Bruxelas vai investir até 3 mil milhões para impulsionar Céu Único Europeu

reflexiste / Flickr

-

Até três mil milhões de euros de financiamento comunitário vão ser entregues às principais companhias aéreas e aeroportos para projetos de modernização do sistema de tráfego aéreo europeu, com vista à materialização do Céu Único Europeu, lançado há dez anos.

“A Comissão Europeia vai assinar um acordo para modernizar o sistema de gestão do tráfego aéreo da União Europeia e para rever a organização espacial da Europa”, disse esta sexta-feira o porta-voz da Comissão Europeia para os Transportes, Jakub Adamowicz, na conferência de imprensa diária em Bruxelas.

O porta-voz explicou que a União Europeia (UE) está agora a entrar na fase de desenvolvimento do SESAR, o projeto de investigação sobre a gestão do tráfego aéreo que visa criar o Céu Único Europeu, e que os três mil milhões de euros de fundos europeus serão direcionados para o desenvolvimento de projetos conjuntos e a modernização do sistema de gestão do tráfego aéreo.

“O problema central é que a gestão do tráfego aéreo europeu é fragmentada e ineficaz”, disse o mesmo porta-voz.

Já a comissária europeia dos Transportes, Violeta Bulc, afirmou em comunicado que o acordo de hoje é uma “grande conquista para a aviação da UE”, porque tornará os sistemas mais inteligentes, baratos, limpos e seguros à navegação aérea, além de ser um passo importante na execução do Céu Único Europeu.

O projeto Céu Único Europeu, que visa acabar com a fragmentação do espaço aéreo europeu, potenciando uma gestão integrada do tráfego aéreo, foi lançado há cerca de dez anos, mas ainda não foi concretizado.

Segundo o executivo comunitário, os problemas decorrentes da fragmentação do espaço aéreo europeu “geram custos adicionais da ordem dos cinco mil milhões de euros por ano” e acrescentam “42 quilómetros à distância de um voo médio, obrigando as aeronaves a gastar mais combustível”, a aumentar as emissões, a pagar elevadas taxas de utilização e originam maiores atrasos.

A título de exemplo, Bruxelas refere que os Estados Unidos controlam um espaço aéreo da mesma dimensão, com mais tráfego e cerca de metade dos custos.

Segundo a Comissão Europeia, quando o céu único europeu estiver a funcionar em pleno, a “segurança será dez vezes superior, a capacidade de espaço aéreo será três vezes superior, os custos de gestão do tráfego aéreo reduzir-se-ão em 50% e o impacto no ambiente será 10%” menor.

Em 2004 e em 2009, foram adoptados os pacotes Céu Único I e II, respetivamente.

Atualmente, a gestão do espaço aéreo é competência dos governos nacionais.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Conselho da Europa teme que polícia de Malta tenha “recusado provas” no caso da jornalista assassinada

Daphne Galizia era jornalista, acompanhava casos de corrupção no país e foi assassinada há dois anos. Pieter Omtzigt, relator do Conselho da Europa responsável pelo caso, diz que a abordagem da polícia e dos …

Itália quer mudar sede da final da Liga dos Campeões

A Itália quer que a final da Liga dos Campeões deste ano, marcada para o Estádio Olímpico Atatürk Olympic, mude de sede. Os últimos dias não têm sido fáceis para a UEFA. Depois dos incidentes racistas …

CNN coloca broa portuguesa entre os 50 melhores pães do mundo

A propósito das celebrações do Dia Mundial do Pão, que se celebra esta quarta-feira, a CNN fez uma lista com os 50 melhores pães do mundo e um deles é a broa portuguesa. A broa conhecida …

CP lança nova campanha: Lisboa-Porto por cinco euros e mais descontos até 80%

Há 10.300 bilhetes a custos muito reduzidos, anunciou a CP – Comboios de Portugal esta terça-feira. A nova campanha garante viagens nos comboios de longo curso Alfa Pendular e Intercidades “com 80% de desconto”, abrangendo …

"Níveis recorde". Glaciares suíços perderam 10% do seu volume nos últimos cinco anos

Os glaciares suíços perderam 10% do volume nos últimos cinco anos, a maior redução em cem anos, alertou esta terça-feira a Academia Suíça das Ciências. A Academia baseia-se nas medições feitas pelos peritos do painel intergovernamental …

Caso BPN. Relação condena dois dos absolvidos e agrava penas a outros dois

O Tribunal da Relação de Lisboa condenou esta quarta-feira dois dos três arguidos absolvidos no processo principal da falência do BPN, Ricardo Oliveira e Filipe Nascimento, e agravou as penas a dois dos 12 arguidos …

Operação Éter. Hermínio Loureiro entre as dezenas de autarcas arguidos

Hermínio Loureiro, ex-presidente da Câmara de Oliveira de Azeméis, está entre as dezenas de atuais e antigos autarcas que foram constituídos arguidos no âmbito da Operação Éter. Este processo levou à prisão preventiva do antigo presidente …

Proteção Civil quer que bombeiros voltem a ser obrigados a usar cinto de segurança

A estrada mata mais bombeiros do que os incêndios. Por isso, a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil criou um grupo específico para analisar o problema. Rui Ângelo, chefe da Divisão de Segurança, Saúde e …

Estratégia prevê rede de bancos de leite materno e revisão das licenças para amamentar

A ENALCP apresentada esta quarta-feira prevê a criação de uma rede nacional de bancos de leite materno e a revisão dos diretos de parentalidade. Ambientes favoráveis deverão ser também revistos. A Estratégia Nacional para a Alimentação …

DGS aconselha grávidas e bebés vegetarianos a tomarem suplementos

A Direção-geral da Saúde recomenda suplementos de vitaminas e minerais para bebés e grávidas com alimentação vegetariana e lembra que a dieta não omnívora no primeiro ano de vida deve estar sempre sob supervisão médica. "A …