Perante o Senado dos EUA, Boeing admite “erros” nos acidentes dos 737 Max

Deni Komarudin / Flickr

Dennis Muilenburg, diretor executivo da Boeing

O presidente executivo da Boeing admitiu, esta terça-feira, que a empresa cometeu “erros” nos acidentes mortais com aviões do modelo 737 Max 8 na Indonésia e na Etiópia, ao falar perante o Senado norte-americano.

“Sabemos que cometemos erros e que estávamos errados. Somos culpados disso”, afirmou hoje Dennis Muilenburg, citado pela agência EFE, perante o Comité do Comércio do Senado norte-americano.

Foi a primeira vez que a Boeing reconheceu no Congresso norte-americano ter cometido erros que estiveram na origem dos acidentes que resultaram na morte de centenas de pessoas e que custaram milhares de milhões de dólares à empresa com sede em Chicago, nos Estados Unidos.

“Em meu nome e no nome da Boeing, sentimos muito. Lamentamos profundamente”, disse também Muilenburg, numa audiência na qual estiveram presentes alguns familiares de vítimas mortais dos acidentes.

O primeiro testemunho do presidente executivo da Boeing no Congresso norte-americano ocorre exatamente um ano depois do acidente de um avião 737 Max 8 da companhia aérea indonésia Lion Air, que provocou 189 mortos, incluindo todos os passageiros e tripulantes.

Cinco meses depois, um avião do mesmo modelo da Ethiopian Airlines caiu em circunstâncias semelhantes, causando a morte de 157 pessoas. Desde então, todos os Boeing 737 Max 8 foram retirados de circulação em todo o mundo.

Uma investigação indonésia concluiu que a queda do voo da Lion Air se deveu a uma combinação de falhas no projeto do aparelho, na formação dos pilotos e na manutenção.

O relatório final do acidente, divulgado a 25 de outubro, refere que o voo 610 da Lion Air, que ligava a capital da Indonésia à ilha de Sumatra, caiu porque os pilotos nunca foram informados sobre como responder rapidamente a falhas no sistema de controlo automatizado do jato Boeing 737 Max 8.

O avião mergulhou no mar de Java apenas 13 minutos após levantar voo, em 29 de outubro de 2018.

Segundo o Comité Nacional de Segurança em Transportes da Indonésia, o sistema automatizado, conhecido como MCAS, contava com um único sensor de “ângulo de ataque” que fornecia informações erradas, empurrando automaticamente o nariz do avião para baixo.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Helicóptero Ingenuity faz voo histórico em Marte

O Ingenuity, helicóptero da NASA, fez o seu primeiro voo de teste, esta segunda-feira, em Marte. Foi a primeira vez na História que um aparelho construído por seres humanos fez um voo controlado noutro planeta. "Os …

Carreiras finta críticas a Rio (mas coloca-se "na primeira fila" se Passos voltar)

Na antecâmara do que pode ser o seu último mandato autárquico, o presidente da Câmara de Cascais, Carlos Carreiras, não quer prejudicar o PSD e, por isso, foge às críticas a Rio Rio. Mas suspira …

"Já se esperou tempo demais". Marcelo pede criminalização do enriquecimento injustificado

O Presidente da República pediu, esta segunda-feira, que se encontre o meio adequado para criminalizar o enriquecimento injustificado, defendendo que este passo já devia ter sido dado e que "há vários caminhos" para o fazer …

União Europeia vai receber mais 100 milhões de doses da Pfizer

A União Europeia (UE) vai receber mais 100 milhões de doses adicionais da vacina contra a covid-19 desenvolvida pela Pfizer e pela BioNTech. O anúncio foi feito através de um comunicado da farmacêutica citado pelo Jornal …

Portugal regista mais uma morte e 220 novos casos de covid-19

Portugal registou, esta segunda-feira, mais uma morte e 220 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 220 …

Há milhares de trabalhadores sem avaliação na Função Pública

Há milhares de trabalhadores sem avaliação na Função Pública. O Governo está em negociações com os sindicatos para rever o sistema. O Governo e sindicatos da Administração Pública começaram a negociar a revisão do Sistema Integrado …

Maioria dos cuidadores informais desconhecem que podem aceder a um estatuto

A maioria dos cuidadores informais inquiridos num estudo do movimento que lhes quer "dar voz" revela desconhecer o estatuto em vigor há um ano e queixa-se da falta de apoios para prestar cuidados, mas também …

Novo Banco avança com ação contra empresas de Berardo para cobrar 3,5 milhões de euros

O Novo Banco avançou com uma nova ação de execução contra duas empresas de José Berardo, no valor de 3,5 milhões de euros. O Novo Banco interpôs uma ação de execução ordinária contra a Metalgest e …

Fauci prevê que seja retomado o uso da vacina da Johnson & Johnson nos EUA

Anthony Fauci prevê que o regulador norte-americano ponha fim à pausa temporária do uso da vacina da Johnson & Johnson (J&J) contra a covid-19. Acrescentou ainda que acredita que a decisão será tomada até sexta-feira. "A …

Relatório secreto aponta o dedo à CMVM, auditoras e Angola na queda do BES

O Banco de Portugal não será o único culpado pela queda do BES. O Relatório Costa Pinto aponta o dedo à CMVM, à KPMG e PwC, e ao Banco Nacional de Angola. O Relatório Costa Pinto …