Bloqueio de cereais é “crime de guerra”. Zelenskyy teme aumento de ataques antes de decisão da UE

5

fotomaec / Flickr

Josep Borrell, Alto Representante para a Política Externa e de Segurança da União Europeia (UE)

Josep Borrell, Alto Representante para a Política Externa e de Segurança da União Europeia (UE)

O chefe da diplomacia da União Europeia (UE), Josep Borrell, acusou esta segunda-feira a Rússia de praticar “um verdadeiro crime de guerra”, com o bloqueio das exportações de cereais ucranianos a contribuir para aumentar a fome no mundo noticiou a agência Lusa.

“É um verdadeiro crime de guerra, não posso imaginar que [o bloqueio] vá durar muito tempo”, disse Borrell, em declarações à entrada do Conselho de ministros dos Negócios Estrangeiros da UE, no Luxemburgo.

O alto responsável para a Política Externa e de Segurança da UE referiu ainda ser “inimaginável que milhões de toneladas de trigo continuem bloqueadas na Ucrânia quando o resto da população mundial sofre de fome”, apontando a responsabilidade total à Rússia pela guerra de agressão à Ucrânia.

Borrell tem acusado as tropas de Moscovo do bombardeio, exploração e ocupação de terras aráveis na Ucrânia, destruindo equipamentos e bloqueando os portos ucranianos, impedindo a exportação de milhões de toneladas de cereais para os mercados mundiais.

Os ministros dos Negócios Estrangeiros da UE reúnem-se esta segunda-feira, no Luxemburgo, num conselho em que Portugal está representado pelo responsável pela pasta, João Gomes Cravinho, para discutir a questão do bloqueio dos cereais.

Zelenskyy teme aumento de ataques

O Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenskyy, disse no domingo à noite temer que “a Rússia intensifique os ataques esta semana”, antes da discussão sobre a candidatura da Ucrânia à adesão à UE.

Hoje “começa uma semana verdadeiramente histórica“, proclamou, em que a Ucrânia terá “a resposta” da UE “sobre o estatuto de candidato”.

“Desde 1991, houve poucas decisões tão vitais para a Ucrânia quanto a que aguardamos hoje”, acrescentou no seu discurso diário em vídeo, citado pela agência Lusa, dizendo estar “convencido de que apenas uma resposta positiva é do interesse de toda a Europa”.

Os países membros da UE reúnem-se na quinta e na sexta-feira para decidir se concedem oficialmente à Ucrânia o estatuto de candidato à adesão, algo que exige a unanimidade dos 27. Até lá, “obviamente, esperamos que a Rússia intensifique os ataques esta semana”, alertou Zelenskyy, acrescentando: “Estamos prontos”.

O líder ucraniano disse que os russos estão a “reagrupar as suas forças na direção de Kharkiv (Nordeste) e na região de Zaporizhzhia (Sul)”, indicando: “Estão ainda a bombardear a nossa infra-estrutura de combustível”.

“Vamos responder a estes ataques”, assegurou, ao mesmo tempo que admitiu “perdas significativas”. “O nosso exército está a resistir”, referiu.

  ZAP , Lusa //

5 Comments

  1. J. Galvão

    Fofinho, estão a vender a quem ???, os bancos nao estão autorizados a pagar, os transportes estão proibidos, o Mar Negro foi armadilhado pela Ucrânia, as pontes foram destruídas pelos Ucranianos, os ” trilhos estão armadilhados pelos Ucranianos, os aviões de carga são abatidos pelos Ucranianos. Os fofinhos responsáveis do Ocidente alegam que os paises fora da Europa esta a morrer a Fome, nao vejo nem ouço nenhum daqueles cerca de trezentos paises a reclamar, será que de tanta fome, 110 e dez dias depois ja nem conseguem falar ???. Fofinhos Peçam a PAZ.

  2. Farto me de rir com estes Europeus….é Crime Bloquear os Cereais mas não é crime criarem Sanções, Estou contra a Guerra mas mais ainda contra a UE usar Sanções que Prejudicam os Europeus e nada Fazem á Russia, quer dizer querem meter Sanções mas não aceitam Bloqueio aos Cereais…esta dá mesmo vontade de rir

  3. A hipocrisia da UE e do resto do Mundo mete dó.A Rússia faz o que bem entender porque o resto da Europa tem o ”furo” ao fundo das costas.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.