Bruno de Carvalho destituído da presidência do Sporting

José Sena Goulão / Lusa

O ex-presidente do Sporting, Bruno de Carvalho

O presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, foi destituído do cargo, por decisão da maioria dos sócios que votaram em Assembleia Geral extraordinária, este sábado, na Altice Arena, em Lisboa.

O presidente da Mesa da Assembleia Geral, Jaime Marta Soares, anunciou hoje no local que a destituição do Conselho Diretivo liderado por Bruno de Carvalho foi aprovada com 71,36% dos votos e recebeu 28,64% de votos contra.

Mais cedo, num reunião magna que teve início às 14:30 e que se prolongou até ao início da madrugada de hoje, Marta Soares anunciou que as eleições para os órgãos sociais do Sporting serão marcadas para 8 de setembro. Até lá, os destinos do clube devem ser assumidos pela Comissão de Gestão designada pela MAG.

Bruno não se candidata

Bruno de Carvalho disse já, entretanto, que não se vai candidatar à presidência do Sporting em resposta aos sócios que o acompanhavam e incentivavam à saída da Assembleia Geral em que foi aprovada a sua destituição do cargo.

Não me candidato, de certeza“, afirmou Bruno de Carvalho aos sócios, respondendo aos insistentes apelos de sócios, alguns até a chorar, à saída da Altice Arena, em Lisboa, depois de a destituição do Conselho Diretivo por si liderado ter sido aprovada.

Numa das mais concorridas assembleias gerais de sempre do Sporting, em que votaram 14.735 sócios, Bruno de Carvalho, que marcou presença e votou pouco depois das 20:00 de sábado, permaneceu no recinto até ao anúncio dos resultados.

De acordo com os resultados finais, a que a Lusa teve acesso, 9.477 dos votantes, com uma correspondência de 53.517 votos, disseram sim ao afastamento de Bruno de Carvalho, enquanto 5.138, correspondentes a 21.475, preferiam a continuidade do presidente.

A AG foi convocada com o objetivo de decidir o afastamento ou a continuidade de Bruno de Carvalho, figura central de uma crise que se agudizou com a perda do segundo lugar na I Liga de futebol e a invasão de adeptos à Academia do Sporting, em Alcochete.

Bruno de Carvalho, que em fevereiro viu uma larga maioria de sócios legitimar o seu mandato – aprovando alterações aos estatutos e ao regulamento disciplinar, e a continuidade dos órgãos sociais – foi o primeiro presidente a enfrentar uma destituição em quase 112 anos de história do clube.

Miguel A. Lopes / Lusa

Eleito em 2013 e reconduzido em 2017, Bruno de Carvalho considerou, desde o início, que a AG é ilegal, e garantiu, mais tarde, que não marcaria presença no plenário. Em vésperas da AG, o presidente ‘leonino’ afirmou que se afastava do cargo se a sua destituição fosse votada de forma fidedigna.

A AG foi convocada por Jaime Marta Soares em 24 de maio, numa altura em que o presidente da Mesa da Assembleia Geral já tinha dito publicamente que se demitira, embora nunca tenha formalizado o pedido.

Além da MAG, o clube ficou também sem quórum no Conselho Fiscal e Disciplinar (CFD), e o Conselho Diretivo liderado por Bruno de Carvalho perdeu seis membros.

A maioria dos pedidos de demissão surgiram logo após 15 de maio, dia em que vários futebolistas do plantel e elementos da equipa técnica e do staff foram agredidos na Academia por cerca de 40 adeptos encapuzados, dos quais 27 foram detidos e ficaram em prisão preventiva.

Estes acontecimentos levaram os futebolistas Rui Patrício, William Carvalho, Gelson Martins, Bruno Fernandes, Battaglia, Bas Dost, Podence, Ruben Ribeiro e Rafel Leão a rescindirem contrato alegando justa causa.

ZAP // Lusa

 

PARTILHAR

RESPONDER

Marisa Matias critica Centeno por “encabeçar ameaças” a Itália

A eurodeputada Marisa Matias, do Bloco de Esquerda, disse a Mário Centeno, num debate no Parlamento Europeu, que é “desconcertante” vê-lo, enquanto presidente do Eurogrupo, a “encabeçar as ameaças” a Itália, questionando-o se não "há …

Moscovici quer voltar a "tweeetar" com Costa (mas deixa avisos)

O comissário europeu dos Assuntos Económicos, Pierre Moscovici, diz que ficará "encantado" se o primeiro-ministro e seu "bom amigo" António Costa tiver o prazer de voltar a "tweetar". Isto para sublinhar que espera que Portugal …

Não há acordo. Greve dos enfermeiros começa quinta-feira e só acaba no fim do ano

Os enfermeiros mantêm a greve que começa na quinta-feira nos blocos operatórios de cinco hospitais, por falta de acordo com o Governo sobre a estrutura da carreira. A informação foi prestada à Lusa pelos presidentes da …

Próximas eleições portuguesas podem ser marcadas por fake news

A difusão de notícias falsas durante as eleições brasileiras atingiu níveis sem precedentes e o fenómeno chegou também a Portugal, onde se pode estar a preparar uma ação semelhante para as próximas eleições nacionais, alertou …

Proposta de Orçamento mostra um "profundo desconhecimento" do país

A presidente do CDS-PP, Assunção Cristas, considerou esta terça-feira que a proposta de Orçamento do Estado para 2019 (OE2019) mostra um "profundo desconhecimento" e está de "costas voltadas" para o país. "É um Orçamento que mostra …

Caso Khashoggi: Trump mantém-se ao lado da Arábia Saudita

Donald Trump emitiu um comunicado em que se pronunciou sobre o assassinato do jornalista Jamal Khashoggi, revelando que embora condene veemente o crime, a relação dos Estados Unidos é com Reino da Arábia Saudita, "parceiros …

Visita de João Lourenço pode deixar “irritante” entre Portugal e Angola para trás

A primeira viagem de Estado de João Lourenço a Portugal é uma demonstração de que Portugal e Angola "pretendem enterrar o irritante e avançar com os temas da cooperação direta", avança Jornal de Angola. No editorial …

Documento de 2014 previu colapso e aconselhava encerramento da estrada de Borba

Há novos dados que apontam que a tragédia da estrada de Borba, que desmoronou, provocando a morte de 2 pessoas e mais 3 desaparecidas, poderia ter sido evitada. Um memorando de 2014 já previa a …

Noiva adolescente leiloada no Facebook. Rede social só reparou depois do casamento

Uma jovem de 16 anos do Sudão do Sul foi leiloada para casamento no Facebook. Quando a rede social reparou, a jovem já tinha sido comprada e estava casada. De acordo com a organização pelos Direitos …

Défice português “desaparece” em 2020, mas é preciso mais

O défice público de Portugal deve cair para 0,2% do PIB em 2019, como prevê o Governo, e em 2020 deve “desaparecer”, transformando-se num excedente de 0,1% do PIB, defende a OCDE. A organização dos países …