Vieira da Silva diz que atrasos nas pensões serão resolvidos “nos próximos meses”

Mário Cruz / Lusa

O Ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, José António Vieira da Silva

Vieira da Silva admitiu esta quinta-feira que ainda há atrasos na atribuição de pensões, garantindo que serão resolvidos “nos próximos meses” e que “muitas” estão já a ser processadas dentro do previsto.

O ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Vieira da Silva falava aos jornalistas à margem da cerimónia de lançamento da nova aplicação móvel da Segurança Social Direta, no Instituto de Informática, em Oeiras.

Questionado sobre se os atrasos na atribuição de pensões foram já ultrapassados, Vieira da Silva respondeu que “há muitas que estão a ser pagas no tempo que era tradicional, mas há ainda dificuldades” que têm de ser resolvidas “nos próximos meses”.

O governante disse não ter dados “de memória” sobre o tempo médio de espera entre o pedido e a atribuição da pensão, sublinhando antes que, no caso das pensões do regime das muito longas carreiras contributivas, em vigor desde outubro do ano passado, foram já aprovadas cerca de “20 mil pensões”.

“Estamos a fazer o melhor que podemos”, assegurou o ministro, adiantando que o problema tem sobretudo a ver com a “descapitalização do Centro Nacional de Pensões e do Instituto da Segurança Social”.

Já em setembro, Vieira da Silva tinha admitido a existência de problemas na atribuição de novas pensões, devido à falta de pessoal e aos crescentes pedidos, garantindo que “até final do ano” os principais atrasos seriam resolvidos.

Não quero esconder o problema. Nos casos mais complexos, com carreiras contributivas mais diversificadas e nalgumas regiões onde há maior concentração, existe o risco de haver casos que demorem um pouco mais de tempo”, afirmou na altura.

“Esses são a nossa prioridade e penso que, até ao final do ano, todos os casos de longa duração serão resolvidos, sendo que, depois, resta-nos trazer o valor médio para um valor aceitável, que era aquele que existia na Segurança Social antes desta sangria de funcionários] que são os três meses que a lei prevê”, continuou o ministro.

Segundo disse, o tempo de espera médio rondava na altura “150/160 dias nas pensões de velhice”.

Em agosto, o Instituto de Segurança Social (ISS) lançou um concurso externo para recrutar 200 trabalhadores para os quadros com o objetivo de acelerar os pedidos de reforma pendentes.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Em termos económicos estamos pior que "numa situação de guerra", diz Daniel Bessa

“Na recuperação da economia não podemos esperar uma fase ascendente tão rápida. Vamos ter uma recuperação mais lenta", alerta o economista Daniel Bessa. O economista Daniel Bessa considera que a atual situação económica, decorrente da pandemia, …

Escolas não devem reabrir em abril

Esta terça-feira ao início da tarde, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, admitiu que as escolas vão manter-se fechadas até ao final de abril. Marcelo Rebelo de Sousa esteve reunido, esta terça-feira, com especialistas …

Câmara de Comércio e Governo criam gabinete de apoio às empresas

A Câmara de Comércio e Indústria (CCIP) e o Governo criaram um gabinete de apoio às empresas para esclarecer e facilitar o acesso das companhias às ajudas lançadas pelo executivo. Segundo noticiou a TSF, a estrutura, …

Tragédia continua. Encontrado corpo de sobrinha-neta de John F. Kennedy

O corpo da sobrinha-neta do ex-Presidente norte-americano John F. Kennedy, que estava desaparecida com o filho desde quinta-feira, foi encontrado na segunda-feira, informaram esta terça-feira os meios de comunicação norte-americanos. Maeve Kennedy Townsend McKean, de 40 …

Jornal Económico e A Bola avançam para regime de lay-off

O Jornal Económico e o desportivo A Bola vão avançar para o regime de lay-off devido a quebras significativas nas vendas e publicidade desencadeadas pela pandemia de covid-19, que já fez mais de 300 vítimas …

Moratória nos créditos à habitação não suspende Seguros (e pode ter que os pagar durante mais tempo)

A suspensão dos pagamentos dos empréstimos do Crédito à Habitação, por parte dos clientes bancários que queiram aderir à moratória aprovada pelo Governo, pode não travar os pagamentos dos Seguros de Vida e Multi-riscos que …

Espanha poderá ser o primeiro país na Europa a avançar com rendimento básico universal

A ministra da Economia espanhola assegurou, este domingo, que o Governo está a trabalhar para aplicar o rendimento básico universal, embora não tenha dado ainda uma data concreta. Em declarações ao canal televisivo laSexta, a ministra …

Presidente revela que não está imune e é contra "descompressão" de medidas em abril

O Presidente da República revelou numa entrevista esta terça-feira divulgada pela Antena 1 que já fez um dos novos testes sorológicos para detetar a presença de anticorpos para o novo coronavírus e não está imunizado. "Depois …

Ministros das finanças procuram entendimento. Itália ameaça consenso de Centeno

Os ministros das Finanças da zona euro voltam a reunir-se esta terça-feira, por videoconferência, com a responsabilidade de chegarem a um compromisso sobre uma resposta comum para minimizar os efeitos da pandemia covid-19, precisando para …

Empresas estão a cobrar às farmácias 150 euros por caixa de máscaras

Empresas, muitas das quais nem sequer são do ramo farmacêutico, estão a cobrar às farmácias 150 euros por uma caixa de máscaras. Antes, eram vendidas por cinco euros. A pandemia de covid-19 levou a que a …