Atlas da Larousse considera Crimeia território russo

Oxlaey.com / Flickr

O embaixador da Ucrânia em França, Oleh Shamshur, declarou estar “profundamente chocado” por descobrir no Atlas Socioeconómico 2016 da casa de edição francesa Larousse um mapa que mostra “a Crimeia como fazendo parte do território russo”.

A imagem aparece no Atlas Socioeconómico 2016 criado pela Larousse e, contactada esta quarta-feira pela AFP, a editora francesa disse “não querer entrar nesta polémica”.

Oleh Shamshur, o embaixador da Ucrânia em França, apercebeu-se da situação e, por isso, decidiu mandar por correio eletrónico, uma mensagem à editora na qual diz que “apesar do asterisco estipulando que a Crimeia foi ‘unida’ (nem sequer ‘anexada’) pela Rússia, esta representação da Larousse, com efeito, legitima a violação flagrante do direito internacional pela Rússia”.

Posteriormente, a mensagem também foi colocada na conta do Facebook da embaixada para chamar a devida atenção para o caso.

O embaixador acrescentou que “este género de falsa informação joga a favor da propaganda russa, que procura lavar a agressão russa contra a Ucrânia”.

No entanto, Shamshur está “convencido de que a Larousse vai honrar a sua tradição de editora de referência e corrigir este erro vergonhoso“.

TD TUBS / Wikimedia

-

A Federação Russa anexou a Crimeia em março de 2014, depois de um referendo contestado em que 97% dos votantes escolheram a associação com a Rússia, segundo o Kremlin. Desde então, a comunidade internacional tem denunciado regularmente a anexação.

Fundada em 1851, a Larousse foi criada por Pierre-Athanase Larousse e destaca-se pelas suas publicações de referência, nomeadamente pelos seus dicionários e enciclopédias.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Estes países que anexam territórios à força jogam com o tempo para que o facto seja dado como consumado e as pessoas deixem de falar do problema. Veja-se o caso de Olivença, assunto quase tabu, quer em Portugal, quer em Espanha.

  2. Bom, em boa verdade a Crimeia pertence, de facto à Rússia, desde 1783, foi anexada à Ucrânia no tempo da URSS, já na era de Nikita Khrushchev , portanto muito recente. Por isso a Rússia tem sim, razão em querer a Crimeia “de volta”. A maioria dos habitantes da Crimeia, são, de facto, russos. Antes de pertencer à Rússia a Crimeia passou por uma série de domínios, incluindo dos Tártaros, que Stalin deportou em massa durante o seu mandato.

    Quanto ao resto da Ucrânia não, o Ocidente deveria reconhecer a Crimeia como parte da Rússia e a Rússia deveria reconhecer todo o resto da Urcânia como um estado único e não fomentar o separatismo da da sua parte Oriental ou a tentativa de invadir o país.

Responder a TU Cancelar resposta

Não são só os lagartos. Os jacarés também são capazes de regenerar a sua cauda

Os jovens jacarés americanos (Alligator mississippiensis) têm a capacidade de regenerar as suas caudas até 18% do comprimento total do seu corpo, concluiu uma nova investigação da Universidade Estadual do Arizona, nos Estados Unidos. "O que …

"Morri no Paralelo79N". Diário revela as últimas horas de um explorador que morreu sozinho na Gronelândia

Os investigadores analisaram a última entrada do diário de explorador polar do século XX, Jørgen Brønlund, incluindo uma curiosa mancha negra, escrita antes de morrer sozinho no nordeste da Gronelândia, descobrindo o que lhe aconteceu …

Cybershoes. O problema de andar em Realidade Virtual pode já ter uma solução

Um dos problemas com os jogos de Realidade Virtual é que, normalmente, as experiências são definidas numa escala maior do que uma sala de estar. Assim, o jogador acaba por ter de ficar numa parte …

"Um tsunami de dívidas". O mundo deve a si mesmo 277 mil milhões de dólares

Prevê-se que até ao final deste ano, a dívida da economia mundial atinja os 277 mil milhões de dólares. A pandemia de covid-19 é um dos fatores responsáveis. A pandemia de covid-19 não só está a …

Empresas podem negar trabalho a quem não se quiser vacinar

"É obviamente possível" que as empresas evitem contratar um trabalhador se não quiserem ser vacinadas contra a covid-19. A presidente do Comité Económico e Social Europeu (CESE), Christa Schweng, admitiu a possibilidade de uma empresa se …

"A Suitable Boy". Um beijo numa série da Netflix provocou um escândalo (social e político) na Índia

A Netflix está a enfrentar uma reação negativa na Índia por causa de uma cena de um beijo entre duas personagens na série A Suitable Boy ("Um bom partido"). O partido no poder já pediu …

Irmãos transformaram 7 linhas de código num império de 36 mil milhões de dólares

Patrick e John Collison são dois jovens empreendedores irlandeses que fundaram a Stripe, uma empresa que criou uma solução alternativa para os pagamentos online, avaliada em 36 mil milhões de dólares. Em vez de construirem soluções …

ECDC. Portugal terá "níveis muito baixos" de novos casos se mantiver restrições

Se Portugal mantiver as restrições adotadas atualmente, irá registar em dezembro “níveis muito baixos” de novos casos de covid-19. O Centro Europeu para Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC), criado com a missão de ajudar os …

Com apenas 14 anos, Xiaoyu é o adolescente mais alto do mundo. Mede 2,21 metros

Ren Keyu nasceu na China a 18 de outubro de 2006, e no dia em que comemorou o seu 14º aniversário recebeu também o título do Guinness World Records do adolescente mais alto do mundo, …

Jerónimo "não está a prazo" no PCP (e vai continuar a negociar com o PS)

O PCP continua disponível para negociar com o PS, mas não a troco de nada. Quanto ao quinto mandato consecutivo enquanto secretário-geral do partido, Jerónimo avisou, este domingo, que não está "a prazo". No discurso de …