Bolsonaro manda “espiar” o Vaticano por causa da Amazónia

Alessandra Tarantino / Pool / EPA

Os bispos que participam no Sínodo da Amazónia, uma reunião no Vaticano marcada para outubro, divulgaram uma carta, lamentando que o Estado brasileiro os “criminaliza” e os trate como “inimigos da Pátria”.

A Igreja Católica respondeu desta forma a declarações do Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, que confirmou que a Abin – a Agência Brasileira de Informação – está a “monitorizar” o Sínodo, por considerar que o interesse do Vaticano pode pôr em causa a soberania do Brasil.

Entre 6 e 27 de outubro, realiza-se o Sínodo da Amazónia, em que participam bispos de nove países da América do Sul, sendo 57 dos quais brasileiros, de acordo com o portal UOL. Bolívia, Colômbia, Equador, Guiana, Peru, Suriname, Venezuela e Guiana Francesa também enviaram representantes a este encontro com o Papa Francisco, para discutir a ação da Igreja Católica nesta área. Estas reuniões realizam-se periodicamente desde 1952.

Uma das questões em cima da mesa será a possível ordenação de homens casados na Amazónia – uma medida que será circunscrita a esta região, e de preferência a anciãos “indígenas, respeitados e aceites pela sua comunidade, ainda que já tenham uma família constituída e estável, com a finalidade de assegurar os sacramentos que acompanhem e sustentem a vida cristã”, nas áreas mais remotas da região.

O encontro, no entanto, está a suscitar burburinho na administração Bolsonaro, que está preocupado com ataques à soberania na Amazónia e indignação internacional com a dimensão dos incêndios florestais na Amazónia, potenciados pelas decisões de cortar fundos para a fiscalização na floresta tomadas por este Governo brasileiro.

“A nossa expectativa é de que não haja problema para o Governo nem nenhum desentendimento com a Igreja”, disse o ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, general Augusto Heleno, ao jornal O Estado de S. Paulo.

O jornal brasileiro escreve que o Palácio do Planalto está a tentar conter o que considera ser um avanço da Igreja Católica em temas de esquerda – alterações climáticas, a situação dos povos indígenas e a desflorestação da Amazónia.

“Lamentamos imensamente que hoje, em vez de serem apoiadas e incentivadas, nossas lideranças são criminalizadas como inimigos da Pátria. Junto com o Papa Francisco, defendemos de modo intransigente a Amazónia e exigimos medidas urgentes dos Governos frente à agressão violenta e irracional à natureza, à destruição inescrupulosa da floresta que mata a flora e a fauna milenares com incêndios criminosamente provocados”, escreveram os bispos, em resposta às declarações de Bolsonaro.

O Papa Francisco manifestou-se, este domingo, “inquieto” com incêndios que afetam a Amazónia, que apelidou de “um pulmão vital” para o planeta.”Estamos todos preocupados com os grandes incêndios que ocorrem na Amazónia. Vamos orar para que, com o esforço de todos, eles sejam controlados o mais rapidamente possível. Esse pulmão florestal é vital para o nosso planeta”, disse Francisco, da janela do palácio apostólico da cidade do Vaticano, depois da oração do Angelus.

Em maio, o Papa Francisco reuniu-se com o indígena Raoni, líder do povo indígena Caiapó, que na Europa se encontrou com responsáveis de diversas áreas, advertindo sobre o desmatamento da Amazónia e procurando angariar um milhão de euros para proteger a Reserva do Xingu, no Brasil. Em 2015, já o Papa tinha denunciado a exploração da floresta amazónica por “enormes interesses económicos internacionais”.

Já em janeiro de 2018, o pontífice argentino, de 82 anos, visitou Puerto Maldonado, um vilarejo no sudeste do Peru, cercado pela selva amazónica, onde criticou “a forte pressão dos principais interesses económicos, que cobiçavam petróleo, gás, madeira, ouro, monoculturas agroindustriais”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Sobrevivência dos povos indígenas, respeito pela natureza e preocupação com as alterações climáticas, são temas de esquerda ???
    Que pobreza de espirito…!!!

  2. A Era da Estupidez inexorável no seu avanço. A protecção dos índios é uma questão de respeito e amor pelo o próximo. O respeito e o amor, agora também são coisas de esquerda? E eu e apensar que eram valores universais… Que ingenuidade a minha.

    Os índios já vivam na Amazónia antes do homem branco Português lá chegar, antes do Brasil existir como país e muito antes do homem branco inventar o que era esquerda e direita… Qualquer dia, se gostas de carne és de esquerda, se gostas de peixe és de direita. Se gostas de fruta és de esquerda, se gostas de chocolate és de direita. Se fazes férias na praia és de esquerda, se vais pró campo és de direita. Se usas truce és de esquerda, se usas boxer és de direita. Se te nasce filho és de esquerda, se nasce filha és de direita.

    Já mete nojo que queira apropriar tudo para ganhar “adeptos” partidários. Quanto desespero pelo voto, para conseguir poder. Vê-se mesmo que é gente que se pudesse não depender do voto pra chegar ao poder, era o melhor que lhes podiam dar.

  3. Vejam o que tem em comum estes três Artistas ; Bolsonaro-Trump- Maduro. Ou são uns puros Fachos incompetentes de mentes doentias, ou se fazem de idiotas para nos tomarem por idiotas. Nos dois casos são gente extremamente perigosa ! o Continente Americano está bem entregue.

  4. E onde vês o amor pelo próximo no dia a dia tens vizinhos que nem dão os bons dias ou a do banco alimentar mandar comer salsichas em vez de bifes.

RESPONDER

Disney+ alerta para estereótipos racistas. Filmes clássicos com avisos sobre "maus tratos"

Embora já exibisse mensagens padrão desde o ano passado, a nova plataforma de vídeo Disney+ mostra agora um aviso, que não pode ser passado à frente, no início de vários filmes clássicos - como Dumbo …

Curados da covid-19 continuam com sintomas meses depois de terem contraído o vírus

Um estudo da Universidade de Oxford indica que 64% dos pacientes hospitalizados com o novo coronavírus apresenta falta de ar 2 a 3 meses depois de serem infetados. E quase 40% tem sintomas de depressão. Já …

Portugal vai estar no Mundial sub-20 (sem jogar o apuramento)

Todas as fases do Europeu sub-19 foram canceladas e a seleção portuguesa foi uma das eleitas para participar no Mundial do próximo ano. Portugal já sabe que vai estar na fase final do Mundial sub-20 (se …

Novos implantes cardíacos podem salvar 10 mil vidas por ano

O chamado envelope antibiótico envolve o implante cardíaco e previne infeções no paciente. Por ano, morrem cerca de 10 mil pessoas devido a infeções geradas pelo implante. O pacemaker é um pequeno aparelho que é colocado …

Banda dá concerto com músicos e público envoltos em bolhas de plástico para evitar contágio

A banda norte-americana Flaming Lips utilizou bolhas insufláveis ​​de tamanho humano num concerto em Oklahoma, uma solução para proteger os músicos e o público do novo coronavírus, enquanto tenta encontrar uma forma segura para atuar …

EUA. Especialista diz que as próximas semanas "vão ser as mais negras de toda a pandemia"

Um especialista em doenças infecciosas disse que no caso dos Estados Unidos, as próximas seis a 12 semanas vão ser as mais negras de toda a pandemia de covid-19. Michael Osterholm, diretor do Centro de Investigação …

Chelsea inscreve... Petr Cech

Antigo guarda-redes poderá voltar aos relvados nesta época, embora seja pouco provável, para já. Petr Čech entrou em campo pela última vez em maio de 2019, há quase um ano e meio. Já tinha anunciado a …

Disparos de satélites e naves do Star Trek? Relatório revela como seria uma guerra no Espaço

A criação da Força Espacial dos Estados Unidos evocou todos os tipos de noções fantasiosas sobre o combate no Espaço. Assim, um novo relatório explica o que é física e praticamente possível quando se trata …

Japão prepara-se para lançar água tratada de Fukushima no mar

O Japão vai libertar mais de um milhão de toneladas de água tratada da usina nuclear de Fukushima no mar, numa operação que levará cerca de 30 anos para ficar concluída. Ambientalistas e pescadores locais …

Turismo de mergulho? Submarino da "frota perdida" de Hitler aguarda o seu destino no fundo do Mar Negro

Coberto por “redes fantasmas” deixadas por pescadores, os destroços de um submarino U-20 enviado para o Mar Negro pela Alemanha nazi tornou-se recentemente tema de um documentário produzido na Turquia. Localizado a uma profundidade de 20 …