Brexit à frente com mais de metade dos círculos eleitorais apurados

O apoio ao ‘Brexit’ estava à frente no referendo sobre a saída ou permanência do Reino Unido na União Europeia quando estavam apurados os resultados em 200 de 382 círculos eleitorais.

Os primeiros resultados do referendo sobre a saída ou permanência do Reino Unido da União Europeia revelam uma votação renhida, com resultados próximos, que vão oscilando entre o campo do ‘Brexit’ e do ‘Bremain’.

Depois de apurados os resultados em 200 de 382 círculos eleitorais, o Brexit – a saída do Reino Unido da União Europeia – liderava com 51,7% das preferências (7,8 milhões de votos) e a permanência na UE com 48,3% (7,3 milhões de votos).

Após serem contados 15 círculos eleitores, de um total de 382, os resultados colocavam a saída da União Europeia à frente, com 51,5%, e a permanência com 48,5% – o nordeste de Inglaterra mostrava-se mais favorável ao ‘Brexit’ e a Escócia pendia para o ‘Bremain’.

No entanto, pouco depois, já com 68 colégios eleitorais apurados, os resultados davam vantagem à permanência na União Europeia, com 51%, com os adeptos da saída estimados em 49%.

A saída britânica da União Europeia obteve a primeira vitória na cidade de Sunderland, nordeste da Inglaterra, onde, segundo os resultados finais, 61% votaram a favor da saída, enquanto 39% votaram contra.

Nigel Farage antecipa vitória do Brexit

O ‘eurófobo’ Nigel Farage, líder do Partido da Independência do Reino Unido, UKIP, antecipou já a “vitória” dos partidários da saída da União Europeia no referendo.

Nigel Farage, que horas antes, no início da contagem dos votos, tinha admitido que os partidários da permanência na União Europeia iriam vencer, disse numa declaração a jornalistas quando estavam contados metade dos votos que o povo britânico vai conseguir separar-se da UE “sem disparar uma única bala”.

“Vamos livrar-nos do hino, da bandeira, de Bruxelas e de tudo o que está errado. O dia 23 de junho será o dia da independência“, proclamou Farage, notório pelas suas posições anti-imigração.

Primeiros resultados fazem cair bolsa de Tóquio e desvalorizar libra

Os primeiros resultados do referendo britânico sobre a saída ou permanência na União Europeia, que apontam para uma votação renhida, fizeram cair a bolsa de Tóquio e levaram à desvalorização da libra.

Por outro lado, nas casas de apostas, onde a permanência do Reino Unido na União Europeia ‘vencia’, o ‘brexit’ passou a ganhar terreno depois de serem conhecidos os primeiros resultados do referendo e é na saída que agora a maioria dos apostadores coloca o seu dinheiro.

O índice Nikkei da bolsa de Tóquio abriu hoje a subir, mas mudou de direção e caiu cerca de 3% perante a incerteza do resultado do referendo.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Musk quer bombardear Marte. Pode ser só um "pretexto" para enviar armas nucleares para o Espaço

O plano de Elon Musk de bombardear Marte é apenas um pretexto para o lançamento de armas nucleares para o Espaço, disse o diretor da agência espacial russa Roscosmos, Dmitry Rogozin. Bombardear Marte para tornar o …

Quase 20 mil toneladas de combustível derramadas em rio na Rússia

https://cache-igi.cdnvideo.ru/igi/video/2020/6/2/%D0%BD%D0%BE%D1%80%D0%B8%D0%BB%D1%8C%D1%81%D0%BA.mp4 Quase 20 mil toneladas de combustível foram acidentalmente derramadas num rio no extremo norte da Rússia, levando as autoridades a declarar uma situação de "emergência" e levantando preocupações entre ambientalistas e residentes. Em comunicado, a associação …

Mais verde e mais barato. Suécia segue a Alemanha e instala a primeira turbina eólica de madeira

A Suécia instalou uma nova e interessante turbina eólica: uma torre construída em madeira. A Alemanha também já tem esta nova tecnologia. Construída a partir de materiais de fontes sustentáveis e que oferecem desempenho comparável às …

Já não mostra só as filas do supermercado. App "Posso ir?" também diz se pode ir à praia

A aplicação móvel que permite aos utilizadores consultar as filas e as afluências aos supermercados também mostra como está a praia. Agora, a aplicação "Posso ir?" vai também dizer-lhe se é ou não prudente ir dar …

Discurso xenófobo. Na Áustria, "a islamofobia tornou-se uma forma dominante de racismo"

A Áustria regista um aumento preocupante do discurso xenofóbico, em particular em relação aos muçulmanos e refugiados, alerta um relatório do Conselho da Europa. A Comissão do Conselho da Europa contra o Racismo e a Intolerância …

Um em cada quatro russos acredita que a pandemia é uma invenção

Um em cada quatro russos acredita que a pandemia de coronavírus é uma invenção, de acordo com uma pesquisa realizada pela Escola Superior de Economia de Moscou (HSE). Segundo avançou o site de notícias RBC, citado …

"Botellón" está de volta a Lisboa. Ajuntamentos sem controle podem estar a espalhar o vírus

Há cada vez mais ajuntamentos de jovens em Lisboa, nomeadamente nos bairros típicos, mas também em locais como bombas de gasolina, para o convívio e o consumo de álcool. Um tipo de comportamento que está …

Trump negou ter-se abrigado num bunker da Casa Branca por causa dos protestos

O Presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, negou esta quarta-feira ter sido escoltado para um 'bunker' na Casa Branca, devido aos protestos pela morte de George Floyd, alegando ter ido lá apenas para inspecionar …

Itália. Manifestantes desviam as máscaras e protestam contra medidas para conter pandemia

Centenas de manifestantes se reuniram em Roma, desviando as suas máscaras dos rostos, para protestar contra as medidas do Governo italiano para impedir a propagação do coronavírus. Segundo avançou na terça-feira a Time, os manifestantes, que …

Brasil pagou anúncios em sites investigados por publicar notícias falsas, avança O Globo

O Governo brasileiro publicou milhões de anúncios oficiais em sites investigados por divulgar notícias falsas, avança o jornal O Globo. O Governo do Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, publicou milhões de anúncios oficiais em sites investigados por …