Câmara de Grândola vai esterilizar gatos vadios de Tróia

A Câmara de Grândola vai avançar, no início de 2015, com um programa de esterilização de gatos vadios, na península de Tróia, para manter o número de animais controlado e reduzir as pragas de pulgas no Verão, afirmou esta sexta-feira o veterinário municipal.

A população de gatos “assilvestrados” naquela zona do concelho de Grândola, no distrito de Setúbal, não está quantificada. No entanto, disse à agência Lusa o veterinário municipal, Pedro Sobral, responsável pela intervenção prevista, a situação “não é problemática”.

O município pretende, através do programa de esterilização, fazer o “controlo reprodutivo” dos animais e esta é a “altura ideal para fazer as cirurgias”, devido à redução da temperatura do ar, explicou o veterinário.

Pedro Sobral sublinhou que os gatos não representam um “perigo”, mas que existem vantagens nesta intervenção, como a redução de pragas de pulgas e de carraças no Verão.

A iniciativa envolve a captura dos gatos com recurso a armadilhas – que consistem em caixas com comida no interior e se fecham com o animal no seu interior – e uma intervenção cirúrgica nos animais recolhidos, que são depois libertados na zona onde se encontravam.

O veterinário municipal não indicou uma data para a conclusão do programa, mas disse que poderão ser realizadas  “quatro ou cinco esterilizações por semana”.

O programa vai decorrer em articulação com um grupo de cidadãos interessado pela situação dos animais, cuja iniciativa levou à intervenção da autarquia, referiu Pedro Sobral.

Para José Fidalgo, um dos elementos desse grupo, “a única forma” de controlar a população de gatos é através de um programa de captura, esterilização e devolução, em que “todas as partes” colaborem.

Por isso, “lamenta” que o Troia Resort, empreendimento turístico instalado em Tróia, demonstre “indiferença” relativamente à situação.

José Fidalgo e a mulher deslocam-se há alguns anos, “todos os fins-de- semana”, do Pinhal Novo a Tróia, cerca de 100 kms para cada lado, para alimentar os gatos.

Trata-se de uma “obrigação de qualquer cidadão”, afirmam. Em conjunto com outras pessoas, promoveram já a esterilização “de mais de uma dúzia de gatas” e facultaram tratamento a animais doentes.

De acordo com José Fidalgo, “sempre existiram gatos em Tróia” e houve uma altura em que a população esteve “completamente descontrolada”.

Contudo, a acção dos voluntários e a mortalidade de um grande número de animais, devido a vários fcatores, levaram à diminuição das colónias.

Contactado pela Lusa, o diretor-geral do Tróia Resort, João Madeira, classificou a colónia de gatos como “uma questão de saúde pública que preocupa” a empresa.

“Estamos a acompanhar de perto a questão devido aos seus efeitos na qualidade de vida em Tróia, quer para os seus visitantes, quer para os seus moradores”, afirmou, felicitando a Câmara Municipal de Grândola “pelas medidas previstas”.

João Madeira considerou também “de extrema relevância” o contributo do grupo de cidadãos que trata dos animais.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Eduardo Bolsonaro e dois ministros de Estado testam positivo à covid-19

O filho do Presidente do Brasil, que também é deputado federal, é o terceiro membro da delegação brasileira que viajou para os EUA a testar positivo para a covid-19. O deputado federal brasileiro Eduardo Bolsonaro, filho …

Avião russo invade espaço aéreo da Estónia pela sexta vez este ano

A Estónia informou na quinta-feira que um avião da força aérea russa violou o seu espaço aéreo, sendo o sexto incidente do género este ano. A intrusão terá ocorrido ao meio-dia de quarta-feira, quando o avião …

Abel montou uma "equipa pequena, a jogar sempre com receio"

Opinião proveniente do Brasil lamenta a forma como o campeão sul-americano se apresenta em campo. É campeão sul-americano, por ter vencido a última Copa Libertadores, está a um jogo de estar novamente na final da Libertadores …

Pandemia com tendência decrescente nos serviços de saúde e na mortalidade

Portugal regista uma situação pandémica de “intensidade moderada”, mas com uma tendência decrescente da pressão sobre os serviços de saúde e na mortalidade associada à covid-19, refere o relatório das “linhas vermelhas” hoje divulgado. Segundo a …

Vacinas da gripe vão ser dadas nos centros de vacinação covid-19

Os centros de vacinação usados para administrar as vacinas contra a covid-19 vão também passar a ser usados para vacinar contra a gripe. Numa nota enviada às redações, a task force anunciou que os centros de …

Irmã de Kim Jong-un diz que acabar com a Guerra da Coreia é uma "ideia admirável"

Esta sexta-feira, Kim Yo-jong, irmã do líder norte-coreano Kim Jong-un, disse que o país está disposto a retomar as conversações com a Coreia do Sul se o vizinho não provocar o Norte com políticas hostis. Ri …

"Que se lixe o Congresso", diz líder do CDS

O líder centrista Francisco Rodrigues dos Santos disse não estar "minimamente preocupado" nem "concentrado em táticas para congressos internos". O presidente do CDS disse esta sexta-feira que não está “minimamente preocupado” com a próxima reunião magna …

Detidos CEO e chairman do grupo HNA, antigo acionista da TAP

Chen Feng e Tan Xiangdon, o chairmain e o CEO do grupo HNA, que já deteve uma participação na TAP, foram detidos esta sexta-feira.  O chairmain e o CEO do grupo HNA terão sido detidos na …

OMS inclui mais dois medicamentos nas recomendações para tratamento

A Organização Mundial de Saúde (OMS) acrescentou na quinta-feira dois medicamentos à lista de fármacos admitidos para tratamento da covid-19 e pediu à farmacêutica que os produz para baixar os preços e levantar as patentes. O …

Puigdemont em liberdade, mas com proibição de sair da Sardenha

O Tribunal de Recurso de Sassari decidiu, esta sexta-feira, deixar em liberdade o ex-presidente catalão Carles Puigdemont. Enquanto decorrer o processo judicial, não pode sair da ilha italiana. Carles Puigdemont saiu em liberdade esta sexta-feira, depois …