Bacalhau do Mar do Norte está em risco (e pode deixar de chegar às mesas portuguesas)

O bacalhau do Mar do Norte está a desaparecer e poderá mesmo deixar de chegar aos pratos dos portugueses. O alarme chegou com um relatório publicado em julho pelo Conselho Internacional para a Exploração do Mar (ICES).

O relatório revelou que os stocks de bacalhau do Mar do Norte caíram para níveis considerados críticos. O documento refere que a espécie está a ser pescada de forma insustentável e recomendou um corte de 63% nas capturas. No ano passado, a redução já foi de 47%.

O relatório do ICES está atualmente a ser validado por auditores independentes e no final de setembro os pescadores saberão se poderão manter os seus certificados de sustentabilidade do Marine Stewardship Council (MSC) ou se estes ficam suspensos. A decisão pode acabar com o bacalhau do Mar do Norte nas ementas, principalmente nas britânicas, de acordo com o jornal britânico The Guardian.

No início do ano, um novo estudo científico publicado pelo Programa de Monitorização e Avaliação do Ártico alertava para o facto de o stock de bacalhau proveniente do mar de Barents, no norte da Noruega poder cair até zero antes do final do século. Este bacalhau é o mais consumido pelos portugueses, que consomem o equivalente a 20% de todo o bacalhau capturado a nível mundial.

A maior parte do bacalhau é pescada no mar de Barents, no Ártico. Mas o oceano do qual faz parte o mar de Barents é não só aquele que está exposto a níveis mais rápidos de aquecimento, como também o que regista o maior nível de acidificação do mundo – uma vez que a água fria absorve mais dióxido de carbono, alterando o seu nível de pH.

O aumento da temperatura do mar terá sido de 3,5 ºC, comparativamente com uma média global de 1,1 ºC nos outros oceanos. Segundo o estudo, o aquecimento do “mar de Barents foi benéfico para o bacalhau, e responsável pelo facto de as apanhas terem voltado a níveis não vistos desde 1970, quando eram apanhadas 900 mil toneladas por ano. Qualquer aquecimento mais terá efeitos negativos, no entanto.”

As populações de bacalhau do Mar do Norte eram abundantes mas começaram a entrar em declínio até ficarem perto do colapso entre o início dos anos 1970 e 2006. Houve um “plano de recuperação do bacalhau” para repor o número de peixes até níveis sustentáveis e que passou por limitar os dias de pesca, proibir a captura da espécie em viveiros naturais ou em colocar buracos maiores nas redes para permitir que o bacalhau mais jovem pudesse escapar.

O stock de bacalhau quadruplicou entre 2006 e 2017, de acordo com o Diário de Notícias. Mas o ano passado a recomendação do ICES foi já para reduzir a captura em quase metade (47%). A avaliação deste ano propõe uma redução mais radical: de dois terços.

Para as organizações ambientais o bacalhau tem sido pescado acima do seu rendimento máximo sustentável nos últimos anos, o que significa que os peixes são retirados do mar antes que se possam reproduzir.

A política comum de pesca da União Europeia foi considerada um exemplo de pesca sustentável, mas especialistas marinhos sublinham que os peixes não respeitam as fronteiras nacionais e, portanto, a indústria precisa de uma gestão internacional coordenada.

Este é o estudo mais completo alguma vez feito sobre o impacto das alterações climáticas nesta espécie. Em novembro do ano passado, um outro estudo alertava para a redução drástica de bacalhau caso a temperatura global aumente.

O mar do Norte é parte do oceano Atlântico e está situado a sul do mar da Noruega, entre a Noruega e as ilhas Britânicas, ligando o canal Skagerrak ao canal da Mancha. Os limites geográficos do mar do Norte encontram-se no Reino Unido e nas ilhas Órcades, a oeste, na França, Bélgica, Holanda e Alemanha, a sul, na Noruega e Dinamarca, a leste, e nas ilhas Shetland, a norte.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Bacalhau do Mar do Norte está em risco (e pode deixar de chegar às mesas portuguesas)

    Só se for à mesa dos portugueses endinheirados, porque à mesa dos pobres, já deixou de aparecer há muito…

RESPONDER

Afinal, o Espaço não é assim tão escuro. Há brilho de origem desconhecida

Uma equipa de cientistas usou a New Horizons para medir a luminosidade do Espaço profundo e os resultados surpreenderam-na. Há muito tempo que os cientistas tentam perceber qual a luminosidade do Espaço, se lhe retirarmos todas …

Meteorito atinge casa de homem indonésio e transforma-o em milionário

O caso insólito aconteceu em Kolang, na Sumatra do Norte, Indonésia. Um fabricante de caixões de 33 anos encontrou um meteorito no seu jardim, depois deste atingir o telhado da sua casa em agosto. O protagonista …

Há 20 anos que ninguém sabe do paradeiro de dois cadernos de Charles Darwin

Dois dos cadernos do naturalista Charles Darwin, um dos quais com o rascunho da “Árvore da Vida” (1837), estão desaparecidos há cerca de 20 anos e terão sido muito provavelmente roubados, anunciou esta terça-feira a …

Cientistas reconstruiram explosão de Beirute através das redes sociais

Cientistas forenses recorreram a imagens partilhadas nas redes sociais para reconstruirem a explosão de Beirute, em agosto, que matou 191 pessoas. A 4 de agosto, uma série de explosões causadas por 2.750 toneladas de nitrato de …

Professor alemão do ensino básico é suspeito de canibalismo e homicídio

Depois de uma pilha de ossos ter sido encontrada por transeuntes no parque de Berlim, as autoridades alemãs descobriram que se tratava de uma vítima de canibalismo. As pistas conduziram-nas, mais tarde, à casa do …

Marselha 0-2 FC Porto | Dragão vence e abre porta dos "oitavos"

Basta apenas um ponto para que o FC Porto carimbe uma vaga nos oitavos-de-final da Liga dos Campeões. Na noite desta quarta-feira, os “dragões” venceram o Marseille por 2-0 – com os contributos de Zaidu …

Mais de 100 mil crianças morreram com VIH e 320 mil ficaram infetadas. A pandemia pode piorar o cenário

De acordo com um relatório da UNICEF, a cada 100 segundos uma criança ou jovem com menos de 20 anos foi infetado pelo VIH no ano passado. Com os novos dados, o número total de …

Animação mostra como foram construídas as pontes do século XIV

Construir uma ponte sobre a água parece uma tarefa complicada e a verdade é que, apesar dos inúmeros avanços tecnológicos, os fundamentos pouco alteraram desde os tempos medievais. A Ponte Carlos tem 618 anos, mas não …

Médicos sem Fronteiras deixam hospital da Venezuela devido a restrições

A Médicos sem Fronteiras (MSF) vai se retirar de uma colaboração com um hospital venezuelano que visa tratar pacientes com covid-19 devido a restrições na entrada de especialistas no país, informou a organização na terça-feira. A …

O novo amplificador de guitarra tem maior capacidade de encaixe (e é mais poderoso)

Em 2016, o engenheiro eletrónico Chris Prendergast lançou um projeto Kickstarter para o amplificador de guitarra portátil JamStack. Este encaixava-se num pino de correia e emitia sons gerados por um smartphone. Agora foi lançada a …