Cada vez mais crianças são usadas como armas de guerra

“Esta brutalidade não se pode tornar no novo normal”. Um relatório da Unicef, publicado esta quinta-feira, aponta vários exemplos de crimes contra crianças em países como o Iraque, Síria, República Centro-Africana, entre outros.

A Unicef, Fundo das Nações Unidas para a Infância, publicou, esta quinta-feira, um relatório no qual revela que o número de crianças afetadas por conflitos atingiu “níveis chocantes” em 2017.

No relatório, o órgão que tem como objetivo promover a defesa dos direitos das crianças detalha os abusos registados nas principais zonas de conflitos armados, países como o Iraque, a Síria, a República Centro-Africana, a Somália, entre outros.

No documento, é também referido o desprezo pelas leis internacionais, criadas para proteger os mais vulneráveis em situações de guerra por todo o mundo.

“As crianças estão a ser atingidas e expostas a ataques e a violência brutal nas suas casas, escolas e parques infantis. Estes ataques continuam ano após ano, mas não podemos deixar-nos entorpecer. Esta brutalidade não se pode tornar no novo normal” diz o diretor dos programas de emergência da Unicef, Manuel Fontaine.

Há casos de crianças que são raptadas e usadas por grupos extremistas, acabando por ser abusadas novamente depois de libertadas por forças de segurança. Há, também, milhões de crianças em todo o mundo a sofrer diariamente de má-nutrição, doenças e trauma, devido aos conflitos que lhes travam o acesso a bens essenciais, como água potável.

“A Unicef pede a todos os envolvidos em conflitos que cumpram as suas obrigações sob a lei internacional e que acabem imediatamente com todas as violações dos direitos das crianças e com os ataques a infraestruturas civis, incluindo escolas e hospitais”, lê-se no documento hoje divulgado.

Conforme noticia o Expresso, no Afeganistão, por exemplo, foram mortas cerca de 700 crianças nos primeiros nove meses de 2017. Na República Democrática do Congo, mais de 850 mil crianças fugiram e mais de 200 centros de saúde e 400 escolas foram atacados.

No Iraque e na Síria, as crianças foram usadas como escudos humanos, vivendo na primeira linha de bombardeios e violência. Na Nigéria e nos Camarões, militantes da rede extremista Boko Haram forçaram 135 crianças a tornarem-se bombistas suicidas (cinco vezes mais do que em 2016).

Em Myanmar, especificamente no estado de Rakhine, as crianças da minoria étnica muçulmana rohingya sofreram um nível de “violência chocante e generalizada” e no Iémen, houve pelo menos cinco mil crianças a perderem a vida ou a ficarem feridas.

De acordo com a Renascença, o relatório da Unicef é divulgado no dia em que o calendário litúrgico cristão assinala o dia dos Santos Inocentes – recordando as crianças que, segundo o Evangelho, foram mandadas massacrar por Herodes na tentativa de matar Jesus.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Ativista Greta Thunberg arrasa congressista republicano nos EUA

Com tranquilidade e humor, a ambientalista sueca de 16 anos Greta Thunberg mostrou na quarta-feira que é um osso duro de roer em pleno Congresso dos Estados Unidos (EUA), ao devolver o argumento usado por …

Conselho de Disciplina nega recurso e confirma suspensão de Bruno Fernandes

O Conselho de Disciplina (CD) da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) rejeitou esta sexta-feira o recurso apresentado pelo Sporting relativo à expulsão de Bruno Fernandes, tendo mantido a partida de suspensão aplicada ao médio leonino. Em …

Mães acusam escola em Lisboa de racismo na divisão de turma

A Escola Básica S. Vicente, em Telheiras, Lisboa, foi acusada de fomentar a divisão racial e está a ser investigada pela Inspecção-Geral da Educação e Ciência (IGEC).  Foi Sandra Monteiro, de 36 anos, assistente técnica num …

TripAdvisor ganha processo contra restaurante que reclamou das críticas

O juiz de um tribunal espanhol considerou que os filtros utilizados pelo TripAdvisor funcionaram e que o dono dos restaurantes poderia ter denunciado o perfil dos utilizadores que escreveram os comentários alegadamente negativos. O proprietário de …

Twitter fecha milhares de contas por divulgarem notícias falsas. Mais de 200 associadas ao PP de Espanha

O Twitter anunciou esta sexta-feira que fechou milhares de contas em todo o mundo por divulgarem notícias falsas e propaganda pró governamental, em países como os Emirados Árabes Unidos, Egito e Espanha. As contas criadas na …

Remessas de emigrantes crescem 12,5% até julho

As remessas dos emigrantes portugueses voltaram a disparar. Crescem nos primeiros sete meses deste ano em 12,5% e já valem mais de 2,3 mil milhões de euros. A manter-se este ritmo, caminham para superar largamente …

Parecer da PGR sobre empresas de familiares de políticos dá razão a António Costa

O primeiro-ministro decidiu esta sexta-feira homologar o parecer do Conselho Consultivo da Procuradoria Geral da República (PGR) sobre incompatibilidades e impedimentos de políticos, no qual se recusam interpretações estritamente literais - e até inconstitucionais - …

Cuba considera "injustificada" a decisão dos Estados Unidos de expulsar diplomatas

O Governo de Cuba considerou "injustificada" a expulsão dos dois diplomatas, acusados pelos Estados Unidos de "atividades que comprometem a segurança nacional". O Governo de Cuba considerou esta quinta-feira "injustificada" a expulsão de dois dos seus …

Fisco perde recurso e vai ter de devolver parte de imposto sobre carro usado importado

A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) perdeu o recurso que tinha interposto no Supremo Tribunal Administrativo (STA) e vai mesmo ter de devolver a um contribuinte parte do Imposto sobre Veículos (ISV) cobrado na importação …

MP e PJ investigam contratos do filho do ex-secretário de Estado da Proteção Civil

O Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) está a investigar os dois contratos assinados entre o filho do ex-secretário de Estado da Proteção Civil e a Universidade do Porto em 2018 e em …