Bombas e rockets “choveram” em Israel após assassinato de líder jihadista

O ataque israelita responsável pela morte de um líder jihadista, desencadeou uma troca de bombardeamentos entre Israel e Palestina. Netanyahu é acusado de usar o conflito para resolver o impasse político no país.

O conflito entre Israel e Palestina está cada vez mais aceso, principalmente após um ataque israelita ter morto Baha Abu Al-Atta, um dos líderes da Jihad Islâmica, na madrugada de segunda-feira. A mulher do alto dirigente islâmico também morreu durante o ataque.

Em resposta, ‘choveram’ mais de 200 projéteis sobre Israel, lançados pelo Estado Islâmico, fazendo soar os alarmes nas zonas mais próximas de Gaza e de Tel Aviv. Os israelitas não demoraram a reagir à investida e bombardearam o lado palestiniano de Gaza, matando pelo menos 18 pessoas, de acordo com informações da Al Jazeera.

Os meios de comunicação estatais sírios também acusaram Israel de, na terça-feira, terem lançado mísseis sobre a casa do jihadista Akram al-Ajouri, que acabou por matar duas pessoas, incluindo um dos seus filhos. Até ao momento, Tel Aviv não respondeu às acusações.

“Israel executou dois ataques coordenados, na Síria e em Gaza, como declaração de guerra”, disse Khaled Al-Batsh, líder da Jihad Islâmica, citado pela Reuters. Como tal, prometeu vingar a sua morte com os ataques levadas a cabo durante a última madrugada.

“Quem pensar que é possível magoar os nossos cidadãos e escapar ao nosso longo braço está enganado”, disse Netanyahu. Segundo o The Jerusalem Post, Mohammad Shtayyeh, primeiro-ministro palestiniano, reagiu num tweet: “Israel deve interromper imediatamente a sua contínua agressão contra o nosso povo em Gaza“.

Shtayyeh apelou ainda à ONU para tomar medidas e ajudar os palestinianos em Gaza e na Cisjordânia. “Pedimos às Nações Unidas que forneçam proteção internacional ao nosso povo, que continua sujeito a violações e crimes israelitas”, escreveu.

Além disso, o primeiro-ministro da Palestina acusou ainda os políticos israelitas de se estarem a aproveitar do conflito com o seu país para resolver o impasse político vivido em Israel. “Não devia ser permitido que os participantes nas eleições de Israel usem o sangue palestiniano como cartão eleitoral”, lê-se na sua conta de Twitter.

Segundo o The Independent, até mesmo em Israel, alguns dos opositores políticos de Netanyahu acusam o atual primeiro-ministro de usar os ataques para ganhar apoio e “salvar a sua própria pele”. Netanyahu lidera atualmente um Governo interino após duas eleições inconclusivas.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas descobrem os defeitos dentários que apodrecem os dentes

Os resultados deste novo estudo contribuem para o desenvolvimento de novos tratamentos para as cáries dentárias. Os investigadores capturaram o esmalte num detalhe sem precedentes. Uma equipa de investigadores está muito perto de descobrir aquilo que …

Balões da Google já "espalham" Internet nas vilas remotas do Quénia

Em 2013, surgiu a ideia de enviar balões para o Espaço próximo para conectar pessoas em locais do mundo sem Internet. A ideia, que parecia uma loucura, já é realidade. Depois de uma longa série de …

Descoberta nova espécie de dinossauro carnívoro em Portugal

Um novo género e espécie de dinossauro carnívoro terópode, cujos fósseis foram escavados em arribas dos concelhos de Torres Vedras e da Lourinhã, foi agora descrito na revista internacional "Journal of Vertebrate Paleontology" por paleontólogos …

The Crown. Afinal, vem aí uma sexta temporada

Peter Morgan, criador, produtor e argumentista de The Crown, anunciou esta quinta-feira (9), através do Twitter da plataforma de streaming Netflix, que a série britânica terá uma sexta temporada. “Quando começamos a discutir as histórias da …

Observatório Gaia revoluciona o rastreamento de asteroides

O observatório espacial Gaia da ESA é uma missão ambiciosa que tem o objetivo de construir um mapa tridimensional da nossa Galáxia, fazendo medições de alta precisão de mais de mil milhões de estrelas. No entanto, …

Tempestades de relâmpagos mataram 147 pessoas na Índia em apenas 10 dias

Tempestades de relâmpagos mataram 147 pessoas no estado de Bihar, no norte da Índia, no espaço de dez dias, noticia a AFP, que escreve que os números podem aumentar nos próximos tempos devido às alterações …

Investigação portuguesa descobriu 14 espécies marinhas com potencial para produção de antibióticos

Uma investigação conjunta da Universidade de Aveiro e da Universidade Católica descobriu 14 novas espécies e um género de fungos marinhos, com potencial para produção de antibióticos, revelou esta segunda-feira fonte académica. "Neste momento, estão a …

Impossíveis de cumprir. Directores preocupados com novas regras para as escolas

As orientações da Direcção Geral de Saúde (DGS) para as escolas com vista ao regresso das aulas presenciais, em Setembro, estão a preocupar os directores dos estabelecimentos de ensino. Isto porque as consideram impossíveis de …

Homicídios disparam na maioria das cidades norte-americanas durante a pandemia

O número de homicídios cometidos em solo norte-americano disparou na maioria das cidades do país na primeira metade de 2020, comparativamente com o mesmo período do ano passado, revela uma investigação do New York Times. …

Investigadores desenvolvem robô-cientista (e já descobriu um novo catalisador)

Uma equipa de cientistas da Universidade de Liverpool, no Reino Unido, construiu um robô-cientista móvel inteligente, que realiza experiências sem ajuda humana. O novo robô-cientista toma decisões sozinho e já descobriu um novo catalisador. Segundo a …