Cada vez mais crianças são usadas como armas de guerra

“Esta brutalidade não se pode tornar no novo normal”. Um relatório da Unicef, publicado esta quinta-feira, aponta vários exemplos de crimes contra crianças em países como o Iraque, Síria, República Centro-Africana, entre outros.

A Unicef, Fundo das Nações Unidas para a Infância, publicou, esta quinta-feira, um relatório no qual revela que o número de crianças afetadas por conflitos atingiu “níveis chocantes” em 2017.

No relatório, o órgão que tem como objetivo promover a defesa dos direitos das crianças detalha os abusos registados nas principais zonas de conflitos armados, países como o Iraque, a Síria, a República Centro-Africana, a Somália, entre outros.

No documento, é também referido o desprezo pelas leis internacionais, criadas para proteger os mais vulneráveis em situações de guerra por todo o mundo.

“As crianças estão a ser atingidas e expostas a ataques e a violência brutal nas suas casas, escolas e parques infantis. Estes ataques continuam ano após ano, mas não podemos deixar-nos entorpecer. Esta brutalidade não se pode tornar no novo normal” diz o diretor dos programas de emergência da Unicef, Manuel Fontaine.

Há casos de crianças que são raptadas e usadas por grupos extremistas, acabando por ser abusadas novamente depois de libertadas por forças de segurança. Há, também, milhões de crianças em todo o mundo a sofrer diariamente de má-nutrição, doenças e trauma, devido aos conflitos que lhes travam o acesso a bens essenciais, como água potável.

“A Unicef pede a todos os envolvidos em conflitos que cumpram as suas obrigações sob a lei internacional e que acabem imediatamente com todas as violações dos direitos das crianças e com os ataques a infraestruturas civis, incluindo escolas e hospitais”, lê-se no documento hoje divulgado.

Conforme noticia o Expresso, no Afeganistão, por exemplo, foram mortas cerca de 700 crianças nos primeiros nove meses de 2017. Na República Democrática do Congo, mais de 850 mil crianças fugiram e mais de 200 centros de saúde e 400 escolas foram atacados.

No Iraque e na Síria, as crianças foram usadas como escudos humanos, vivendo na primeira linha de bombardeios e violência. Na Nigéria e nos Camarões, militantes da rede extremista Boko Haram forçaram 135 crianças a tornarem-se bombistas suicidas (cinco vezes mais do que em 2016).

Em Myanmar, especificamente no estado de Rakhine, as crianças da minoria étnica muçulmana rohingya sofreram um nível de “violência chocante e generalizada” e no Iémen, houve pelo menos cinco mil crianças a perderem a vida ou a ficarem feridas.

De acordo com a Renascença, o relatório da Unicef é divulgado no dia em que o calendário litúrgico cristão assinala o dia dos Santos Inocentes – recordando as crianças que, segundo o Evangelho, foram mandadas massacrar por Herodes na tentativa de matar Jesus.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Desmantelada fábrica ilegal de tabaco. Funcionava num bunker

Uma operação levada a cabo pela Guardia Civil esta terça-feira desmantelou uma fábrica ilegal de tabaco, em Espanha, e deteve a organização clandestina que a geria: vinte pessoas foram detidas, de nacionalidades britânica, lituana e …

China diz que surto está "sob controlo" após 14 províncias não reportarem novos casos

O surto do coronavírus Covid-19 está "sob controlo", depois de a atualização diária mostrar que 14 das 34 províncias e regiões autónomas do país não detetaram novos casos, anunciaram esta sexta-feira as autoridades chinesas. O vice-diretor …

Após 2 anos preso, Pedro Dias assume três homicídios e diz-se arrependido

Pedro Dias, conhecido pelos homicídios de Aguiar da Beira, manifesta-se arrependido pelos crimes por que foi condenado a 25 anos de prisão, após cumprir dois anos da pena. Um arrependimento que é também um assumir …

Orçamento da UE. Proposta agrava corte de Portugal na coesão em 2 mil milhões

A proposta do presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, prevê um corte de 2 mil milhões de euros no envelope da coesão para Portugal. Os chefes de Estado e de Governo da União Europeia iniciaram esta …

Russos atormentam Estados Unidos outra vez. Presidenciais são o alvo

Os serviços secretos norte-americanos estão convencidos de que os russos estão, novamente, a tentar influenciar as presidenciais daquele país. Faltam nove meses para as eleições presidenciais norte-americanas, mas já há suspeitas de que os russos estão …

Processo obscuro e pouco transparente. Expansão do Metro do Porto cria mal-estar

O alargamento do Metro do Porto está a criar mal-estar entre algumas autarquias da área Metropolitana do Porto. Os autarcas falam num processo obscuro e pouco transparente. O protocolo para consolidação da expansão da rede de …

Barcelona contrata jogador com o mercado fechado (mas Leganés não pôde fazer o mesmo)

O Barcelona foi autorizado a contratar um jogador com o mercado fechado, mas o pedido do Leganés foi rejeitado. O clube perdeu Braithwaite para o clube catalão. O FC Barcelona anunciou, esta quinta-feira, a contratação do …

Portugueses gastam 160 euros por ano na "epidemia das raspadinhas". 11 vezes mais do que os espanhóis

De acordo com um estudo recente, há cada vez mais pessoas a chegarem aos consultórios médicos com a doença do jogo patológico desencadeada pela raspadinha. Num artigo científico publicado na The Lancet, Pedro Morgado e Daniela …

Direita chega ao jogo das comissões no MB Way. PSD e Chega juntam-se ao PS

O PSD quer alargar serviços dentro das contas de baixo custo e incluir transferências via a aplicação da SIBS. O Chega quer eliminar custos nessas transações. Depois da esquerda, é a vez da direita marcar terreno …

Fãs de Kobe Bryant em luto estão a deixar flores na sepultura errada

Numa tentativa de prestar homenagem ao ex-basquetebolista, vários fãs de Kobe Bryant em luto estão a deixar flores na sua sepultura. O problema é que o têm na campa de outra pessoa. Quase um mês depois …