Bombas e rockets “choveram” em Israel após assassinato de líder jihadista

O ataque israelita responsável pela morte de um líder jihadista, desencadeou uma troca de bombardeamentos entre Israel e Palestina. Netanyahu é acusado de usar o conflito para resolver o impasse político no país.

O conflito entre Israel e Palestina está cada vez mais aceso, principalmente após um ataque israelita ter morto Baha Abu Al-Atta, um dos líderes da Jihad Islâmica, na madrugada de segunda-feira. A mulher do alto dirigente islâmico também morreu durante o ataque.

Em resposta, ‘choveram’ mais de 200 projéteis sobre Israel, lançados pelo Estado Islâmico, fazendo soar os alarmes nas zonas mais próximas de Gaza e de Tel Aviv. Os israelitas não demoraram a reagir à investida e bombardearam o lado palestiniano de Gaza, matando pelo menos 18 pessoas, de acordo com informações da Al Jazeera.

Os meios de comunicação estatais sírios também acusaram Israel de, na terça-feira, terem lançado mísseis sobre a casa do jihadista Akram al-Ajouri, que acabou por matar duas pessoas, incluindo um dos seus filhos. Até ao momento, Tel Aviv não respondeu às acusações.

“Israel executou dois ataques coordenados, na Síria e em Gaza, como declaração de guerra”, disse Khaled Al-Batsh, líder da Jihad Islâmica, citado pela Reuters. Como tal, prometeu vingar a sua morte com os ataques levadas a cabo durante a última madrugada.

“Quem pensar que é possível magoar os nossos cidadãos e escapar ao nosso longo braço está enganado”, disse Netanyahu. Segundo o The Jerusalem Post, Mohammad Shtayyeh, primeiro-ministro palestiniano, reagiu num tweet: “Israel deve interromper imediatamente a sua contínua agressão contra o nosso povo em Gaza“.

Shtayyeh apelou ainda à ONU para tomar medidas e ajudar os palestinianos em Gaza e na Cisjordânia. “Pedimos às Nações Unidas que forneçam proteção internacional ao nosso povo, que continua sujeito a violações e crimes israelitas”, escreveu.

Além disso, o primeiro-ministro da Palestina acusou ainda os políticos israelitas de se estarem a aproveitar do conflito com o seu país para resolver o impasse político vivido em Israel. “Não devia ser permitido que os participantes nas eleições de Israel usem o sangue palestiniano como cartão eleitoral”, lê-se na sua conta de Twitter.

Segundo o The Independent, até mesmo em Israel, alguns dos opositores políticos de Netanyahu acusam o atual primeiro-ministro de usar os ataques para ganhar apoio e “salvar a sua própria pele”. Netanyahu lidera atualmente um Governo interino após duas eleições inconclusivas.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Homens e mulheres já podem entrar juntos em restaurantes na Arábia Saudita

A Arábia Saudita acabou com a exigência de entradas separadas em restaurantes para homens e mulheres e com a separação entre sexos à mesa. Até agora era obrigatório ter uma entrada para famílias e mulheres …

Exército japonês pediu uma escrava sexual para cada 70 soldados na II Guerra Mundial

Durante a Segunda Guerra Mundial, o exército do Japão pediu ao Governo que fornecesse uma escrava sexual para cada 70 soldados, de acordo com documentos históricos analisados pela agência de notícias nipónica Kyodo News. Os 23 …

Centeno apresenta linhas gerais do Orçamento aos partidos na terça-feira

Mário Centeno apresenta aos partidos, esta terça-feira, as linhas gerais da proposta de Orçamento do Estado. Só o Livre fica de fora por "impedimento de agenda". O Governo apresenta amanhã, dia 10 de dezembro, as linhas …

Amianto. Fenprof vai apresentar queixa em Bruxelas

A Fenprof acusa o Governo português de não cumprir a diretiva comunitária que impõe a retirada de amianto de edifícios públicos, incluindo escolas. A Federação Nacional de Professores (Fenprof) vai apresentar uma queixa à Comissão Europeia …

Luís Maximiano: "Battaglia levou com o garrafão de água e o Misic com um cinto na cara"

O guarda-redes do Sporting disse esta segunda-feira que ficou “bloqueado e sem reação” durante o ataque à Academia de Alcochete, descrevendo as agressões aos colegas de equipa, após a entrada no balneário de mais de …

Peritos da Ordem admitem práticas ilícitas na venda de produtos no BES e Banif

Os peritos da Ordem dos Advogados que analisaram as reclamações de lesados do BES e do Banif disseram esta segunda-feira aos jornalistas que encontraram indícios de práticas ilícitas na venda de produtos financeiros por aqueles …

Já há rascunho do acordo da COP25 (mas nada está ainda totalmente fechado)

Esta segunda-feira arranca a semana decisiva, depois de uma semana de trabalho técnico ara definir as linhas que vão dar origem ao documento final da 25.ª Convenção das Partes (COP25) da Convenção-Quadro das Nações Unidas …

Novos escalões de IRS só serão criados "a meio da legislatura"

Esta segunda-feira, o Governo disse aos parceiros sociais que só deverão acontecer "mexidas no IRS", nomeadamente a criação de novos escalões, a meio desta legislatura. O Governo de António Costa confirmou aos parceiros sociais que a …

Navios em Portugal poluem tanto quanto as oito cidades com mais carros

O transporte marítimo deve integrar o regime de comércio de licenças de emissão da União Europeia (UE), defendeu, esta segunda-feira, a associação ambientalista ZERO, exigindo limites de emissão de dióxido de carbono (CO2) para navios …

Já são conhecidos os nomeados aos Globos de Ouro. Netflix lidera com "O Irlandês" e "Marriage Story"

A cerimónia de entrega de prémios realiza-se a 5 de janeiro de 2020 no hotel Beverly Hilton, em Los Angeles, e será apresentada por Ricky Gervais. Já são conhecidos os nomeados à 77ª edição dos Globos …