Vítima de “perseguição”, autarca de Pedrógão admite processar difamadores

António José / Lusa

O presidente da Câmara Municipal de Pedrogão Grande, Valdemar Alves

O presidente da Câmara de Pedrógão Grande disse nesta quarta-feira que tem sido vítima de uma cabala e perseguição política na sequência do incêndio de 2017 no concelho, e admitiu processar judicialmente os detratores.

Numa conferência de imprensa para abordar o arquivamento de um inquérito a uma alegada fraude na distribuição de donativos aos lesados do incêndio de junho de 2017, Valdemar Alves manifestou-se satisfeito com a decisão do Ministério Público (MP) e disse que todo o “fumo” em volta desta questão é motivado por querelas políticas.

“Isto é a prova de que se trata de uma cabala e de uma perseguição pessoal e política, pelo que estou tranquilo em todas as frentes que os meus ‘amigos’ me têm aberto, mas cá estamos para ir esclarecendo as autoridades judiciais caso a caso”, salientou o Valdemar Alves, reeleito pelo PS em outubro de 2017, após ter cumprido um primeiro mandato pelo PSD.

O MP “esteve cá, levou as listagens de bens, viu as contas bancárias e falou com as pessoas”, disse o presidente do município (distrito de Leiria), confirmando que o processo foi arquivado por inexistência de indícios de crime.

O inquérito arquivado tinha sido aberto na sequência de uma notícia publicada em 28 de julho de 2018, que levantava a suspeita de desvio de donativos, em dinheiro e em bens materiais, efetuados na sequência do incêndio de 17 de junho de 2017, que causou 66 mortos e destruiu centenas de habitações.

O presidente do município de Pedrógão Grande admitiu processar judicialmente os detratores que, através da comunicação social, o tenham difamado a si ou à sua família. “Vou analisar as imagens de declarações proferidas e se ofenderam os meus familiares e amigos é claro que vou processar os difamadores“, referiu aos jornalistas.

Sobre as recentes polémicas relacionadas com a distribuição de bens às vítimas do incêndio de 2017, Valdemar Alves considerou que se inserem na campanha que está montada contra si, pelo que acredita que o seu destino será também o do arquivamento.

“Acredito que está tudo bem e temos visto que estas denúncias todas nas últimas reportagens são falsas e não correspondem à verdade“, sublinhou.

O autarca adiantou que os eletrodomésticos à guarda do município para apetrechamento das casas reconstruídas ao abrigo do programa Revita, e que foram alvo de reportagem televisiva, vão ser instalados em locais da responsabilidade das respetivas instituições.

Referindo que apenas o município de Pedrógão Grande tem estado sob escrutínio, Valdemar Alves questionou por que razão outras instituições, como misericórdias, bombeiros e instituições particulares de solidariedade social, que “receberam dinheiro e bens”, não são também investigadas.

“Houve entidades que receberam donativos em dinheiro dos Estados Unidos, Canadá, França e Alemanha e eu também gostaria de ver isso averiguado, mas só a Câmara de Pedrógão Grande está a pagar as favas porque me candidatei por outro partido”, frisou.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Parker Solar Probe deteta sinal de rádio na atmosfera de Vénus

Para se aproximar do Sol, a sonda Parker Solar Probe, da NASA, usa o impulso de Vénus para mudar a sua órbita e reduzir o seu periélio em cada uma das passagens ao redor da …

Cartas de amor entre Saint-Exupéry e a mulher publicadas em França

Antoine e Consuelo de Saint-Exupéry deixaram para trás a lembrança de uma relação tempestuosa, uma obra-prima que ele escreveu e ela inspirou, "O Principezinho", e um conflito entre herdeiros, mas a publicação em França de …

Luva sensorial pode ajudar pessoas com tricotilomania

A tricotilomania é um problema que afeta milhares de pessoas em todo o mundo, sendo que consiste em puxar o cabelo compulsivamente. Agora, um novo dispositivo pode trazer uma solução viável à vida destes indivíduos. O …

Menu de 1913 é encontrado em restaurante britânico durante obras de recuperação

Um grupo de construtores de Liverpool descobriu, de forma acidental, um menu intacto que data de 1913. A relíquia caiu do teto durante um projeto de recuperação do atual espaço. O menu, datado de 15 de …

No primeiro complô da CIA contra os Castros, Fidel não era o alvo

A CIA tentou por várias vezes matar Fidel Castro. No entanto, no primeiro complô americano contra a família Castro, Raúl, irmão de Fidel, era o alvo. Fidel Castro foi um político e revolucionário cubano que governou …

Merkel opõe-se a proposta dos EUA de levantar patentes de vacinas

O Governo alemão mostrou oposição à proposta dos EUA para o levantamento de patentes de vacinas contra a covid-19, descolando da posição de vários países e da própria União Europeia (UE). "A proteção à propriedade intelectual …

Perdeu-se há 176 anos. Identificado o primeiro membro da expedição de Franklin ao Ártico

Pela primeira vez, a identidade dos restos mortais de um membro da expedição Franklin de 1845 foi confirmada com ADN e análises genealógicas por uma equipa de investigadores. A última notícia que a família de John …

Benfica 1 - 1 FC Porto | Empate com sabor a derrota para rivais

Um empate com sabor a derrota para Benfica e FC Porto, no “clássico” da 31ª jornada da Liga NOS. Na tarde desta quinta-feira, “águias” e “dragões” anularam-se e não foram além de um 1-1, que …

Seychelles, o país mais vacinado do mundo, regressa ao confinamento após subida de casos

As Seychelles, o país que já imunizou 62,2% da população com as duas doses da vacina, fechou escolas e cancelou atividades desportivas durante duas semanas devido à subida de casos de covid-19. Além disso, proibiu encontros …

Donald Trump tem um novo site onde vai poder falar "livremente"

Depois de ter sido banido do Twitter e do Facebook, Donald Trump tem um novo site onde pode partilhar as suas opiniões. "É um farol de liberdade" num "tempo de silêncio e mentiras". Donald Trump, ex-Presidente …