Joe Biden está a planear uma tomada de posse em versão reduzida. Trump pode não marcar presença

A pouco mais de um mês de tomar posse como Presidente dos EUA, Joe Biden anunciou que está a planear reduzir a dimensão da cerimónia para garantir a segurança devido à pandemia.

Segundo o Público, Joe Biden referiu esperar tomar posse a 20 de Janeiro nos degraus do Capitólio, na plataforma já em construção, mas quer evitar os habituais ajuntamentos no National Mall e ao longo da Avenida Pensilvânia de Washington D.C., onde costumam concentrar-se milhares de norte-americanos que querem assistir à cerimónia e ao desfile.

A partir de Wilmington, no Delaware, onde mora e está a preparar o seu mandato, o Presidente eleito considerou que o seu palpite “é que provavelmente não irá haver um desfile gigante ao longo da Avenida Pensilvânia. Mas iremos ver muita atividade virtual nos estados em toda a América, juntando mais pessoas do que antes”.

O democrata revelou que a sua equipa está a trabalhar com os mesmos organizadores da Convenção Democrata, em Agosto, que foi sobretudo virtual, para planear uma tomada de posse que não aumente os riscos de acelerar o contágio da covid-19, que tem ressurgido em alta nos EUA.

Apesar isso, Biden lembra que “as pessoas querem ser capazes de dizer que passámos o testemunho. Estamos a seguir em frente. A democracia funcionou.”

Normalmente, a cerimónia começa com o Presidente que está de saída e o Presidente eleito a deslocarem-se juntos da Casa Branca até ao Capitólio. Depois do juramento do novo Presidente, este dirige-se à Casa Branca em cortejo pela Avenida Pensilvânia, enquanto o antigo Presidente vai embora, geralmente de helicóptero.

Donald Trump, que tem recusado assumir a derrota, não disse se pretende estar presente na cerimónia. Em vez disso, de acordo com uma fonte familiar com as discussões internas na Casa Branca, está a considerar lançar uma nova candidatura para concorrer à presidência em 2024.

A tomada de posse de Donald Trump em 2017 ficou marcada pela atitude de Sean Spicer a repreender os meios de comunicação por terem publicado fotografias que mostravam multidões consideravelmente menores do que as que se juntaram para a tomada de posse de Barack Obama, oito anos antes.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

    • De atento tem muito pouco, que tal primeiro investigar-se as milhares de provas de fraud eleitoral e depois pensar em eleger quem quer que seja?

      O Sr “atento” não é nada mais que um “idiota útil” no assassínio politico e pessoal da imagem de Donald Trump a mando de poderes instalados.

      Procure se informar em vez de participar só no enxovalhar publico, seria mais útil à sociedade

      • Olha-me este! Mais um distraído adepto do Trump. Apresenta lá as provas que tens da suposta fraude eleitoral. É que pelo menos num estado já houve recontagem de votos e o seu amigo perdeu mesmo!

RESPONDER

Pintura de Van Gogh de Paris nunca antes vista exibida pela primeira vez

Uma pintura de Vincent Van Gogh de uma rua de Paris foi exposta pela primeira vez depois de passar mais de 100 anos "escondida" pelos seus proprietários. Uma cena de rua em Montmartre, em Paris, pertenceu …

Imagens mostram construção de instalação nuclear secreta em Israel

Está a ser construída uma instalação nuclear secreta em Israel, diz a Associated Press depois de analisar imagens de satélite. Os trabalhos estão a decorrer a poucos metros do antigo reator do Centro de Pesquisa …

Supremo confirma prisão efetiva de cinco anos e oito meses de João Rendeiro

O Supremo Tribunal de Justiça (STJ) rejeitou a nulidade do acórdão que proferiu em janeiro e confirmou, assim, a condenação do antigo presidente do BPP. Num acórdão datado da passada quarta-feira, e a que a agência …

Portugal regista mais 33 mortes e 1071 novos casos de covid-19

Portugal registou, este sábado, mais 33 mortes e 1071 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 1071 novos …

Ana Gomes revela que Europol está pronta para investigar o Chega

A Europol está disponível para "ajudar as autoridades portuguesas" a investigar eventuais ligações do Chega de André Ventura a "actividades criminais internacionais". É Ana Gomes quem o revela depois de ter enviado uma participação ao …

João Almeida termina Volta aos Emirados no pódio, o seu primeiro numa prova do World Tour

O ciclista português, da equipa Deceuninck-QuickStep, assegurou, este sábado, o primeiro pódio numa prova do World Tour, ao ser terceiro na Volta aos Emirados Árabes Unidos, após a sétima e última etapa. João Almeida concluiu a prova …

Alemanha vai autorizar vacina da AstraZeneca a maiores de 65 anos

A Comissão Permanente para a Vacinação na Alemanha vai alterar a recomendação que limitava o uso da vacina da farmacêutica AstraZeneca para maiores de 65 anos. O anúncio foi feito, este sábado, por Thomas Mertens, chefe da …

Éter, Teia e Tutti-Frutti. PS e PSD decidem "os bons e os maus" entre uma centena de autarcas suspeitos

PS e PSD estão na recta final da escolha dos candidatos às próximas eleições autárquicas e os dois partidos coincidem na forma como estão a avaliar os potenciais candidatos que estão envolvidos em processos judiciais. …

"Lei Khashoggi". Estados Unidos restringem vistos a 76 cidadãos sauditas

Os Estados Unidos anunciaram a restrição à atribuição de vistos a 76 cidadãos da Arábia Saudita acusados de "ameaçar dissidentes no estrangeiro", nomeadamente o jornalista saudita assassinado, em outubro de 2018, na Turquia. Segundo o secretário …

OMS quer isenção de direitos de propriedade intelectual para vacinas

A Organização Mundial da Saúde (OMS) reclamou, esta sexta-feira, o uso de "todas as ferramentas" para aumentar a produção de vacinas contra a covid-19, incluindo a transferência de tecnologia e a isenção de direitos de …