Bizarros clarões de luz vindos da Lua estão a intrigar os astrónomos

Várias vezes por semana, podemos ver clarões que aparecem na superfície da Lua. Algumas vezes são rápidos, outras duram mais tempo. Em algumas ocasiões, há lugares que escurecem temporariamente.

Os cientistas não sabem exatamente o que está a causar a aparição destas misteriosas luzes no nosso satélite natural. Uma das hipóteses é que serão provocadas por impactos de meteoritos. Ou então pode tratar-se de partículas de vento solar carregadas eletricamente que reagem com o pó lunar.

“Também se observaram atividades sísmicas na Lua. Quando a superfície se move, os gases que refletem a luz solar poderiam escapar do interior da Lua. Isto explicaria os fenómenos luminosos, alguns dos quais duram horas”, disse Hakan Kayal, professor de tecnologia espacial na Universidade de Würzburgo, na Alemanha. Os chamados fenómenos lunares transitórios conhecem-se desde a década de 1950, mas não foram observados de maneira sistemática e a longo prazo.

Kayal e a sua equipa construíram, de acordo com a ABC, um telescópio lunar e puseram-no em funcionamento em abril. Está localizado num observatório privado em Espanha a cerca de 100 quilómetros a norte de Sevilha numa zona rural.

O telescópio é controlado remotamente a partir do campus da JMU. Consiste em duas câmaras que monitorizam a lua noite após noite. Somente se ambas as câmaras registarem um fenómeno de luz ao mesmo tempo, o telescópio ativará outras ações. Em seguida, armazena as fotos e sequências de vídeo do evento e envia um e-mail para a equipa de Kayal.

O sistema ainda não está completamente terminado: o software, que deteta automaticamente flashes e outros fenómenos de luz, está a ser aperfeiçoado. Kayal planeia usar métodos de inteligência artificial, entre outras coisas: redes neurais garantem que o sistema gradualmente aprenda a distinguir um flash da Lua de falhas técnicas ou de pássaros e aviões a passar na frente da câmara. Estima-se que será necessário outro ano de trabalho antes que possa ser feito.

Para Kayal, reduzir a taxa de falsos alarmes o máximo possível é apenas o primeiro marco deste projeto. O sistema será usado mais tarde numa missão de satélite. As câmaras poderiam trabalhar em órbita ao redor da Terra ou da Lua. O cientistas espera que isto leve a resultados muito melhores.

Quando o telescópio documenta um fenómeno luminoso, a equipa comparara os resultados com a Agência Espacial Europeia (ESA), que também observa a lua. “Se a mesma coisa for vista lá, o evento pode ser considerado confirmado.” Se necessário, uma investigação conjunta adicional poderá ser iniciada.

A nova “corrida para a lua” aumentou o interesse em fenómenos de luz no nosso satélite. A China iniciou um abrangente programa lunar e, no início de janeiro, enviou uma sonda para o outro lado da Lua. A Índia está a planear uma missão semelhante.

Em reação a essas iniciativas, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, falou em maio do retorno do seu país à Lua. A China e empresas privadas como a SpaceX ou a Blue Origin também estão a considerar a Lua como um habitat para humanos a longo prazo. Além disso, existem matérias-primas lá, como metais raros, que são necessárias para a criação de smartphones e outros dispositivos.

ZAP //

PARTILHAR

28 COMENTÁRIOS

  1. Eu tirei foto da lua o ano passado e nas minhas fotos saíram luzes azul e bem mais nítido eu tenho essa foto até hoje na camera

  2. Eu ainda tenho a dizer não acredito que o Homem foi a lua para Mim isto não é verdade. Pois se estivessem ido já tinham ido morar lá e até feito modificações, pois tudo o Homem modifica e diz que é aperfeiçoamento. Isto é uma coisa que nosso criador fez e somente Ele sabe de tudo, o Homem nunca irá desvendar o segredo

        • E quem é que quer saber a tua opinião, oh carneiro alienado?!
          Vai lá ler a Bíblia ou pendura-te numa cruz para não chateares ninguém!…

            • Um verdadeiro insulto a todos que frequentam este site, são autenticos “massacres” cometidos pelos religiosos radicais que não respeitam nada nem ninguém e vem aqui debitar lérias sobre Deus e sobre a Bíblia em todas a notícias!…
              A religiões toldam mesmo o raciocínio e não admira que depois, os cristãos radicais, os judeus radicais, os árabes radicais, etc, façam o que fazem…
              Coitados; massacrados desde pequenos com teorias mirabolantes, quem é que não fica maluco?…
              Vá, agora vai lá tentar reflectir sobre isso…

          • Caro Eu! Teorias mirabolantes são as que apresentas. Deus não é religião. Respeitar não é concordar e sim aceitar que outra pessoa tem um pensamento diferente. Parece-me que afinal quem tem sintomas de ser radical é você. Existem mais religiões do que possa imaginar, agora a sua teoria de ser tudo igual é de uma ignorância enorme. Devia ter algum cuidado em afirmar certas coisas pois pode estar a fazer figuras desnecessárias. Concordo consigo que o radicalismo é uma coisa muito má.

  3. Nunca ninguém vai descobrir porque eé deus e isso é só o começo do que irá acontecer o fim está proximo acredite!!!

  4. É claramente um sinal de Deus. Eu sigo a Cristo e nele encontro todas as respostas. Eu pergunto ele responde da lua com sinais luminosos. são os sinais vindos do céu. A bíblia tem resposta para todas a perguntas. Quando tiverem dúvidas, não vão ao google, vão à Bíblia ou a Cristo.
    Deus no comando.

Moody’s mantém rating de Portugal acima do "lixo"

A agência de rating norte-americana manteve, esta sexta-feira, a notação financeira de Portugal em “Baa3”, acima de lixo, e a perspetiva em positiva. De acordo com um comunicado no site da agência, a Moody's assinala que …

Suspeitos da morte de jovem cabo-verdiano ficam em prisão preventiva

Os cinco suspeitos da morte do estudante cabo-verdiano vão aguardar julgamento em prisão preventiva, indiciados pelos crimes de homicídio qualificado e três tentativas de homicídio. A decisão, lida aos jornalistas cerca das 23h30 de sexta-feira por …

Cientistas descobriram o ponto fraco dos tardígrados

Os tardígrados, também chamados ursos de água, são conhecidos pela sua resistência. Mas um novo estudo revela agora que estes pequenos organismos também têm um ponto fraco: exposição de longo prazo a altas temperaturas. Em 2018, …

Detetadas "partículas fantasmagóricas" que o Modelo Padrão não pode explicar

O observatório IceCube, localizado no Pólo Sul, revelou que a Antena Antena Antártida de Impulso Transitivo (ANITA) detetou alguns "sinais muito estranhos" que "não pode ser explicados" pelo Modelo Padrão da Física. O projeto ANITA, …

Descoberto primeiro asteróide que se move apenas dentro da órbita de Vénus

Uma rede de telescópios robóticos operados à distância observou um asteróide que, além de ser o asteróide mais próximo do Sol, é também o primeiro asteróide descoberto que se move completamente dentro da órbita de …

Mark Zuckerberg tem medo do TikTok (e já se sabe porquê)

Mark Zuckerberg já deixou claro, mais do que uma vez, que não gosta do TikTok. No entanto, agora sabemos o que está por trás desta hostilidade pelo rival: a aplicação está a crescer muito, mesmo …

A empresa mãe da Google já vale um bilião de dólares

Esta quinta-feira, a Alphabet, empresa mãe da Google, conseguiu uma cotação na bolsa de 1 bilião de dólares, cerca de 900 mil milhões de euros. A Alphabet tornou-se, esta quinta-feira, a quarta empresa norte-americana a conseguir …

Cientistas criam "cimento vivo" capaz de se "curar"

Uma equipa de cientistas dos Estados Unidos criou um "cimento vivo" juntando areia e bactérias num material de construção capaz de se auto-reproduzir, de absorver dióxido de carbono e manter a resistência. "Já usamos materiais biológicos …

Sporting 0-2 Benfica | Águia vence dérbi e foge na frente

O Benfica foi o grande vencedor do dérbi lisboeta. Na visita ao Sporting, os “encarnados” marcaram dois golos sem resposta, ambos na segunda parte, por Rafa Silva, entrado no decorrer da segunda parte, após ter …

Um em cada seis homens é vítima de abuso sexual antes dos 18 anos

Um em cada seis homens é vítima de abuso sexual antes dos 18 anos e podem levam décadas até pedir ajuda, por nem sempre aceitarem e entenderem que sofreram violência sexual. Na maior parte dos …