Bloco de Esquerda anula adesão de “grupo infiltrado”

Esquerda.Net / Flickr

A porta-voz do Bloco de Esquerda, Catarina Martins

O Bloco de Esquerda anulou a adesão de seis elementos da organização Socialismo Revolucionário, que aponta como um “grupo infiltrado”, de acordo com uma nota divulgada pelo partido.

“A anulação das adesões e a não-ratificação dos novos pedidos de adesão, num total de seis, foi decidida por voto secreto com 47 votos a favor, 24 contra e quatro abstenções”, salienta o Bloco de Esquerda (BE) no seu site, notando que “esta decisão resulta da verificação de fraude ao princípio legal e estatutário da adesão individual”.

“Não são abrangidos pela decisão três dos aderentes visados pelo inquérito, que integraram o SR (Socialismo Revolucionário) quando já eram aderentes do BE”, indica ainda o comunicado.

O mesmo documento especifica que a decisão da Mesa Nacional do BE aprovou por maioria o relatório da Comissão de Inquérito sobre o assunto, no passado domingo.

Segundo a página oficial do partido, o inquérito interno foi aberto na sequência de um conjunto de adesões e pedidos de adesão “provenientes de uma organização política que, externamente ao BE e sem qualquer contacto com os órgãos legítimos do partido, decidiu infiltrá-lo“.

O texto do BE refere que a organização Socialismo Revolucionário apresenta-se como a secção portuguesa do “Comité para uma Internacional dos Trabalhadores” (CIT), partido marxista internacional, que publica a revista “A Centelha”, e que mantém uma página oficial na Internet.

O partido sublinha igualmente as teses do Congresso da organização Socialismo Revolucionário, realizado em 2013, e que criticou o BE pela “mudança da liderança para a direita” em direção à social-democracia.

“Exigimos táticas flexíveis que podem significar a procura de oportunidades noutros locais, incluindo uma orientação para o PC português, que, apesar de muitas das características burocráticas que retira do seu passado estalinista, é um dos poucos partidos tradicionais de trabalhadores de massa que ainda existem na Europa”, escreve o BE referindo-se às posições demonstradas pelo Socialismo Revolucionário.

A nota recorda que através de divulgação de uma declaração de junho de 2016, o Comité Executivo do Socialismo Revolucionário anunciou a integração no BE e que no mês de dezembro enviou à Mesa Nacional um pedido de formalização.

// Lusa

2 COMENTÁRIOS

  1. Como é que o Bloco conseguiu saber isto tudo? Só se tinham gente infiltrada no “Socialismo Revolucionário”!
    Infiltrado que infiltra o infiltrador tem 100 anos de temor! Esta é a esquerda que temos: tiques de KGB com populismo do Hugo Chavez (paz à sua alma). Nestes partidos está em curso uma disputa para ver quem fica mais à esquerda da esquerda e assim ganhar na demagogia das ideias redistributivas de miséria, rumo ao destino da Venezuela ou a outros exemplos de empobrecimentos de massas.

RESPONDER

FMI admite: Troika não protegeu os pobres (e a culpa foi do Governo)

O organismo de avaliação independente do FMI concluiu que as medidas aplicadas pela 'troika' em Portugal nem sempre protegeram as pessoas com menos rendimentos, apontando que a primeira preocupação do Fundo era a redução dos …

Bebidas dietéticas podem levar ao aumento de peso

Uma vez anunciados como substitutos do açúcar, os adoçantes artificiais como a sucralose e o aspartame foram bem recebidos pelo público - até há pouco tempo. Recentemente, os investigadores começaram a olhar com crescente suspeita para …

Pedrógão: PGR não explica segredo de justiça, Governo optou por não levantar

Uma empresária de Lisboa fez, por conta própria, um levantamento do número de mortos vítimas do incêndio. No final, chegou ao número 73 que contrasta com os 64 oficiais avançados pelas autoridades. Dúvidas instaladas, pede-se …

China diz à Índia para retirar tropas e não abusar da sorte

A China avisou a Índia para não subestimar a sua determinação em salvaguardar o que considera território seu, numa altura de renovada tensão entre os dois países vizinhos, em torno de uma área disputada nos …

Revolta de pais com problemas nas matrículas obrigou à intervenção da polícia

Um protesto de pais contra as alegadas irregularidades nas matrículas na Escola Secundária Pedro Nunes, em Lisboa, por causa de supostas moradas falsas, obrigou a polícia a intervir para acalmar os ânimos. O relato do caso …

Operadoras de telecomunicações obrigadas a baixar preços ou a aceitar rescisões

A Autoridade Nacional de Comunicações (ANACOM) anunciou "medidas correctivas" às operadoras de telecomunicações Meo, Nos, Nowo e Vodafone, no sentido de baixarem preços aos consumidores ou de permitirem a rescisão de contratos sem custos adicionais. Segundo …

Israel substitui detetores de metais por videovigilância na Esplanada das Mesquitas

As forças de segurança israelitas estão a remover os detetores de metais instalados à entrada da mesquita de Al-Aqsa, em Jerusalém Oriental ocupada, noticia a Al Jazeera, que cita o diretor da mesquita. Israel começou a …

Afinal, Cristiano Ronaldo vai continuar no Real Madrid

O internacional português garantiu que vai continuar no Real Madrid, acabando com os rumores que diziam que iria sair do clube por estar insatisfeito com a forma como o Fisco espanhol o tem tratado. Em declarações …

Homem armado com faca ataca posto de fronteiriço espanhol de Melilla

O atacante, que estava armado com uma faca, atacou o posto fronteiriço a gritar "Alá é Grande". Provocou ferimentos ligeiros num polícia e acabou por ser detido. Um homem munido de uma faca atacou o posto …

Investigação desmente Governo e confirma queda de helicóptero no incêndio de Alijó

O Ministério da Administração Interna tinha negado a tese de queda de um helicóptero no combate a um incêndio em Alijó, mas o relatório que investigou o caso desmente o Governo e confirma o acidente, …