Caixa seguiu “orientações políticas” no caso La Seda e arrisca perder 900 milhões

Paulo Novais / Lusa

O ex-ministro Armando Vara

Com a Caixa Geral de Depósitos no “olho do furacão” por causa da lei de excepção criada pelo governo para os novos gestores do banco público, fala-se novamente no investimento ruinoso que a entidade fez na empresa espanhola La Seda, seguindo “orientações políticas”, e que lhe pode custar 900 milhões de euros.

Um dos mais importantes dossiers que António Domingues, o novo presidente da Caixa Geral de Depósitos (CGD), tem em mãos respeita à empresa espanhola La Seda e particularmente, devido aos mais de 900 milhões de euros que o banco aplicou, há cerca de uma década, no universo do grupo do sector petroquímico.

O caso é recuperado pelo Público, que sustenta que “a Caixa recebeu orientações políticas para entrar numa aventura industrial luso-espanhola que se revelou um erro”.

Em causa estão os empréstimos concedidos e os investimentos feitos na La Seda de Barcelona, mas também nas empresas portuguesas Selenis  (accionista da La Seda) e Artlant (fornecedora da La Seda), entre 2006 e 2010.

O diário lembra que, na altura, o governo era liderado por José Sócrates e a Caixa por Carlos Santos Ferreira e Armando Vara, ambos nomeados para a administração do banco pelo então ministro das Finanças, Teixeira dos Santos.

Numa auditoria recente realizada à CGD onde foram detectados mais de 2,3 mil milhões de euros de empréstimos que correm o risco de não serem pagos, ficou assente que Armando Vara e Santos Ferreira terão autorizado “os créditos mais complicados”, sem obterem as devidas garantias de retorno dos valores concedidos.

Ora tanto a La Seda como a Artlant e a Selenis estão em processo de falência; a empresa espanhola já pediu a protecção contra os credores e a Artlant accionou um Plano Especial de Revitalização, enquanto a Selenis já se declarou falida.

O Público lembra que a Caixa investiu 121,3 milhões de euros na La Seda, emprestando à empresa mais 75 milhões de euros; na Artlant, o banco público investiu 25 milhões de euros, concedendo ainda créditos de 520 milhões; e à Selenis a CGD emprestou 165 milhões de euros.

Assim, o banco do Estado tem em risco verbas superiores a 900 milhões de euros, o que perfaz quase 22% do esforço público no âmbito do processo de recapitalização, conforme nota o jornal.

O Público ainda refere que o caso La Seda “poderia ter ficado fechado para a CGD na última legislatura, se o executivo de Passos Coelho tivesse dotado a instituição dos capitais solicitados pela anterior gestão liderada por José de Matos”. Mas tal não chegou a suceder.

ZAP

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Este Vara é outra bela “bisca” que apareceu para chular o erário publico. Uma nódoa, que veio de Trás-os-Montes, onde foi um simples “caixa bancário” e chega a administrador de um Banco… No caso, a CGD. Está á vista a sua capacidade de “gerir” a coisa publica. É que este artista nem sequer tem competencias de gestão que se lhe reconheçam. Foi um oportunista, um “chico esperto”, um “boy” partidário. É por exemplos destes que acho preferível pagar mais a alguém a quem sejam reconhecidas competencias de gestão, do que pagar menos mas a gente incompetente que acaba por dar mais prejuizo ao erário publico. A maioria destes boys são uns imbecis incompetentes, que nos lesam a todos portanto, nem o ordenado minimo mereciam.

  2. Vara … Socrates… sempre os mesmos nomes. Como é possível que alguém como eu tenho visto ainda ache que Sócrates foi inocente na falência deste país ? Este Armando Vara que á nascença não tinha onde cair morto, a não ser o facto de vir lá de cima de Trás-os-Montes aos trambolhões para Lisboa e ter a esperteza de fazer uns quantos amigos politicos na capital. Como é possível que toda esta gente não esteja presa ? E já agora porque carga de +água é que o povo é chamado a pagar prejuízos dos bancos mesmo sendo eles públicos. É que se eu (português) sou acionista então quero vender já as minhas acções…

A Rússia criou a arma mais mortífera da história. Foi há 72 anos

Comummente conhecida por AK-47, a espingarda Kalashnikov foi responsável por milhões de mortes durante a nossa História, sendo uma das armas mais populares do mundo e a mais fabricada pela indústria de armamento. Segundo o The Conversation, …

Luxemburgo 0-2 Portugal | Campeão marca presença no Euro

Portugal venceu o Luxemburgo por 2-0 e apurou-se para a fase final do Euro2020 – a 11ª presença consecutiva da turma das “quinas” em fases finais de grandes competições. Num encontro mal jogado, em parte pelas …

Hologramas e outras tecnologias podem ajudar a combater incêndios florestais

Portugal continua a ser assombrado pela destruição sem precedentes dos incêndios florestais. Agora é a hora de aproveitar as nossas ferramentas tecnológicas e encontrar maneiras inovadoras de ajudar a aliviar o problema e também evitar …

Pombos estão a perder dedos ou patas por causa da poluição

Basta passar algum tempo na praça de uma cidade para ver que alguns pombos têm patas feridas ou dedos em falta. Embora possamos pensar que isto é causado por algum vírus ou pelos eventuais desentendimentos …

Descoberto no Japão fóssil de pássaro com 120 milhões de anos

O fóssil de um pássaro do Cretáceo recentemente descoberto no Japão pode levar os cientistas a repensarem alguns detalhes sobre a evolução do voo. Há cerca de 120 milhões de anos, um pássaro com o tamanho …

Irão corta acesso à Internet após protestos contra a subida do preço da gasolina

O Irão cortou o acesso à internet no sábado, após os protestos contra o aumento do preço da gasolina, que provocaram fortes confrontos entre manifestantes e forças de segurança. O Irão cortou o acesso à internet …

A maior parte das Testemunhas de Jeová não apresenta queixa em caso de abuso sexual. Mas uma nova lei pode alterar essa realidade

Em casos de abuso sexual dentro organização religiosa Testemunhas de Jeová, a maior parte das vítimas não acusa os agressores por receio de serem excluídas, revelou um artigo da Vice. Agora, uma nova lei norte-americana, …

Hong Kong. Agente atingido por flecha e operação policial reforçada com canhão de água

Um polícia foi atingido numa perna por uma flecha lançada por manifestantes antigovernamentais e pró-democracia, informaram as forças de segurança, que reforçaram a operação no local com um canhão de água. Um polícia foi atingido …

Príncipe André nega ter abusado sexualmente de jovem de 17 anos

O príncipe André, filho de Isabel I, é acusado de ter abusado sexualmente de Virginia Giuffre, uma jovem que na altura tinha 17 anos. O caso remonta ao dia 10 de março de 2001 e, este …

FC Porto tira pão da boca ao Sporting ao desviar central brasileiro

Os 'dragões' podem estar perto de chegar a acordo para a transferência de Gustavo Henrique. O central do Santos estava em negociações com o Sporting, mas uma forte investida do FC Porto, pode ter mudado …