Atlas da Larousse considera Crimeia território russo

Oxlaey.com / Flickr

O embaixador da Ucrânia em França, Oleh Shamshur, declarou estar “profundamente chocado” por descobrir no Atlas Socioeconómico 2016 da casa de edição francesa Larousse um mapa que mostra “a Crimeia como fazendo parte do território russo”.

A imagem aparece no Atlas Socioeconómico 2016 criado pela Larousse e, contactada esta quarta-feira pela AFP, a editora francesa disse “não querer entrar nesta polémica”.

Oleh Shamshur, o embaixador da Ucrânia em França, apercebeu-se da situação e, por isso, decidiu mandar por correio eletrónico, uma mensagem à editora na qual diz que “apesar do asterisco estipulando que a Crimeia foi ‘unida’ (nem sequer ‘anexada’) pela Rússia, esta representação da Larousse, com efeito, legitima a violação flagrante do direito internacional pela Rússia”.

Posteriormente, a mensagem também foi colocada na conta do Facebook da embaixada para chamar a devida atenção para o caso.

O embaixador acrescentou que “este género de falsa informação joga a favor da propaganda russa, que procura lavar a agressão russa contra a Ucrânia”.

No entanto, Shamshur está “convencido de que a Larousse vai honrar a sua tradição de editora de referência e corrigir este erro vergonhoso“.

TD TUBS / Wikimedia

-

A Federação Russa anexou a Crimeia em março de 2014, depois de um referendo contestado em que 97% dos votantes escolheram a associação com a Rússia, segundo o Kremlin. Desde então, a comunidade internacional tem denunciado regularmente a anexação.

Fundada em 1851, a Larousse foi criada por Pierre-Athanase Larousse e destaca-se pelas suas publicações de referência, nomeadamente pelos seus dicionários e enciclopédias.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Estes países que anexam territórios à força jogam com o tempo para que o facto seja dado como consumado e as pessoas deixem de falar do problema. Veja-se o caso de Olivença, assunto quase tabu, quer em Portugal, quer em Espanha.

  2. Bom, em boa verdade a Crimeia pertence, de facto à Rússia, desde 1783, foi anexada à Ucrânia no tempo da URSS, já na era de Nikita Khrushchev , portanto muito recente. Por isso a Rússia tem sim, razão em querer a Crimeia “de volta”. A maioria dos habitantes da Crimeia, são, de facto, russos. Antes de pertencer à Rússia a Crimeia passou por uma série de domínios, incluindo dos Tártaros, que Stalin deportou em massa durante o seu mandato.

    Quanto ao resto da Ucrânia não, o Ocidente deveria reconhecer a Crimeia como parte da Rússia e a Rússia deveria reconhecer todo o resto da Urcânia como um estado único e não fomentar o separatismo da da sua parte Oriental ou a tentativa de invadir o país.

RESPONDER

Rara cobra de duas cabeças e dois cérebros independentes encontrada na Florida

Uma rara cobra com duas cabeças e dois cérebros independentes foi resgatada no estado norte-americano da Florida por uma equipa de especialistas do organização Florida Fish and Wildlife Conservation Commission. Na rede social Facebook, a organização, …

Benfica 2-0 Belenenses SAD | Darwinismo rende arranque histórico

O Benfica cumpriu e venceu o Belenenses SAD por 2-0, no Estádio da Luz, na partida que encerrou a quinta jornada da Liga NOS. Foi o quinto triunfo benfiquista no campeonato em cinco partidas, o …

Uma tarefa doméstica está a poluir sorrateiramente o ambiente

O que vestimos e como lavamos as nossas roupas influencia o número de microfibras sintéticas que libertamos no meio ambiente. Há uma tarefa doméstica a poluir sorrateiramente o ambiente. Um novo artigo científico, publicado na PLOS …

A companhia aérea que faliu devido à covid-19 está de volta

A pandemia de covid-19 foi traiçoeira para muitas empresas. A Flybe, uma das primeiras vítimas, está agora a ressuscitar - e pode voltar a rasgar os céus já no próximo ano. A economia mundial foi muito …

Dormir bem antes de tomar a vacina da gripe pode ajudar a aumentar a sua eficácia

Segundo os especialistas, uma boa noite de sono pode mesmo ajudar a aumentar a eficácia da vacina da gripe, que neste ano ganha particular relevância em plena pandemia de covid-19. De acordo com Matthew Walker, autor …

Há um petroleiro abandonado há mais de uma década nas Caraíbas (e é uma "bomba-relógio")

Um navio de armazenamento de petróleo venezuelano está ancorado no Golfo de Paria, um trecho de mar fechado entre a Venezuela e a ilha de Trinidad, há mais de uma década. Antes de os Estados Unidos …

Portugal deve bater recorde de doentes em cuidados intensivos ainda esta semana

Portugal deverá ultrapassar, esta quarta-feira, o recorde de doentes em unidades de cuidados intensivos, alertou a ministra da Saúde, Marta Temido, em conferência de imprensa sobre a capacidade do Serviço Nacional de Saúde para combater …

A Budapest Eye foi restaurante por um dia (e com estrela Michelin)

Um restaurante com estrela Michelin em Budapeste, na Hungria, ofereceu aos clientes uma experiência gastronómica na famosa roda gigante Budapest Eye. Atraiçoado pela queda de faturação após o desaparecimento de turistas estrangeiros, o restaurante Costes, premiado …

Antigo ministro da Saúde Leal da Costa admite novo estado de emergência

O antigo ministro da Saúde Fernando Leal da Costa defendeu hoje que em algum momento deve ser decretado de novo o estado de emergência, para que o Governo possa tomar medidas na luta contra a …

Marcelo promulga uso obrigatório de máscara na rua por 70 dias

O Presidente da República promulgou esta segunda-feira o decreto da Assembleia da República que determina o uso obrigatório de máscara na rua, por um período de 70 dias, sempre que não seja possível cumprir o …