à pressa o acordo e, por tal razão, a sua bancada votou contra na segunda votação.

O líder parlamentar do Partido Nacional Escocês disse que esta “é uma derrota humilhante para o primeiro-ministro” e realçou que a lei obriga Boris a adiar o Brexit. Cabe à União Europeia decidir em relação ao pedido de adiamento de três meses.

https://twitter.com/Mina_Andreeva/status/1186715947861794816?ref_src=twsrc%5Etfw%7Ctwcamp%5Etweetembed&ref_url=https%3A%2F%2Fwww.dn.pt%2Fmundo%2Fparlamento-aprova-primeira-votacao-sobre-o-brexit-11434475.html

O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, já está a consultar os líderes europeus sobre uma eventual extensão prazo de saída dos britânicos.

“A UE deve agora decidir como responder ao pedido de adiamento. O Governo deve seguir o único caminho responsável e acelerar os seus preparativos para um desfecho sem acordo. Até que a UE tome uma decisão, faremos uma pausa nesta legislação”, disse Boris Johson.

“Não devemos ignorar a importância deste momento. Devo manifestar a minha deceção com o facto de os Comuns terem votado pelo adiamento, em vez de uma calendarização que garantiria que o Reino Unido saía a 31 de outubro com um acordo. Agora enfrentamos mais incertezas“, acrescentou o primeiro-ministro.

Jo Swinson, líder dos liberais democratas, garante que ainda não desistiu da luta pela permanência na União Europeia, especificando que o Brexit é prejudicial para a economia, serviço nacional de saúde e ambiente. “Isto não está decidido e eu não deixarei de lutar pelo nosso lugar na União Europeia”, atirou.

Como tal, Swinson pede um segundo referendo sobre a saída do Reino Unido da UE. Por sua vez, os nacionalistas galeses pedem uma avaliação do impacto económico da saída nos moldes do atual acordo inicialmente concordado.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Há uma nova maneira de medir a gravidade da Terra

Uma equipa de cientistas descobriu uma nova forma única de medir a gravidade da Terra. O método anterior envolvia medir a influência da gravidade nos átomos, rastreando a rapidez com que os átomos caíam. O problema …

Detetado pela primeira vez vapor de água na Europa, a lua de Júpiter

Uma equipa internacional de cientistas confirmou a presença de vapor de água na superfície de Europa, um dos quatro satélites naturais de Júpiter, revelou a agência espacial norte-americana (NASA). "Os elementos químicos essenciais (carbono, hidrogénio, …

Pela primeira vez, uma astronauta corrige página da Wikipédia a partir do Espaço

Pela primeira vez na história da Humanidade, a astronauta norte-americana Christina H. Koch fez a edição de uma página da Wikipedia na Internet a partir da Estação Espacial Internacional (EEI), enquanto orbitava o planeta Terra. A …

Rover Mars 2020 vai procurar fósseis microscópicos

Cientistas do rover Mars 2020 da NASA descobriram o que poderá ser um dos melhores locais para procurar sinais de vida antiga na Cratera Jezero, onde o veículo vai pousar no dia 18 de fevereiro …

MP quer passar a ouvir todas as crianças expostas a violência doméstica

A procuradora-geral da República quer que os magistrados do Ministério Público peçam sempre ao juiz de instrução criminal que as crianças expostas a violência doméstica sejam ouvidas em tribunal para memória futura. A procuradora-geral da República, …

Greta Thunberg no Parlamento entre final do mês e início de dezembro

A ativista sueca aceitou participar numa sessão na Assembleia da República, em Lisboa, promovida pela comissão parlamentar de Ambiente, Energia e Ordenamento do Território, que se realizará entre o final deste mês e início de …

Phineas Fisher. O "hacker fantoche" que está a pagar para piratearem bancos e petrolíferas

Phineas Fisher é um hackers mais infames do mundo e procura agora renovar esse estatuto ao oferecer 100 mil dólares a quem piratear instituições capitalistas, como bancos e empresas petrolíferas. O hacker ficou conhecido após ter …

Conselho Superior da Magistratura arquiva processo disciplinar a Carlos Alexandre

O Conselho Superior da Magistratura decidiu arquivar o processo disciplinar relativo ao juiz do Tribunal de Instrução Criminal por declarações sobre o sorteio da fase de instrução do processo Operação Marquês. "O plenário de hoje do …

Jardins e complexo de estufas descobertos num dos bunker de Hitler

Um grupo de especialistas descobriu jardins e um complexo de estufas, que serviu para cultivar legumes e frutas, num dos maiores quartéis generais de Adolf Hitler durante a II Guerra Mundial, o bunker conhecido como …

Ataque a Alcochete. Advogados pedem impugnação do auto de notícia da GNR

Uma discrepância nas datas de elaboração e de assinatura do auto de notícia que relata a invasão à academia do Sporting motivou, esta terça-feira, a apresentação de um requerimento de impugnação subscrito por vários advogados. No …