Bruno Candé. Manifestantes vão sair à rua em Lisboa, Coimbra, Porto e Braga por “todas as vítimas do racismo”

Bruno Candé Marques / Facebook

O ator Bruno Candé Marques, morto a tiro em Moscavide, Loures

A Frente Unitária Antifascista (FUA) vai organizar duas manifestações na sexta-feira, em Lisboa e em Coimbra, e duas no sábado, no Porto e em Braga, contra a morte do ator Bruno Candé e de “todas as vítimas do racismo”.

“Iremos assumir o nosso compromisso para com a luta antirracista, uma das lutas que compõem a luta antifascista, organizando em várias cidades do país homenagens ao Bruno Candé e a todas as vítimas do racismo e do fascismo, em Portugal e no mundo”, refere um comunicado divulgado na noite de terça-feira.

De acordo com a nota da FUA, as manifestações de sexta-feira decorrerão em Lisboa, às 18h, com ponto de encontro no Largo de São Domingos, e em Coimbra, às 18h30, na Praça 8 de Maio.

No sábado, os protestos prosseguem no Porto, às 16h, na Avenida dos Aliados, e em Braga, também às 16h, na Avenida Central.

No comunicado, a Frente Unitária Antifascista repudia “veementemente mais um crime”, que classificou como “racista, de uma já longa e triste lista”.

A PJ, que está a investigar o homicídio, não exclui a hipótese de motivação racial no assassinato do ator Bruno Candé, mas também ainda não tem elementos suficientes que lhe permitam estabelecer se foi essa a causa. Segundo o Comando Metropolitano de Lisboa da PSP, foram inquiridas seis testemunhas no local após o assassinato e nenhuma falou de racismo. Porém, os relatos à comunicação social feitos por populares, esta segunda-feira, revelam o contrário.

Os contornos do crime

Bruno Candé, de 39 anos, foi baleado, no sábado, por outro homem, de 76 anos, em Moscavide, no concelho de Loures, distrito de Lisboa. Em comunicado divulgado no mesmo dia, a família disse que o ator “foi alvejado à queima-roupa” e que o suspeito da morte de Bruno Candé já o tinha “ameaçado de morte três dias antes, proferindo vários insultos racistas”.

O ator era casado e tinha três filhos menores.

O suspeito do homicídio, que se remeteu ao silêncio quando foi ouvido na manhã de segunda-feira, no Tribunal de Loures, vai aguardar julgamento em prisão preventiva, adiantou à agência Lusa fonte judicial.

A Frente Unitária Antifascista considera, através da nota divulgada na terça-feira, que este crime é o “resultado do ódio” que é “promovido pela extrema-direita, nomeadamente pelo [partido] Chega”.

A FUA apresenta “os seus pêsames a toda a família de Bruno Candé”. “Esperamos que este crime não seja esquecido por quem de direito e que os tribunais atuem em conformidade para que a justiça se possa efetivar”, sublinha o comunicado.

Também na terça-feira, o grupo Ação Cooperativa — Artistas, Técnicos e Produtores, uma entidade que surgiu na área da cultura, em contexto de resposta à crise provocada pela pandemia, colocou online uma petição, na qual exige ao Governo a disponibilização de um subsídio vitalício para a família de Bruno Candé.

O ator iniciou o percurso no grupo de teatro da Casa Pia e frequentou posteriormente a formação do Chapitô, onde participou em vários espetáculos.

Bruno Candé trabalhava, desde 2011, com a Casa Conveniente, de Mónica Calle, onde participou no espetáculo “A Missão — Recordações de uma Revolução”, de Heiner Müller, que foi distinguido com o prémio de Melhor Espetáculo do Ano, em 2012, pela Sociedade Portuguesa de Autores.

O ator também fez parte do elenco de várias telenovelas, como a “Única Mulher”, da TVI.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Nova Iorque quer oferecer vacina aos turistas. Miami vai começar a vacinar no aeroporto

Em Nova Iorque os turistas irão receber a vacina da Johnson & Johnson e em Miami a vacina da Pfizer. Com o objetivo de reativar o turismo na cidade, as autoridades de Nova Iorque querem oferecer …

Carta misteriosa escrita por passageira do Titanic está a intrigar os peritos

Uma equipa de investigadores está a tentar desvendar um mistério que envolve uma carta que terá sido escrita por uma jovem a bordo do Titanic na véspera do naufrágio. Uma família encontrou a carta numa garrafa …

Violência na Colômbia preocupa comunidade internacional

Várias cidades colombianas continuam a ser palco de violentas manifestações contra o Governo do país, mas são reprimidas com força pela polícia e por militares. As manifestações começaram em forma de protesto contra uma reforma tributária …

Veterana de Bletchley Park tem um novo código da 2.ª Guerra para decifrar (mas precisa de ajuda)

Um casal que encontrou mensagens codificadas da II Guerra Mundial sob o assoalho está tentar decifrá-las com a ajuda do seu vizinho, um decifrador de códigos de Bletchley Park. John e Val Campbell encontraram um esconderijo …

"Caixas mistério" com animais de estimação geram indignação na China

Uma nova moda conhecida como "caixa mistério" ganhou popularidade na China. O método consiste em fazer uma encomenda através da internet e é enviada, pelo correio, uma caixa com um animal de estimação. Estas encomendas estão …

Arquivos da polícia do Estado Islâmico revelam como era a vida sob o califado

Arquivos da polícia do Estado Islâmico, conhecida como shurta, revelam como era a vida sob o califado. Os polícias eram tão bem pagos que não podiam ser subornados. Não é sempre que os regimes mirram …

Barco português detido por ancorar ilegalmente em águas da Malásia

Um navio mercante registado em Portugal está retido na Malásia por ter alegadamente ancorado em águas territoriais do país sem autorização, avançou esta sexta-feira a Guarda Costeira malaia. Num comunicado, Nurul Hizam Zakaria, diretor da agência …

”Eficácia e qualidade”. OMS aprova vacina chinesa da Sinopharm

A Organização Mundial da Saúde (OMS) aprovou, esta sexta-feira, o uso de emergência da vacina chinesa contra a covid-19 da Sinopharm. Trata-se da primeira vacina desenvolvida pela China a ser aprovada pela organização, lembra a agência …

Sem estado de emergência não pode haver confinamento de pessoas saudáveis

O constitucionalista Jorge Reis Novais defendeu hoje que sem estado de emergência que suspenda a garantia do artigo 27.º da Constituição não pode haver confinamento de pessoas saudáveis, até uma eventual revisão constitucional. Por outro lado, …

"Neuro-direitos". O Chile quer proteger os seus cidadãos do controlo da mente

O Chile quer tornar-se o primeiro país a proteger as pessoas do controlo da mente, à medida que a capacidade de mexer com cérebros se aproxima cada vez mais da realidade. O senador Guido Girardi está …