Cada vez mais estrangeiros escolhem Portugal para viver e trabalhar

kellypolizzi / Flickr

-

Presidente de empresa especializada em mudanças internacionais e relocation afirmou este domingo, em entrevista à agência Lusa, que o interesse dos estrangeiros em vir para Portugal está a crescer, o que se reflete no negócio da empresa.

“Estamos a ter muita procura de estrangeiros para viverem em Portugal”, afirmou o gestor português Jorge da Costa, presidente da Global International Relocation, acrescentando que este ano se está a sentir uma inversão da tendência dos anos anteriores, quando cerca de 70% dos clientes correspondiam a saídas de Portugal para o estrangeiro e 30% eram residentes no estrangeiro que vinham viver para o país.

“Nos últimos dois anos, em 2012 e 2013, houve muitas saídas de residentes em Portugal, mas em 2014 sentimos que o movimento de saída abrandou ligeiramente e pelo contrário, sentimos muitas entradas”, disse Jorge da Costa.

A Global International Relocation é especializada em mudanças internacionais e em relocation, ou seja, todo o processo de transferência de um trabalhador acompanhado ou não da respetiva família, ou mesmo a mudança do departamento de uma empresa ou embaixada para um novo país.

Criada em 2008 e com sede em Sintra, a empresa é neste momento considerada pela Ignios como líder no mercado português de mudanças internacionais.

jorge-da-costa / LinkedIn

Jorge da Costa, CEO da Global International Relocation

Jorge da Costa, CEO da Global International Relocation

Os números da empresa relativos ao primeiro semestre deste ano indicam que os clientes estrangeiros que se mudaram para Portugal representaram já cerca de 56% do total neste período.

Europa e América do Norte principais origens

Os países europeus são a principal origem dos clientes que se mudam para Portugal (quase 40% do total no primeiro semestre), seguidos dos Estados Unidos, Canadá e América Latina (34,25%) e da Ásia, incluindo o Médio Oriente (18,64%).

No entanto, Jorge da Costa sublinhou que “é a Ásia que continua a subir em grande escala” no que respeita às mudanças para Portugal, uma tendência já confirmada em julho e agosto e que se deverá manter até ao final de 2014.

O gestor deu o exemplo do Dubai, de onde nos últimos dois anos “se sente um movimento de imigração para Portugal de pessoas já reformadas, devido à instabilidade social e política que se tem vivido com as primaveras árabes”.

“Têm vindo porque aqui não há problemas de religião ou culturas, as casas e a cerveja são baratas e isso são bons fatores. Comparado com o Dubai, o setor imobiliário é muito atrativo”, comentou.

Destino: Brasil e Ásia

Quanto às mudanças para fora de Portugal, Jorge da Costa notou “um movimento impressionante para o Brasil nos últimos três anos, porque havia falta de recursos humanos, mas em 2014 estão a surgir novas oportunidades na Ásia”, nomeadamente Singapura, Hong Kong, Tailândia, Vietname, Coreia e Dubai.

Ainda assim, no primeiro semestre de 2014 a Europa manteve-se como o principal destino dos clientes que saem do país (47,12%), seguida pela América (EUA, Canadá e América Latina, com 30,20%) e pela Ásia (11,38%).

São as empresas de novas tecnologias como a Microsoft e a Google que contratam muitos dos clientes portugueses mais jovens, com idades entre os 25 e os 30 anos, enquanto nos expatriados entre os 30 e os 40 anos são os negócios ligados às farmacêuticas, banca e área automóvel.

No que respeita ao tipo de clientela, a empresa de mudanças internacionais e ‘relocation’ trabalha principalmente com clientes empresariais, que representam 77% do negócio principal. Já os funcionários em missão internacional (embaixadas, Unicef, Nato, militares) perfazem 18% e os restantes cinco por cento são clientes particulares.

“Recuso-me a dizer que sou um mudanceiro”, sublinhou também o responsável da empresa. “Nós transportamos realmente os sentimentos das pessoas, porque não é só mudar de um país para outro, engloba muito mais.”

Em causa está, por exemplo, a procura de colégios para os mais novos e a obtenção dos vistos necessários.

Global International Relocation

-

Além do negócio principal de mudanças internacionais e relocation, a empresa tem outras áreas, como o armazenamento de bens.

No início de 2013, iniciou-se na gestão de arquivos mortos e semi-mortos (Global File) e já em 2014, passou a operar na área de transporte internacional de animais de estimação (Global Pets) e no transporte de pequenos volumes, mais vocacionado para estudantes (Global Express).

Até ao final deste ano, Jorge da Costa acredita que arrancará também o negócio de transporte internacional de obras de arte, para o qual já tem um ‘bunker’ dedicado.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

O segredo da Coreia do Sul para combater a covid-19? Tecnologia de ponta e toque humano

O sucesso da Coreia do Sul a combater a pandemia de covid-19 não assentou apenas no recurso à tecnologia de ponta — também envolveu o tradicional toque humano. De acordo com um recente relatório da Câmara …

Governo: voto contra do Bloco é "definitivo". Marcelo diz que chumbo provoca dissolução

O Governo afirmou este domingo que entendeu o anúncio de voto contra por parte do BE como “uma posição definitiva”, remetendo eventuais novas negociações com este partido para a fase da especialidade do Orçamento do …

Soldados do exército chinês alinhados.

Chinesas querem "empregos de homem" — mas o sistema educacional corta-lhes as asas

Várias escolas, academia e universidades chinesas impõe cotas que limitam o acesso de estudantes do sexo feminino. Mulheres têm de tirar notas mais altas do que os homens para entrar. Um pouco por todo o mundo …

"A Escola de Atenas", quadro de Rafael Sanzio.

Ideias da filosofia grega podem ter-nos conduzido às alterações climáticas

Algumas das ideias defendidas por antigos filósofos gregos podem ter conduzido a civilização rumo às alterações climáticas. Incêndios florestais causados por ventos crescentes e um calor sem precedentes cercaram Atenas, Grécia, no verão passado, cobrindo os …

Vizela 0-1 Benfica | Milagre de São Rafa no último suspiro

A ressaca pós-goleada frente ao Bayern, na Liga dos Campeões, foi difícil para o Benfica. Os comandados de Jorge Jesus sentiram muitas dificuldades frente a um Vizela que sabia que o seu adversário iria patentear …

Otoniel, o camponês paramilitar (e criminoso mais procurado da Colômbia) foi capturado

O governo da Colômbia anunciou este sábado a captura do narcotraficante mais procurado do país, Dairo Antonio Úsuga (com a alcunha de 'Otoniel'), por quem os Estados Unidos ofereciam uma recompensa de cinco milhões de …

"Tratam as doentes como histéricas". O longo caminho da Medicina até levar a sério a dor feminina está a custar vidas

Muitos dos avanços na medicina tiveram apenas metade da população em conta. Para além da falta de representação das mulheres nos estudos médicos, a dor e os relatos das pacientes são muitas vezes desvalorizados nas …

Bloco faz ultimato: vota contra o OE se até 4ª feira o Governo "insistir em impor recusas"

A coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, avisou este domingo que o BE votará contra o orçamento se até quarta-feira “o Governo insistir em impor recusas onde a esquerda podia ter avanços”, mantendo, no …

Nova faca de madeira é três vezes mais afiada do que as de aço - e pode ser lavada após ser usada

Através do uso de métodos alternativos, uma equipa de cientistas criou uma nova forma endurecida da madeira que pode ser transformada em facas afiadas. A equipa da Universidade de Maryland, nos Estados Unidos, refere que as …

Áustria planeia confinar quem não estiver vacinado contra covid-19

O governo austríaco anunciou que, se ocupação de camas de Unidades de Cuidados Intensivos com pacientes covid-19 atingir nível crítico, pessoas não imunizadas poderão sair de casa apenas em casos excepcionais, como compras essenciais e …