Benfica 2-0 Belenenses SAD | Darwinismo rende arranque histórico

O Benfica cumpriu e venceu o Belenenses SAD por 2-0, no Estádio da Luz, na partida que encerrou a quinta jornada da Liga NOS. Foi o quinto triunfo benfiquista no campeonato em cinco partidas, o melhor arranque dos lisboetas desde a longínqua temporada de 1982/83, há 38 anos.

Haris Seferovic, logo aos seis minutos, inaugurou o marcador através de um forte cabeceamento. O jogo perdeu intensidade e só aos 75 minutos surgiu o tento final, por Darwin Núñez, a grande figura desta partida. O Benfica é líder isolado, o Belenenses SAD perdeu pela primeira vez fora e é 15º.

O jogo explicado em números

  • Haris Seferovic e Julian Weigl foram as grandes novidades na equipa do Benfica para este embate, relativamente ao “onze” que começou o jogo com o Lech Poznan, com Luca Waldschmidt e Gabriel a saírem – este último nem no banco ficou. Alterações que colocaram os “encarnados a jogar num 4-4-2 puro.
  • O arranque de jogo não podia ser melhor para o Benfica. Logo aos seis minutos, Álex Grimaldo, Everton “Cebolinha” e Rafa Silva combinaram, o primeiro cruzou e Haris Seferovic, nas alturas, cabeceou para o 1-0. Segundo remate do encontro, primeiro enquadrado, e estava inaugurado o marcador. E logo a seguir, Everton passou por todos e só o pé de André Moreira evitou o segundo.
  • A entrada das “águias” em campo apanhou o Belenenses SAD como que desprevenido e sem reacção à rápida circulação de bola e intensidade dos homens da casa, que criavam diversos lances de ataque. No primeiro quarto-de-hora o Benfica registava 65% de posse de bola e quatro remates, dois enquadrados, contra nenhuma tentativa dos “azuis”.
  • E a meia-hora chegou ainda sem qualquer disparo do visitantes, que sentiam dificuldades para entrar no último terço do terreno, enquanto as transições benfiquistas eram um perigo constante. Nesta fase, o Belenenses SAD registava uma só acção com bola na área contrária e nem o facto canalizar 90% do seu futebol pelas faixas laterais ajudava a chegar junto da baliza de Odysseas Vlachodimos.
  • Silvestre Varela, aos 33 minutos, realizou o primeiro remate para os “azuis”, mas era Everton “Cebolinha” quem liderava os ratings, com 6.2, ele que registava sucesso total nas duas tentativas de drible, um passe para finalização e um remate, enquadrado. E aos 35 minutos, de Silvestre Varela em destaque, a isolar-se e a fazer golo, mas o lance foi anulado por fora-de-jogo, numa fase em que a equipa comandada por Petit começava a sacudir a pressão e a aproximar-se com mais critério do último terço.
  • Intervalo Belo arranque da formação “encarnada”, a marcar cedo e a empurrar os visitantes para a sua grande área. Mais golos poderiam ter surgido, mas aos poucos o Belenenses SAD acertou marcações e começou a explorar melhor os espaços que o Benfica concedia, pelo que até ao intervalo o desafio tornou-se mais complicado para os homens da casa, que deixaram de criar perigo, apesar do claro domínio das operações. O melhor ao descanso era Seferovic, com um GoalPoint Rating de 6.3, pelo golo, mas também pelos três duelos aéreos ofensivos (100%) que ganhou nesta primeira metade do desafio.
  • As dificuldades benfiquistas prosseguiram no primeiro quarto-de-hora do segundo tempo, com o Belenenses a registar dois remates, ambos enquadrados, contra uma tentativa, com má direcção, dos comandados de Jorge Jesus. E mesmo na posse de bola as coisas estavam mais equilibradas, com 58% para os anfitriões. Nesta fase as duas formações tinham três acções com bola cada nas áreas contrárias.
  • Aos 63 minutos, o recém-entrado Waldschmidt atirou ao lado, em boa posição para marcar, mas o jogo continuava sem intensidade ou ocasiões de perigo, excepção para um disparo forte de Darwin aos 69 minutos para bela defesa de André Moreira. Faltava velocidade e inspiração às duas equipas – o Belenenses também deixou de criar perigo. Até que o uruguaio acabou por marcar.
  • Aos 75 minutos, Darwin recebeu um grande passe de Waldschmidt, tirou um defesa e o guarda-redes da frente e atirou para a baliza deserta, ao quinto remate benfiquista no segundo tempo, segundo enquadrado. Foi a estreia a marcar do jovem ponta-de-lança na Liga, após o “hat-trick” que apontou na Liga Europa, na quinta-feira.
  • O golo tranquilizou as “águias” e tirou o que restava do ímpeto do Belenenses SAD, pelo que o Benfica passou a ter o controlo quase absoluto do encontro e segurou uma vantagem que justificou em pleno, apesar de não ter realizado uma exibição brilhante.

O melhor em campo GoalPoint

O uruguaio é a nova coqueluche da Luz neste arranque de temporada. Demorou a fazer o primeiro golo de águia ao peito, acabou por fazer três na Liga Europa e esta segunda-feira notou-se que transpira confiança. Darwin Núñez foi o melhor em campo no triunfo do Benfica ante o Belenenses SAD, com um GoalPoint Rating de 7.7. Não só pelo golo que marcou, pleno de oportunidade, mas pelo que fez ao longo de toda a partida. Foram três remates, todos enquadrados, dois passes para finalização, quatro passes valiosos (completos a menos de 25 metros da baliza contrária), sete acções com bola na área visitante (máximo do jogo), mas também dois dribles completos em quatro tentativas (todos no último terço) e superioridade nos três duelos aéreos em que participou.

António Cotrim / Lusa

Darwin Núñez e Haris Seferovic no SL Benfica vs Belenenses SAD.

Jogadores em foco

  • Haris Seferovic 6.8 – Surpresa no “onze” inicial, o suíço demorou apenas seis minutos para marcar, de cabeça. Após alguns apontamentos de qualidade acabou por cair de produção e foi substituído aos 56 minutos. Mas até lá já tinha deixado a sua marca, com destaque ainda para os quatro duelos aéreos em que participou, todos com sucesso.
  • Everton “Cebolinha” 6.6 – Por vezes parece desaparecer do jogo, mas as suas acções têm sempre qualidade. Criou uma ocasião flagrante em dois passes para finalização, fez um passe de ruptura e quatro valiosos, somou quatro acções com bola na área contrária e completou três de cinco tentativas de drible.
  • Álex Grimaldo 6.5 – O espanhol saiu aos 70 minutos com uma lesão num tornozelo que pareceu merecer algum cuidado. Até esse momento somou uma assistência em dois passes para finalização, 91% de eficácia de passe, completou três dribles em cinco (dois no último terço) e não comprometeu a defender.
  • Jan Vertonghen 6.4 – O belga é discreto, mas eficaz. Compensa a falta de velocidade com um excelente posicionamento e capacidade no jogo pelo ar, tendo ganho cinco dos seis duelos aéreos defensivos em que participou. Fez ainda 14 passes progressivos certos.
  • André Moreira 6.4 – O melhor elemento dos “azuis”. O guarda-redes não teve culpa em nenhum dos golos que sofreu e realizou quatro defesas, todas a remates na sua grande área, uma a disparo a menos de oito metros, e somou duas saídas pelo solo eficazes.
  • Tomás Ribeiro 6.4 – Excelente o arranque de temporada do jovem central. Tomás fez um passes para finalização, dez progressivos certos e na retaguarda foi pragmático, com nove acções defensivas, entre elas cinco intercepções, máximo do encontro.

GoalPoint

PARTILHAR

RESPONDER

Espanha, França e Bélgica com descida de casos. Itália limita Natal e Madrid cancela festas de Ano Novo

Madrid, assim como Paris e Bruxelas, têm boas notícias - mas não o suficiente para suavizar medidas. Já em Itália há restrições adicionais e a cidade de Londres também considera também passar ao nível três, …

UE dá exemplo de Portugal para defender salário mínimo europeu

O comissário europeu do Emprego, Nicolas Schmit, diz esperar um acordo ou pelo menos "bastante progresso" sobre a proposta comunitária para garantir salários mínimos adequados em todos os Estados-membros da União Europeia (UE) e dá …

Na primeira fase, será possível administrar 400 mil doses de vacinas “numa semana a dez dias”. Segunda ronda pode ser crítica

Os especialistas já fazem previsões. Se por um lado a primeira fase da vacinação contra a covid-19 se adivinha rápida, a segunda será poderá ser muito complicada. Os representantes dos profissionais dos centros de saúde - …

Bruxelas conclui que Zona Franca da Madeira violou regras e quer devolução das "ajudas indevidas"

A Comissão Europeia (CE) conclui que o regime da Zona Franca da Madeira (ZFM) desrespeitou as regras de ajudas estatais, pois abrangeu empresas que não contribuíram para o desenvolvimento da região, pelo que Portugal deve …

Chuva de críticas ao plano nacional de vacinação: "É vasto em imprecisões e impreparações"

Francisco Rodrigues dos Santos considerou que "faltou planeamento" no plano de vacinação português e observou que "basta comparar" com aqueles anunciados "na Alemanha, no Reino Unido ou em Espanha para perceber que há diferenças abismais". O …

O corpo ideal? O mistério das enigmáticas figuras pré-históricas de Vénus pode ter sido resolvido

Um dos primeiros exemplos mundiais de arte, as enigmáticas estatuetas de "Vénus" esculpidas há cerca de 30 mil anos, intrigaram os cientistas durante quase dois séculos. Agora, o mistério das estranhas figuras pode ter sido …

Nova geringonça à vista? Rui Rio mostra-se disposto a governar mesmo sem vencer eleições

São muitos os sinais que tem dado. Rui Rio está disponível para liderar uma futura maioria de direita se esta vier a surgir no quadro de futuras eleições legislativas - mesmo que o PSD seja …

Cientistas encontram nova criatura gelatinosa no fundo do mar (mas podem nunca mais voltar a vê-la)

Uma equipa de investigadores da Administração Nacional de Pesca Oceânica e Atmosférica (NOAA) revelou que descobriu Duobrachium sparksae, uma nova espécie de ctenóforo - ou águas-vivas-de-pente. A descoberta foi feita remotamente usando imagens de vídeo de …

Costa anuncia hoje medidas que vão vigorar nos períodos de Natal e de passagem de ano

O primeiro-ministro anuncia hoje as medidas de combate à covid-19 enquadradas pelo decreto presidencial de estado de emergência, que indicativamente vigorará até 7 de janeiro, incluindo os períodos de Natal e de passagem de ano. Na …

Especialistas explicam de que forma o novo coronavírus pode afetar o cérebro

Através do uso de amostras de tecido de pacientes que já morreram, uma equipa de investigadores conseguiu desvendar os mecanismos pelos quais o coronavírus é capaz de chegar ao cérebro de pacientes com covid-19 e …