Bolsonaro culpa governadores e prefeitos pelo aumento de mortes no Brasil

Joedson Alves / EPA

Jair Bolsonaro, Presidente do Brasil

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, remeteu hoje a responsabilidade pelo aumento do número de casos e mortes causados pela covid-19 para os governadores e autarcas que decretaram medidas de isolamento social.

“Essa fatura deve ser enviada aos governadores. Pergunte ao senhor João Doria [governador do estado de São Paulo], ao senhor [Bruno] Covas [prefeito de câmara da cidade de São Paulo] porque eles adotaram medidas restritivas e as pessoas continuam a morrer”, disse Bolsonaro na porta do Palácio da Alvorada, sua residência oficial em Brasília.

“A minha opinião não vale, o que vale são os decretos de governadores e prefeitos. Não adianta a imprensa [meios de comunicação] colocar na minha conta essas questões, não adianta ‘botar’ a culpa em mim”, acrescentou.

O chefe de Estado brasileiro estava acompanhado de vários deputados (membros da câmara baixa do Congresso) que são seus aliados e também subscreveram as críticas feitas aos governos regionais.

Questionado pelos jornalistas sobre qual é, então, a sua responsabilidade na crise provocada pela pandemia, o chefe de Estado brasileiro aparentou nervosismo e declarou: “A pergunta é tão idiota que não vou lhe responder”.

Após os ataques feitos por Bolsonaro, o governador de São Paulo, João Doria, fez convidou o Presidente a “sair da bolha” para visitar hospitais em colapso e ver “pessoas moribundas”.

“Pare Presidente com essa política de perversidade, pare de dificultar para quem está lutando para salvar vidas, pare de fazer política no meio de um país que lamenta mortes”, disse Doria.

Bolsonaro criticou as medidas de isolamento social desde que os primeiros decretos foram emitidos por prefeitos e governadores, alegando que a covid-19 é semelhante a uma gripe e que os brasileiros precisavam de voltar ao trabalho para evitar um colapso económico.

Dois meses após o registo do primeiro caso no Brasil, em 26 de fevereiro, o país tem 5.017 mortes e 71.886 casos confirmados, de acordo com o Ministério da Saúde. A região mais atingida pela pandemia no Brasil é o estado de São Paulo, com 2.049 mortes e 24.041 infetados.

Segundo as estimativas do governo regional de São Paulo, o número de mortes por coronavírus seria dez vezes maior na região sem as medidas de isolamento promovidas nas últimas semanas.

Apesar dessas ações, os sistemas de saúde pública de alguns estados brasileiros como Amazonas, Ceará, Pernambuco, Rio de Janeiro e até mesmo de São Paulo, estão perto do colapso.

Nas declarações que deu na manhã de hoje, o Presidente brasileiro também disse que foi mal-interpretado no dia anterior, quando relativizou o aumento no número de mortes causadas pela covid-19.

“E daí? Lamento, mas quer que eu faça o quê? Eu sou Messias, mas não faço milagres”, disse na terça-feira o chefe de Estado brasileiro, fazendo um trocadilho com o seu nome Jair Messias Bolsonaro.

Hoje o Presidente culpou jornalistas alegando que a sua frase foi retirada de contexto e afirmou que “nunca ninguém negou que haveria mortes”.

“As mortes de hoje, a princípio, foram de pessoas infetadas há duas semanas. É o que eu digo para vocês: o vírus vai atingir 70% da população. Infelizmente é a realidade. Nunca ninguém negou que haveria mortes”, explicou.

Bolsonaro atacou especificamente os jornais Folha de São Paulo e O Globo, dois dos mais importantes e influentes do país.

“Não adianta a imprensa colocar em minhas costas questões que não me correspondem. Não adianta a Folha de São Paulo, O Globo, que fez uma manchete mentirosa e tendenciosa”, concluiu.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

"Nenhuma era apenas um número". NYT dedica toda a primeira página a mil vítimas da pandemia

Mil nomes de pessoas numa primeira página. O jornal norte-americano The New York Times dedicou a primeira página da edição deste domingo a mil vítimas mortais da pandemia de covid-19, para assinalar a iminente passagem …

A economia é a vítima colateral da estratégia singular da Suécia

A Suécia deixou nas mãos dos cidadãos a responsabilidade pela sua saúde e a abordagem relaxada do país em relação à pandemia de covid-19 trouxe resultados negativos. O Governo sueco não impôs um confinamento à população …

Polícia de Hong Kong detém 180 manifestantes. E elogia lei da segurança nacional

A polícia de Hong Kong elogiou a lei da segurança nacional chinesa, horas depois de ter detido pelo menos 180 manifestantes que protestaram, este domingo, contra a legislação anunciada por Pequim. O comissário da polícia, Tang Ping-keung, …

Pinto da Costa recandidata-se a "pensar nas dificuldades do presente"

Pinto da Costa admitiu, este domingo, no lançamento do site oficial da recandidatura à presidência do FC Porto, que vai a eleições "a pensar nas dificuldades tremendas do presente". No site oficial da sua candidatura, Pinto …

Abraços e apertos de mão. Bolsonaro junta-se a manifestação sem distanciamento social

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, participou, este domingo, em mais uma manifestação sem respeitar as regras de distanciamento social. A manifestação decorrer na Praça dos Três Poderes, em Brasília. De acordo com o jornal Público, …

"Relativamente rápido". Centeno acredita que países europeus vão recuperar da crise até ao fim de 2022

O ministro das Finanças português e presidente do Eurogrupo, Mário Centeno, acredita que a União Europeia vai conseguir ultrapassar a crise económica provocada pela pandemia de covid-19 de forma "relativamente rápida". Em entrevista ao jornal alemão …

Florentino congelado e Jota (e mais dois) na porta de saída. Mercado já mexe na Luz

Apesar da pandemia, que paralisou quase todas as competições europeias e que deverá atrasar a janela de transferência no futebol, o mercado já mexe na Luz. A imprensa desportiva dá conta nesta segunda-feira que Florentino …

Cova da Piedade abandona direção da Liga e convida Proença a demitir-se

O Cova da Piedade juntou-se ao Benfica na decisão de abandonar a direção da Liga de clubes e convidou Pedro Proença a demitir-se da presidência do organismo. Em comunicado, o Cova da Piedade justifica a decisão …

Milhares foram a banhos este domingo. Só nas praias da Caparica estiveram mais de 180 mil pessoas

As elevadas temperaturas que se fizeram sentir neste domingo levaram milhares de portugueses à praias. Só na Costa da Caparica, no concelho de Almada, mais de 180 mil pessoas foram a banhos. Entre as 9 e …

"Há outras prioridades". Ana Gomes está a refletir sem "pressa" sobre eventual candidatura a Belém

No espaço de comentário da SIC Notícias, a ex-eurodeputada Ana Gomes disse que ainda está a "refletir" sobre uma eventual candidatura à Presidência da República. Ana Gomes ainda não tomou uma decisão sobre uma possível candidatura …