AT&T ajudou a NSA a espiar comunicações

A Agência de Segurança Nacional (NSA) dos Estados Unidos encontrou na companhia de telecomunicações AT&T um parceiro particularmente eficaz para espiar as comunicações, segundo novas informações encontradas nos documentos do antigo consultor Edward Snowden.

De acordo com o The New York Times e o ‘site’ de jornalismo de investigação ProPublica, que continuam a descodificar dados divulgados, a norte-americana AT&T é descrita como uma empresa “extremamente cooperativa“, que demonstrou “uma grande vontade de colaborar”.

Segundo o The New York Times, não é claro se o programa descrito pelos documentos, datados entre 2003 e 2013, continua ativo hoje em dia.

Os documentos mostram que a AT&T permitiu à NSA ter acesso a milhares de ‘emails’ trocados em território norte-americano, incluindo na sede da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova Iorque, local onde aquela companhia norte-americana é a fornecedora do acesso à Internet.

A vigilância das trocas eletrónicas da sede das Nações Unidas foi ordenada por um tribunal federal internacional, segundo os documentos.

Washington disse, entretanto, à ONU que não mais iria recolher dados sobre as suas comunicações.

As empresas de telecomunicações Verizon e MCI também colaboraram com a NSA.

A AT&T começou em 2011 a fornecer diariamente à NSA mais de um milhar de registos de telemóveis. O objetivo era obter um fluxo “operacional antes do décimo aniversário do 11 de setembro”, indicam os documentos analisados pelos média.

Depois das revelações de Edward Snowden em 2013, as autoridades afirmaram que a vigilância das comunicações dizia respeito essencialmente às linhas fixas e não de telemóveis.

Edward Snowden está na Rússia ao abrigo de um asilo temporário que lhe foi concedido a 01 de agosto de 2013 pelo prazo de um ano e prolongado por mais três anos em agosto de 2014.

Acusado de espionagem nos Estados Unidos, arrisca uma pena de prisão de até 30 anos no seu país.

Os documentos que Snowden enviou a alguns jornalistas revelavam programas de espionagem de uma dimensão até então totalmente desconhecida.

A recolha pela NSA de metadados das chamadas telefónicas, incluindo nos Estados Unidos, e sem qualquer controlo judicial, preocupou particularmente os defensores das liberdades individuais.

A Casa Branca rejeitou, no final de julho, uma petição assinada por 167.954 pessoas de perdão incondicional para o ex-consultor da NSA que desvendou as reais dimensões da rede de espionagem eletrónica dos Estados Unidos.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Governo dá mais dias de férias a funcionários que se mudem para o interior

O Governo aprova esta quinta-feira em Conselho de Ministros um regime de incentivos para os funcionários da Administração Pública que decidam ir trabalhar para o interior, com ajudas de custo ou compensações financeiras e mais …

Autarquias têm mais um ano para preparar descentralização

O Governo decidiu dar mais tempo às autarquias para estas se prepararem para a descentralização. O prazo passa para o primeiro trimestre de 2022. Segundo avançou o Jornal de Notícias, citado pelo ECO, após críticas aos …

Sá Fernandes ponderou sair do Livre (e apoia eventual candidatura de Ana Gomes a Belém)

Na sua primeira grande entrevista após o caso Joacine, Ricardo Sá Fernandes, dirigente do Livre, revelou ao Observador que ponderou sair do partido e admitiu apoiar uma possível candidatura da ex-eurodeputada socialista Ana Gomes às …

Medina diz desconhecer caso do alegado falso engenheiro

O presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, disse esta quarta-feira que não ter informação sobre o alegado falso engenheiro da empresa Tanagra, com quem a autarquia celebrou vários contratos para obras públicas. A TVI noticiou …

Parlamento debate fim das comissões bancárias no MB Way e nas prestações da casa

O Parlamento debate esta quinta-feira projetos do BE, do PCP, do PS, do PAN e do PSD sobre limitação e proibição de comissões bancárias, tendo os bloquistas, que agendaram esta discussão, expectativa de que os …

Castração química. Bloco de Esquerda é contra veto a projeto de lei do Chega (e explica porquê)

A Comissão Parlamentar de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias considerou que o projeto de lei do Chega "não preenche os requisitos do ponto de vista constitucional". O Bloco de Esquerda votou contra e explicou …

Estado pode deixar de ganhar dinheiro com empréstimo ao Novo Banco

Atualmente, o Fundo de Resolução paga juros de 2% e 1,38% pelos empréstimos contraídos junto do Estado para financiar as medidas de resolução do BES e do Banif, respetivamente. Porém, esse valor pode descer para …

Equipa de campanha de Trump processa The New York Times por difamação

A equipa de campanha de Donald Trump processou o The New York Times. Em causa está um artigo publicado em março do ano passado. A equipa de campanha de Donald Trump alega que o jornal publicou, …

Enfermeiros que deixem de ser chefes regressam ao início da carreira

Há enfermeiros que regressaram ao início de carreira depois de terem abandonado as suas funções de chefia, revela o jornal Público. Tal como escreve o matutino, que avança a notícia esta quinta-feira, para que estes …

"Ronaldo foi abandonado pela equipa". Imprensa italiana arrasa Juve e elogia CR7

O Lyon tirou partido do fator casa e surpreendeu a octocampeã italiana, Juventus, em França, e ganhou esta quarta-feira uma vantagem importante - embora ténue - na eliminatória com os bianconeri para a Liga dos …