Nem a pandemia o pára. Bolsonaro mantém a melhor avaliação desde o início do mandato

Joédson Alves / EPA

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro

De acordo com os dados da Datafolha, revelados no domingo pelo jornal Folha de São Paulo, apesar do agravamento da pandemia de covid-19 no Brasil, o Presidente Jair Bolsonaro iguala a taxa de aprovação mais elevada desde que iniciou o mandato.

Segundo a sondagem, 37% dos brasileiros avaliam a presidência de Jair Bolsonaro como boa ou ótima, o mesmo valor do registado em Agosto deste ano, quando o Presidente teve a sua melhor avaliação desde que tomou posse no dia 1 de Janeiro de 2019. Em Junho deste ano, 44% dos brasileiros faziam uma avaliação má ou péssima do Governo.

De uma forma geral, 42% dos homens aprovam a presidência de Bolsonaro, verificando-se uma maior aprovação nas pessoas entre os 45 a 59 anos (42%). Em termos de profissão, os empresários (56%) são os que estão mais satisfeitos com o mandato de Bolsonaro, apesar de quase metade dos brasileiros mais ricos, fazerem uma avaliação negativa do mandato do chefe de Estado brasileiro.

Os estudantes são o grupo com maior nível de rejeição entre os entrevistados (49%).

Ainda que a sua aprovação continue no nível mais elevado desde o início do seu mandato, Jair Bolsonaro é o segundo Presidente com a pior avaliação desde a redemocratização em 1985, diz a Folha de São Paulo. Um pior resultado, só foi registado por Fernando Collor, Presidente entre 1990 e 1992, que era rejeitado por 48% do eleitorado e aprovado por apenas 15%.

No que diz respeito à covid-19, 42% dos inquiridos afirmam que a gestão da pandemia por parte de Bolsonaro é má ou péssima, porém, mais de metade dos brasileiros (52%) consideram que Bolsonaro não tem qualquer culpa pelas mortes causadas pela covid-19, sendo que apenas 8% acusa o Presidente brasileiro de ser o principal responsável.

As mulheres tendem a ser mais críticas em relação ao trabalho de Bolsonaro na gestão da pandemia comparativamente aos homens – 47% das mulheres consideram o desempenho mau ou péssimo, contra 35% dos homens.

A maior parte dos entrevistados (53%) admite que o Brasil não fez o que era preciso para conter a pandemia, enquanto 22% afirmaram que o Governo tomou as medidas necessárias para evitar o elevado número de mortes.

De acordo com a análise da Folha de São Paulo, a estabilidade na aprovação do Presidente revela um “estado de inércia da opinião pública”, que está na expectativa quanto à retoma do crescimento económico e do impacto da segunda vaga da pandemia no país.

A popularidade de Bolsonaro coincide com a continuação do apoio de emergência de 600 reais (96 euros) mensais às famílias mais pobres, uma medida que entrou em vigor em Abril como resposta ao impacto da covid-19 e que é apontado como um dos fatores que explica a estabilidade na popularidade de Bolsonaro, especialmente no Nordeste.

No entanto, em setembro, o valor do apoio passou para metade, e no final do ano será extinto, o que poderá ter consequências na avaliação que os mais pobres fazem à presidência de Bolsonaro.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

FC Porto 1-0 Guimarães | Dragão já vê Sporting no horizonte

O Porto venceu no fecho da 28ª jornada da Liga NOS pela margem mínima, na recepção ao Vitória SC, e conseguiu o principal objectivo, que passava por somar os três pontos e reduzir para quatro …

Italiano faltou ao trabalho durante 15 anos, mas ganhou quase 600 mil euros

Um funcionário de um hospital no sul de Itália recebeu o salário durante 15 anos, apesar de nunca ter aparecido para trabalhar. De acordo com a polícia italiana, citada pela cadeia televisiva CNN, Salvatore Scumace está …

Google ficou sem o domínio na Argentina (e Nicolás achou que ia ser o novo dono)

Na última quarta-feira, um jovem argentino achou que ia ficar rico à custa da distração da Google no seu país. Acabou por não acontecer e tudo ficou resolvido. "Que pague a dívida externa", "que compre vacinas", …

Lola, a robô humanóide, dá "passos de bebé" (e equilibra-se com as mãos)

Uma equipa de cientistas está a ensinar a robô humanóide Lola a dar "passos de bebé", equilibrando-se com as suas mãos em vários pontos de contacto. Há muito tempo que os investigadores estudam a locomoção de …

Presidente da República veta decreto sobre inseminação post mortem

O Presidente da República vetou, esta quinta-feira, o decreto do Parlamento sobre inseminação post mortem, considerando que suscita dúvidas no plano do direito sucessório e questionando a sua aplicação retroativa. Na mensagem dirigida à Assembleia da …

Primeiro-ministro francês está a receber centenas de peças de lingerie no correio

O primeiro-ministro francês tem estado a receber roupa interior feminina na sua caixa de correio. Foi a forma encontrada pelas lojas de lingerie para protestarem contra as restrições da pandemia que as obrigam a estar …

Inteligência artificial "identifica" autores dos Manuscritos do Mar Morto

Investigadores da Universidade de Groningen, nos Países Baixos, recorreram à inteligência artificial para concluir que os Manuscritos do Mar Morto foram redigidos por vários escribas, o que abre uma "nova janela" para o estudo do …

Inteligência Artificial vai ajudar a identificar fontes de poluição no Bangladesh

A produção de tijolos é uma fonte de poluição que ameaça a saúde da população e do planeta, mas regular esta indústria pode ser uma tarefa difícil para as autoridades. Para resolver o problema, uma …

Portimonense 1-5 Benfica | "Águia" arrasa em solo algarvio

O Benfica regressou aos triunfos depois de ter vencido o Portimonense por 5-1, numa partida relativa à 28.ª jornada da Liga NOS, após o desaire registado na recepção ao Gil Vicente.  Porém, não foi um duelo …

Vigaristas burlaram mulher de 90 anos em 32 milhões de dólares

Uma mulher de Hong Kong, de 90 anos, foi defraudada em 32 milhões de dólares por burlões que se fizeram passar por agentes policiais chineses, via chamada telefónica. A Agence France-Presse (AFP) escreve que um jovem …