O “Baby Trump” está de volta ao Reino Unido (e desta vez é ainda maior)

Andy Rain / EPA

Baby Trump em Londres durante protesto contra Donald Trump

Em julho do ano passado, o Baby Trump decorou os céus do Reino Unido. Agora, pode voltar a exibir a sua fralda no ar a propósito da visita de Estado de Donald Trump, dizem os ativistas. 

O balão Baby Trump tornou-se o centro das atenções nos protestos contra a visita do Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ao Reino Unido, em julho do ano passado. Agora, o bebé gigante, de fraldas e zangado, pode voltar a exibir-se nos céus, a propósito da visita de Estado de Trump agendada para junho. Mas desta vez, o Baby Trump surgirá numa versão maior.

Segundo o The Guardian, o balão pode mesmo ser cinco vezes maior do que o anterior. “Por onde quer que voe, o balão passará perto de Buckingham Palace e Donald Trump será obrigado a ver-se a si próprio, ali, no céu”, disse Asad Rehman, diretor executivo da War on Want e membro da Coligação Stop Trump.

“Achamos importante enviar uma mensagem forte a Donald Trump, não apenas para o rejeitar como indivíduo, mas também as suas políticas“, continuou o responsável.

Leo Murray, que ajudou a financiar o balão insuflável original (que contava com uns impressionantes seis metros de altura), referiu que o Baby Trump “definitivamente voltará a voar”, acrescentando que “estamos a brincar com a ideia de um balão de ar quente que teria cerca de cinco vezes o tamanho do original. Mas iria custar uma quantia enorme de dinheiro, mais de 70 mil libras”.

No entanto, os manifestantes ainda não obtiveram autorização para usar o insuflável e temem que as autoridades bloqueiem o pedido para o uso de um balão ainda maior.

A visita de Donald Trump ao Reino Unido, em 2018, mobilizou um grande número de manifestantes, “mas um ano depois Trump fez mais para acabar com os direitos humanos, recuou nas normas internacionais, continuou a sua negação climática e alimentou o nacionalismo branco”, referiu Rehman, afirmando que podem vir a haver mais de 250 mil manifestantes em junho deste ano.

Sadiq Khan, presidente da câmara municipal de Londres, autorizou o uso do balão nos protestos do ano passado e um porta-voz do presidente já fez saber que o lançamento do balão nas ruas londrinas será novamente autorizado.

“Qualquer pedido de autorização para fazer voar o balão numa área que a autoridade de Londres controla será avaliada com os mesmos critérios seguidos no ano passado pela polícia e pela Autoridade Civil Aérea”, afirmou.

Este ano, o Presidente dos Estados Unidos e a sua esposa, Melania Trump, vão realizar uma visita de Estado ao Reino Unido de 3 a 5 de junho, a convite da Família Real britânica. Esta será a primeira visita de Estado de Trump ao país, após a tentativa anterior que em julho de 2018 acabou numa simples visita de trabalho perante os protestos dos britânicos.

Liliana Malainho LM, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Após escalada de suicídios, Japão nomeia Ministro da Solidão

O Japão nomeou um Ministro da Solidão após um recente aumento no número de suicídios, exacerbado pela crise provocada pela pandemia de covid-19. Estudos recentes mostraram que o Japão tem altos níveis de isolamento social, em …

Grande carruagem cerimonial descoberta quase intacta em Pompeia

Uma grande carruagem cerimonial de quatro rodas, com elementos de ferro, decorações de bronze e estanho, restos de madeira mineralizada e vestígios de elementos orgânicos, como cordas, foi encontrada quase intacta na área arqueológica de …

FC Porto 0-0 Sporting | Nulo com sabor a vitória para o "leão"

O “clássico” do Dragão, entre FC Porto e Sporting, terminou sem golos, sem grande futebol, e com um “leão” cada vez mais perto do título, apesar de ainda faltar muito campeonato.  A igualdade permite à formação …

Adolesceste entusiasta por pirotecnia construiu o seu próprio simulador profissional de fogos de artifício

O FWsim foi lançado pela primeira vez em 2010 como um software de planeamento de fogos de artifício, voltado para profissionais de pirotecnia e entusiastas de fogos de artifício. Em 2006, conta o Vice, Lukas Trötzmüller …

Pela primeira vez em 45 anos, uma casa vitoriana "flutuou" pelas ruas de San Francisco

A manhã de 21 de fevereiro em San Francisco, nos Estados Unidos, foi um pouco diferente do normal: uma casa vitoriana passou a "flutuar" pelas ruas da cidade. De acordo com o BuzzFeed News, uma equipa …

Nação Cherokee pede à Jeep que deixe de usar o nome da tribo nos seus carros

"É hora de a Jeep reconsiderar chamar os seus SUVs Cherokee e Grand Cherokee". Pela primeira vez, a tribo norte-americana Nação Cherokee pediu diretamente à Jeep para parar de usar o seu nome nos seus …

PCP quer apoios a 100% para pais "imediatamente e com efeitos retroativos"

O secretário-geral do PCP pediu ao Governo, este sábado, apoios a 100% para os trabalhadores que estão em casa com os filhos, pagos "imediatamente e com efeitos retroativos", e defendeu um plano de desconfinamento "setor …

Naufrágio grego que levava partes do Partenon está a revelar os seus segredos

A última expedição de mergulhadores ao navio grego Mentor, que naufragou perto da ilha Citera em 1802, recuperou várias peças do cordame, moedas, a sola de couro de um sapato, uma fivela de metal, uma …

Chega vai reagir "muito veementemente" na rua à tentativa de ilegalização

O líder do Chega disse, este sábado, que o partido vai responder "muito veementemente" e com "presença na rua", já em março, à tentativa de ilegalização da estrutura promovida por Ana Gomes. "Quero deixar claro aqui, …

Procura-se candidato para dormir. Site oferece 1650 euros e uma noite num resort

Este pode ser, literalmente, um emprego de sonho: fazer dinheiro enquanto se dorme, incluindo uma noite num resort de 5 estrelas. O site Sleep Standards, que se dedica a dar informação sobre pesquisas e produtos relacionados …