/

Cabrita validou festejos do Sporting depois de a PSP os ter desaconselhado

2

Manuel de Almeida / Lusa

O ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita

Eduardo Cabrita validou na véspera da conquista do campeonato de futebol pelo Sporting os festejos dos leões exatamente nos modos em que estes aconteceram: com um desfile dos jogadores pela cidade de Lisboa.

O despacho do ministro da Administração Interna foi comunicado às 22h30 de 10 de maio por email à PSP.

O documento foi a resposta a um ofício da direção nacional da PSP que desaconselhava a “utilização do trio elétrico/desfile pela via pública”, ou seja, a PSP recebeu a ordem apenas 22h antes do início do jogo em que o Sporting se sagrou campeão.

“Por comportar um elevado grau de imprevisibilidade relativamente à manutenção da ordem pública e riscos elevados, desaconselhamos o terceiro cenário –​ utilização do trio elétrico/desfile pela via pública”, lia-se no documento enviado pela cúpula da PSP ao gabinete do ministro, a que o Público teve acesso.

O primeiro cenário, o defendido pela PSP, previa que as celebrações ficassem confinadas ao interior do estádio de Alvalade e o segundo, tolerado pela força, que se fechasse o Marquês de Pombal, permitindo que os festejos decorressem num espaço vedado com controlo de entrada e saída de adeptos.

A resposta de Cabrita é remetida à PSP pelo gabinete do secretário de Estado adjunto e da Administração Interna, Antero Luís, o membro do Governo que dirigiu todo o processo dos festejos. “As três alternativas referidas foram analisadas na reunião de sexta-feira passada [7 de Maio]. A Câmara de Lisboa e o Sporting Clube de Portugal acordaram com a terceira alternativa”, escreve Eduardo Cabrita.

Ainda assim, a IGAI foca as suas críticas sobre os festejos na CML e no próprio Sporting, legitimando a atuação da PSP que, contabiliza, efetuou 617 disparos de armas de munições de menor letalidade, nomeadamente balas de borracha.

Por outro lado, concentra grande parte da culpa no facto de a Câmara de Lisboa não ter recusado a “manifestação” que a Juventude Leonina pretendia fazer junto ao estádio, com a transmissão do jogo num ecrã gigante e com instalação sonora.

  ZAP //

2 Comments

  1. Cabrita a ser Cabrita… péssimo decisor que depois foge com o rabinho entre as pernas. Não se lembra já das lágrimas de crocodilo quando houve um dia sem mortes a meio da pandemia? Será que vai chorar tb os mortos, infectados nestas celebrações? Cabrita é, de facto e comprovadamente, um hipócrita. E durante quanto mais tempo resistirá como escudo do Costa? Boa pergunta… tem mais vidas que um gato!

  2. INCOMPETENTES. Estes politicos NãO VALEM NADA em todos os aspetos. E com o PR A AJUDAR… e a oposiçao onde anda? É A GUERRA DOS TACHOS MAIS Nada. Este ministro entao nem se fala ja devia ter sido DEMITIDO anos atras – pelo menos desde os incendios- logo aí demonstrou uma incompetencia TOTAL. MAS P CERTAS PESSOA TUDO É NORMAL… são uns sociopatas.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.