Secretário de Estado quis dar uma “boa notícia”. “RT tem estado a diminuir”

José Sena Goulão / Lusa

O secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales

O secretário de Estado da Saúde disse, esta quarta-feira, que o índice de transmissão da doença tem estado a “diminuir de forma sistemática”.

Na conferência de imprensa, o secretário de Estado Adjunto e da Saúde, António Lacerda Sales, adiantou que os 7497 novos casos de hoje incluem 3570 decorrentes do atraso no reporte laboratorial, principalmente de um laboratório na região Norte, desde o dia 30 de outubro.

O governante disse ainda que 96,4% dos doentes estão a recuperar em casa e 3,6% em internamento hospital. Destes, 0,5% estão internados em unidades de cuidados intensivos e 3,1% em enfermarias.

Relativamente à ocupação de camas, o governante disse que há um total de 2370 camas em enfermaria para a covid-19, sendo que estão ocupadas 2012; e há um total de 373 em cuidados intensivos, estando ocupadas 325.

No dia em que se registou o maior número de mortes (59), Lacerda Sales declarou ainda que a taxa de letalidade global está atualmente nos 1,7% e a taxa de letalidade acima dos 70 anos está nos 10,3%.

Apesar de tudo, o secretário de Estado quis deixar uma “boa notícia”, afirmando que o índice de transmissão da doença, o chamado RT, tem estado a “diminuir de forma sistemática”. No passado dia 10 era de 1,27, e agora ronda os 1,14. No Norte, a região que se encontra mais pressionada, este índice estava nos 1,40, e agora está em 1,13.

Um terço da população já foi testada

Lacerda Sales indicou que já foram testadas mais de 3,4 milhões de pessoas, o equivalente a cerca de um terço da população. Por milhão de habitantes, Portugal está a realizar em média mais de 280 mil testes, registando-se dias com mais de 30 mil análises.

“Estamos com mais de 300% da capacidade de testagem que tínhamos em março, o que penso que é um reforço substancial”, acrescentou o secretário de Estado.

Questionado em concreto sobre os testes realizados durante o fim-de-semana e se explicam o número habitualmente mais baixo de novos casos registados nos boletins epidemiológicos na segundas e terças-feiras, o governante afirmou que o problema são as notificações e não os testes. Foi o caso do boletim epidemiológico de hoje.

“Existem muitos testes feitos durante o fim-de-semana. O problema não é o número de testes feitos, o problema é o reporte dessas notificações apesar das nossas indicações constantes nessa matéria”, sublinhou.

No último fim-de-semana foram feitos 52.947 testes, dos quais 30.713 no sábado e 22.244 no domingo, precisou, para justificar que “não é garantidamente uma diminuição da realização de testes” que explica os números mais baixos no início da semana.

SNS24 já emite declarações de faltas por isolamento

Na mesma conferência de imprensa, o presidente dos Serviços Partilhados do Ministério da Saúde (SPMS), Luís Goes Pinheiro, explicou que a Linha SNS24 passa, a partir de hoje, a emitir declarações provisórias de isolamento profilático devido a suspeitas de infeções com o novo coronavírus para justificar faltas ao trabalho a outras entidades.

A medida entra em vigor “no final do dia de hoje”, depois de ter sido aprovada no Conselho de Ministros extraordinário realizado no sábado e publicada na terça-feira em Diário da República.

A declaração permite “justificar a ausência do local de trabalho [bem como a apresentação presencial a outras entidades] e a obrigação de permanência no domicílio”, explicou.

O responsável esclareceu que a declaração é emitida pela Linha SNS24 nos casos em que “uma determinada pessoa seja identificada como contacto de alto risco ou possa ter sintomas”, sem que tenha de se deslocar a um serviço de saúde para tal.

A declaração provisória de isolamento apenas vai justificar os casos de faltas ao trabalho mediante declaração complementar da entidade patronal nos casos em que “o exercício da atividade profissional em teletrabalho for impossível“.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 1,2 milhões de mortos em mais de 47,5 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Este senhor vive onde?não deve de ser em Portugal ou então,estamos a ser aldrabados.Os numeros não mentem caro senhor,acorde.

  2. Será que eles sabem fazer contas? Então os numeros das infecções tem aumentado e o RT tem diminuído.
    Realmente a formula matemática é complicada

RESPONDER

Tribunal belga obriga AstraZeneca a entregar 50 mihões de doses de vacina à UE

A AstraZeneca vai ter que entregar 50 milhões de doses da vacina para a covid-19 à União Europeia. A entrega deve ser efetuada até 27 de setembro. A justiça belga ordenou, esta sexta-feira, à farmacêutica …

"Dois terços dos problemas estão na Área Metropolitana de Lisboa", justifica Costa

O primeiro-ministro, António Costa, justificou esta sexta-feira a necessidade de tomar medidas localizadas em Lisboa para evitar que o agravamento da situação epidemiológica se alastre.  Em Bruges, na Bélgica, à margem da sessão de encerramento do …

CDS critica “enorme infelicidade” do Presidente e "comunicação desastrosa" do Governo

O CDS-PP criticou hoje as declarações do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, quando disse que no que depender dele não haverá "volta atrás" no desconfinamento, considerando-as de “uma enorme infelicidade”, lamentando também a …

Astronautas entraram pela primeira vez na nova estação espacial chinesa

Três astronautas chineses começaram, esta sexta-feira, a fazer da nova estação espacial da China o seu lar, um dia depois de ali terem chegado, num lançamento bem-sucedido, que marcou um novo avanço no ambicioso programa …

Homicida de Bruno Candé tinha plena consciência dos seus atos. MP quer 22 anos de prisão

Evaristo Marinho, o homicida de Bruno Candé, tinha plena consciência dos seus atos quando cometeu o crime, lê-se no relatório do Instituto Nacional de Medicina Legal. O Ministério Público quer 22 anos de prisão. O Ministério …

Pandemia deixa dezenas de bebés por registar, o que pode "potenciar o tráfico humano"

O encerramento do balcão "Nascer Cidadão", durante a fase mais crítica da pandemia, impediu o registo de bebés nascidos nessa altura. Citando fontes do Hospital de Faro, a rádio TSF avança que as campainhas de alarme …

Auditoria revela 52 casos de envio de dados na CML. Medina lamenta "prática inadequada" (e faz uma demissão)

A auditoria interna pedida por Fernando Medina conclui que a Câmara Municipal de Lisboa enviou dados pessoais de manifestantes a embaixadas 52 vezes, desde que entrou em vigor o Regime Geral de Proteção de Dados …

Salgado chama seis familiares a depor, incluindo um tio de 102 anos

A defesa do ex-presidente do BES vai chamar 40 testemunhas para depor no julgamento no âmbito da Operação Marquês. A lista inclui seis familiares, incluindo um tio de 102 anos. De acordo com o semanário Expresso, …

"Mais próximos do normal". Espanha levanta obrigação de máscaras no exterior na próxima semana

O primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez, anunciou hoje que as máscaras vão deixar de ser obrigatórias nos espaços exteriores em Espanha a partir de sábado, dia 26 de junho. "Este será o último fim de semana com …

"É o Governo que tem poder de decidir", diz Marcelo sobre Lisboa

O Presidente da República, que se encontra nos Estados Unidos, escusou-se a comentar as medidas sanitárias decretadas pelo Governo em relação à Área Metropolitana de Lisboa. O Chefe de Estado voltou a frisar à RTP que …