Joe Biden está a planear uma tomada de posse em versão reduzida. Trump pode não marcar presença

A pouco mais de um mês de tomar posse como Presidente dos EUA, Joe Biden anunciou que está a planear reduzir a dimensão da cerimónia para garantir a segurança devido à pandemia.

Segundo o Público, Joe Biden referiu esperar tomar posse a 20 de Janeiro nos degraus do Capitólio, na plataforma já em construção, mas quer evitar os habituais ajuntamentos no National Mall e ao longo da Avenida Pensilvânia de Washington D.C., onde costumam concentrar-se milhares de norte-americanos que querem assistir à cerimónia e ao desfile.

A partir de Wilmington, no Delaware, onde mora e está a preparar o seu mandato, o Presidente eleito considerou que o seu palpite “é que provavelmente não irá haver um desfile gigante ao longo da Avenida Pensilvânia. Mas iremos ver muita atividade virtual nos estados em toda a América, juntando mais pessoas do que antes”.

O democrata revelou que a sua equipa está a trabalhar com os mesmos organizadores da Convenção Democrata, em Agosto, que foi sobretudo virtual, para planear uma tomada de posse que não aumente os riscos de acelerar o contágio da covid-19, que tem ressurgido em alta nos EUA.

Apesar isso, Biden lembra que “as pessoas querem ser capazes de dizer que passámos o testemunho. Estamos a seguir em frente. A democracia funcionou.”

Normalmente, a cerimónia começa com o Presidente que está de saída e o Presidente eleito a deslocarem-se juntos da Casa Branca até ao Capitólio. Depois do juramento do novo Presidente, este dirige-se à Casa Branca em cortejo pela Avenida Pensilvânia, enquanto o antigo Presidente vai embora, geralmente de helicóptero.

Donald Trump, que tem recusado assumir a derrota, não disse se pretende estar presente na cerimónia. Em vez disso, de acordo com uma fonte familiar com as discussões internas na Casa Branca, está a considerar lançar uma nova candidatura para concorrer à presidência em 2024.

A tomada de posse de Donald Trump em 2017 ficou marcada pela atitude de Sean Spicer a repreender os meios de comunicação por terem publicado fotografias que mostravam multidões consideravelmente menores do que as que se juntaram para a tomada de posse de Barack Obama, oito anos antes.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

    • De atento tem muito pouco, que tal primeiro investigar-se as milhares de provas de fraud eleitoral e depois pensar em eleger quem quer que seja?

      O Sr “atento” não é nada mais que um “idiota útil” no assassínio politico e pessoal da imagem de Donald Trump a mando de poderes instalados.

      Procure se informar em vez de participar só no enxovalhar publico, seria mais útil à sociedade

      • Olha-me este! Mais um distraído adepto do Trump. Apresenta lá as provas que tens da suposta fraude eleitoral. É que pelo menos num estado já houve recontagem de votos e o seu amigo perdeu mesmo!

RESPONDER

Governo vai testar 35 mil funcionários de creches e pré-escolar até 3 de outubro

Os funcionários das creches, do pré-escolar e a rede nacional de amas começaram esta quinta-feira a ser testados à covid-19, numa ação que até 3 de outubro abrangerá 35 mil pessoas em todo o país. O …

Bem-vindo à última fase do desconfinamento: fim do certificado em restaurantes, máscara em transportes e lares

"Estamos em condições para avançar para a terceira fase de desconfinamento." Foi com esta frase que António Costa deu início à conferência de imprensa após o Conselho de Ministros desta quinta-feira. Portugal vai avançar para a …

EUA reabrirá campo de detenção de migrantes perto da prisão de Guantánamo

A administração do Presidente dos Estados Unidos (EUA) Joe Biden se prepara para reabrir um campo de detenção de migrantes na Baía de Guantánamo, após um aumento de migrantes e requerentes de asilo no sul …

Défice desce para 5,3% do PIB no 2.º trimestre do ano

O défice orçamental do primeiro semestre deste ano é de 5,5% do PIB. A meta do ministro das Finanças para o ano de 2021 é de 4,5%.  O défice orçamental fixou-se em 5,3% do PIB no …

É a maior contração desde 1995. INE revê queda do PIB para 8,4%

A queda foi pior do que se esperava: o Produto Interno Bruto (PIB) recuou 8,4% e não 7,6%, indicam os recentes dados do Instituto Nacional de Estatística (INE). O Produto Interno Bruto (PIB) caiu 8,4% em …

EUA aprovam terceira dose da Pfizer para maiores de 65 anos e grupos de risco

A Food and Drugs Adminustration (FDA) anunciou, na noite de quarta-feira, ter dado luz verde à administração de uma terceira dose da vacina da Pfizer em alguns casos. O organismo que regula a comercialização de medicamentos …

Estabelecimentos de Santos vão encerrar mais cedo. Psicólogos alertam que fim de restrições pode levar a excessos

Redução do horário é a solução encontrada pelos empresários para dar resposta à recente onda de criminalidade que se tem registado na zona de Santos. Especialistas em psicologia apontam o levantar das medidas de restrição, …

885 novos casos e cinco mortes. Internamentos continuam em queda

Portugal registou 885 novos casos e cinco mortes na sequência da infeção por covid-19, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde. Segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde, Portugal registou, nas últimas …

Número de professores de informática é insuficiente para responder à procura

Aquela que poderia ser uma notícia positiva tem, na realidade, um contexto negativo, já que evidencia uma falha estrutural do sistema de ensino português. De acordo com as informações veiculadas pela Direção-Geral da Administração Escolar (DGAE), …

De olhos postos em Almada e com a aposta em Joana Mortágua, o Bloco volta a prometer passes a 20 euros

Em campanha em Almada com Joana Mortágua, a habitação e os passes sociais foram os temas em cima da mesa do Bloco de Esquerda. Depois de andar em campanha no Norte, o Bloco de Esquerda foi …