“Avião-guitarra” quer levar passageiros dentro das asas (e promete revolucionar a aviação)

A companhia holandesa KLM decidiu contribuir para a investigação levada a cabo pela Universidade de Tecnologia de Delft, na Holanda, que visa desenvolver um avião futurista em forma de V, semelhante à famosa guitarra elétrica Gibson. A aeronave, que deverá levantar voo em 2050, promete revolucionar a aviação.

O novo avião, que está agora a “ganhar asas”, deverá gastar menos 20% de combustível do que o Airbus A350-900, uma das versões mais recentes da companhia europeia que começou a voar em 2015, revelou a KLM.

O acordo de cooperação foi assinado a 3 de junho pelo presidente e CEO da KLM, Pieter Elbers, e pelo decano da Faculdade de Engenharia Aeroespacial do TU Delft, o professor Henri Werij, durante a Assembleia Geral Anual de IATA em Seul, na Coreia do Sul.

Em comunicado, a companhia holandesas afirma que esta é uma “abordagem completamente diferente para o projeto de aeronaves, em antecipação e apoio aos voos sustentáveis de longo curso no futuro”. A empresa frisa ainda que o futurista Flying-V “pode ser comparado com a aeronave mais avançada de hoje, o Airbus A350”.

De acordo com a empresa, o Flying-V será menor do que o A350, dando-lhe resistência aerodinâmica. Contudo, a sua envergadura será a mesma, o que vai permitir usar as infraestruturas já existentes nos aeroportos, como portas e trilhos.

O novo avião transportará o mesmo número de passageiros do que o A350 (314 pessoas na configuração padrão) e terá o mesmo volume de carga (160 metros cúbicos).

Outra das grandes novidades deste aparelho futurista está nas suas asas. O projeto prevê que a cabine de passageiros, o porão e os tanques de combustível fiquem nas asas que vão formar o V.

“A sua aerodinâmica melhorada e peso reduzido farão com que consuma menos 20% de combustível do que o Airbus A350”, revela a companhia, prometendo ainda “melhorar a experiência dos passageiros durante o voo, a partir do arranjo dos assentos nas asas”.

O Flying-V deverá ser alimentado por motores turbofan, os mais eficientes no que respeita a combustível  atualmente. “No seu projeto atual, o Flying-V ainda voa com querosene, mas pode ser facilmente adaptado para usar inovações no sistema de propulsão, usando, por exemplo, turbofans reforçados eletricamente”, revelou a KLM.

A companhia aérea adiantou ainda que “um protótipo da aeronave e uma secção em tamanho real do interior do Flying-V serão oficialmente apresentados no ‘KLM Experience Days'”, que vai decorrer no Aeroporto de Schiphol, em Amesterdão, em outubro, data em que se assinala o 100.º aniversário da KLM.

A aeronave deverá estar pronta para voar entre 2040 e 2050.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas dão um importante passo na criação de uma Internet quântica segura

Uma nova investigação da Universidade de Harvard e do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, nos Estados Unidos, revelou o elo que faltava para termos uma Internet quântica funcional e prática: uma forma de corrigir os …

Os pedregulhos de Bennu brilham como faróis para a Osiris-Rex da NASA

Este verão, a sonda OSIRIS-REx empreenderá a primeira tentativa da NASA de tocar a superfície de um asteroide, recolher uma amostra e recuar em segurança. Mas, desde que chegou ao asteroide Bennu há mais de …

Cidades subterrâneas podem ser um bom refúgio para futuros desastres

Especialistas ouvidos pelo portal One Zero acreditam que cidades subterrâneas podem ser um bom refúgio para populações que possam vir a enfrentar desastres naturais no futuro potenciados pelas alterações climáticas. À medida que os desastres naturais …

Descobertas três novas espécies de pterossauro em Marrocos

Cientistas encontraram três novas espécies de pterossauro, que viveram no deserto do Sahara, há 100 milhões de anos, em Marrocos. De acordo com o site EurekAlert!, estas três novas espécies de pterossauro faziam parte de um …

Texto português do século XVI mostra eficácia da quarentena

Um especialista australiano descobriu num texto português do século XVI uma prova de que a quarentena ou o isolamento podem impedir a globalização de uma doença como a covid-19, que já provocou mais de 30 …

Coronavírus. Mercados chineses continuam a vender morcegos

Nem com a pandemia de covid-19 a China abre mão dos seus velhos hábitos. Embora o novo coronavírus tenha tido origem num mercado de animais exóticos, em Wuhan, muitos destes sítios continuam a funcionar normalmente …

No Twitter, o discurso de ódio contra chineses cresceu 900%

A L1ght, uma empresa que mede a toxicidade das plataformas digitais, partilhou recentemente um relatório no qual revela que o discurso de ódio contra a China e contra os chineses teve um crescimento de 900%. Donald …

Há mais pessoas em quarentena do que vivas durante a 2ª Guerra Mundial

Um terço da população mundial - 2,6 mil milhões de pessoas - está em quarentena. São mais seres humanos em isolamento do que aqueles que estavam vivos para testemunhar a 2ª Guerra Mundial. Na terça-feira, o …

Biblioteca virtual no Minecraft dá voz a jornalistas censurados de todo o mundo

Enquanto governos de todo o mundo reprimem a liberdade jornalística e censuram a sua imprensa nacional, a Reporters Without Borders está a trabalhar para chegar ao público através de um canal improvável: uma enorme biblioteca …

Há mais 19 mortos em Portugal. Número de casos confirmados perto dos 6.000

Portugal registou, este domingo, mais 19 mortes devido ao surto de covid-19. O número de casos confirmados é de 5.962, mais 792 em relação aos números de sábado. A Direção-Geral de Saúde revelou este domingo o …