Bruxelas multa Altice em 124 milhões de euros por compra da PT Portugal

Ecole polytechnique Université Paris-Saclay / wikimedia

Patrick Drahi, proprietário e presidente da Altice

A Comissão Europeia sanciona a multinacional Altice com o pagamento de uma multa de 124,5 milhões de euros por violação das regras comunitárias, no âmbito da compra da PT Portugal, operação que concretizou antes da autorização de Bruxelas. A empresa vai recorrer da decisão que não anula o processo de venda.

Em comunicado, a Comissão Europeia explica que a Altice violou as regras comunitárias da concorrência por ter adquirido a PT Portugal antes de ter recebido o aval da Direcção Geral da Concorrência da União Europeia.

A multa de 124,5 milhões de euros, um montante elevado, justifica-se pela “gravidade da infracção”, explica a comissária da Concorrência, Margareth Vestager, salientando que o valor “deve deter outras empresas de quebrarem as regras de controlo de fusões da UE”.

As empresas que “implementem fusões antes de notificação ou de autorização minam a efectividade do nosso sistema de controlo de fusões”, refere Margareth Vestager, notando que “este sistema protege os consumidores europeus de qualquer fusão que leve a preços mais elevados ou escolhas mais reduzidas”.

A Altice adquiriu a PT Portugal à Oi em 2015, por 5,7 mil milhões de euros.

Em Maio de 2017, a CE endereçou à Altice uma série de objecções quanto ao negócio, acusando a multinacional de violar as regras da concorrência europeias.

A Comissão concluiu, como refere o comunicado agora divulgado, que “certas provisões do acordo de compra” levaram a Altice a adquirir “o direito legal de exercer influência decisiva sobre a PT Portugal”, citando como exemplo o “direito de veto sobre decisões relativas a negócios rotineiros” da operadora.

“Nalguns casos, a Altice exerceu de facto influência decisiva sobre aspectos do negócio da PT Portugal”, nomeadamente, dando “instruções” à operadora “sobre como realizar uma campanha de marketing” e procurando obter “informações detalhadas e comercialmente sensíveis” sobre a empresa portuguesa, constata a CE.

Altice vai recorrer da multa de Bruxelas

A Altice já anunciou que vai recorrer da multa aplicada pela CE, notando, num comunicado publicado no seu site, que “discorda totalmente da decisão da Comissão”.

A empresa vai tentar anular a multa ou, pelo menos, “reduzir significativamente” o seu valor, conforme nota, frisando que a sanção da Comissão “não afecta a aprovação concedida” a 20 de Abril de 2015, para aquisição da PT Portugal.

A multinacional francesa considera que o pré-acordo de transacção lhe dava “o direito de consulta a certas matérias excepcionais relacionadas com a PT Portugal”, antes da concretização de compra, procedimento que diz estar “de acordo com as práticas estabelecidas no mercado”.

A empresa entende também que “os elementos” divulgados pela CE “não estabelecem o exercício de influência” alegado, “nem antes da notificação de fusão à Comissão, nem antes da autorização da Comissão”. A Altice diz antes que os seus direitos foram “violados em vários aspectos” durante a investigação levada a cabo.

A Altice frisa ainda que esta multa pode ter “graves consequências para as empresas europeias”, já que “estabelece um precedente que terá impacto em todas as futuras transacções de fusão e aquisição na Europa”.

SV, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Governo manda preparar aulas à distância. Há 700 escolas para filhos de trabalhadores de serviços essenciais

O Ministério da Educação já deu instruções aos estabelecimentos de ensino para começarem a preparar as aulas à distância. Enquanto isso, há cerca de 700 escolas de acolhimento disponíveis para receber os filhos de trabalhadores …

Cientistas perceberam finalmente como é que as borboletas voam

Há muito tempo que os cientistas se questionam como é que as borboletas voam. Isto porque, em comparação com outros animais, têm asas invulgarmente curtas, largas e grandes em relação ao tamanho do seu corpo. Mas …

Se as Legislativas fossem agora, PS ganhava com 35%. Chega em terceiro

Uma sondagem da Universidade Católica para a RTP, no dia das eleições Presidenciais, mostra que, se as Legislativas fossem agora, o PS ganharia com 35% das intenções de voto. Se as eleições Legislativas tivessem sido este domingo, …

Santana Lopes deixa Aliança, partido que fundou em 2018

O fundador e ex-presidente da Aliança, Pedro Santana Lopes, desfiliou-se do partido que fundou em 2018, justificando que “chegou o momento” de sair, anunciou aquela força política. “A Comissão Executiva do Aliança tomou conhecimento no domingo …

Ministro da Defesa infetado. Tem sintomas ligeiros

O Ministro da Defesa Nacional, João Gomes Cravinho, "testou positivo à covid-19", informou este domingo o Ministério da Defesa Nacional. É o oitavo membro do Governo a ficar infetado. João Gomes Cravinho está infetado com covid-19. …

Relógios inteligentes podem detetar indícios de covid-19 (antes de haver qualquer sintoma)

Os smartwatches, ou relógios inteligentes, e as pulseiras de fitness podem ser capazes de detetar uma infeção pelo vírus SARS-COV-2, antes de a doença começar a manifestar-se. Uma equipa de investigadores do Monte Sinai descobriu, recentemente, …

Os misteriosos relâmpagos azuis podem ser mais comuns do que pensávamos

Além de ser um dos fenómenos mais espetaculares, o relâmpago é também um dos mais misteriosos. Apesar de as tempestades não serem assim tão raras, os cientistas ainda não entendem completamente estas descargas elétricas geradas …

Presidenciais. Grandes vencedores e (poucos) derrotados

Num ato eleitoral marcado pela pandemia de covid-19, que chegou a trazer incerteza aos prognósticos precoces que há meses se alinhavavam, Marcelo Rebelo de Sousa, reeleito à primeira volta, é o grande vencedor da noite. …

A inclinação de Saturno é provocada pelas suas luas (e vai aumentar)

Uma equipa de cientistas concluiu que a influência dos satélites de Saturno pode explicar a inclinação do eixo de rotação do planeta. Dois cientistas do CNRS (Centre National de la Recherche Scientifique) e da Universidade Sorbonne, …

Marcelo. O que os portugueses querem (e o que não querem)

Num discurso de vitória após as eleições presidenciais deste domingo, Marcelo Rebelo de Sousa assumiu uma postura de estado e começou por recordar as vítimas da pandemia de Covid-19 no seu pior dia de sempre …