Moçambique. Ministro da Defesa diz que ataque a Palma não coloca em causa exploração de gás

Luis Miguel Fonseca / EPA

O ministro da Defesa de Moçambique, Jaime Neto, disse esta quinta-feira que o ataque à vila de Palma não coloca em causa o projeto de exploração de gás natural liderado pela petrolífera Total em Afungi, na província de Cabo Delgado.

“Nós acreditamos que o projeto de gás não está ameaçado e vai continuar porque as Forças de Defesa e Segurança estão a fazer tudo para garantir a segurança daquela região e de outras partes do país”, declarou Jaime Neto, à margem da inauguração de uma padaria no quartel do Serviço Cívico de Moçambique em Maputo.

A vila de Palma, a cerca de seis quilómetros do projeto de gás natural da multinacional Total, sofreu um ataque armado em 24 de março, que as autoridades moçambicanas dizem ter resultado na morte de dezenas de pessoas, destruição de várias infraestruturas e na fuga de centenas.

Segundo Jaime Neto, as forças governamentais estão no terreno e desdobram-se para garantir a segurança necessária para que os serviços do Estado voltem a funcionar.

“Neste momento, a nossa força está presente em todos os lugares de instabilidade e a trabalhar no sentido de defender o nosso país e os nossos cidadãos”, acrescentou o governante.

Segundo o mais recente relatório da Organização Internacional das Migrações (OIM), um total de 18.661 pessoas, quase metade crianças, fugiram de Palma na sequência do ataque, refugiando-se nos distritos de Nangade, Montepuez, Mueda e Pemba (a capital provincial).

Após o ataque à vila de Palma, a petrolífera Total retirou o resto do pessoal que mantinha no projeto de gás no norte de Moçambique. O ataque de 24 de março contrariou o anúncio de retoma gradual das obras, após uma primeira retirada de pessoal em janeiro, na sequência de um outro ataque nas proximidades.

Avaliado entre 20 e 25 mil milhões de euros, o megaprojeto de extração de gás da Total é o maior investimento privado em curso em África, suportado por diversas instituições financeiras internacionais e prevê a construção de unidades industriais e uma nova cidade entre Palma e a península de Afungi. A primeira exportação de gás liquefeito está prevista para 2024.

A violência em distritos mais a norte da província de Cabo Delgado começou há três anos e está a provocar uma crise humanitária com quase 700 mil deslocados, segundo agências da Organização das Nações Unidas (ONU), e mais de duas mil mortes, segundo uma contabilidade feita pela Lusa.

Quase 19 mil pessoas fugiram de Palma

Um total de 18.661 pessoas, quase metade crianças, fugiram de Palma na sequência de um ataque à vila em 24 de março, anunciou a Organização Internacional das Migrações (OIM) no seu mais recente relatório.

Segundo o documento, do total de deslocados, 43% são crianças e 31% mulheres, pessoas que chegaram desde 24 de março aos distritos de Nangade, Mueda, Montepuez e Pemba.

“Centenas de deslocados do distrito de Palma continuam a chegar diariamente a pé, de ónibus [autocarro], de barco e de avião nos distritos de Nangade, Mueda, Montepuez e Pemba. Isto leva-nos a pensar que ainda há um número significativo de pessoas deslocadas na floresta, caminhando para áreas mais seguras”, referiu o relatório da OIM.

O documento acrescenta que há também dezenas de pessoas que continuam a procurar locais seguros dentro de Palma, com destaque para Quitunda e Afungi, em redor do projeto para exploração de gás liderado pela Total. A organização está preocupada com possíveis casos de cólera nestes pontos, alertando que desde 15 de março as autoridades locais, em pelo menos cinco distritos da província, registaram 3.141 casos e 16 mortes.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Juventus quer Zidane para o lugar de Pirlo

O insucesso desportivo da Juventus esta temporada deve fazer com que Pirlo saia do clube. Zidane, que também estará de saída do Real Madrid, é o favorito da vecchia signora. Zinédine Zidane estará a pensar seriamente …

“Incompetência e arrogância”. Cabrita está (novamente) debaixo de fogo. Partidos pedem a sua demissão

Eduardo Cabrita, ministro da Administração Interna, está mais uma vez no centro da polémica. Depois de ter avançado com uma requisição civil para que mais de 20 imigrantes fossem transportados para o Zmar, durante a …

Fernando José é o candidato do PS a Setúbal. Ana Catarina Mendes concorre à Assembleia Municipal

O deputado e vereador socialista Fernando José é o cabeça de lista do PS às próximas eleições autárquicas para a Câmara de Setúbal e Ana Catarina Mendes à Assembleia Municipal, revelou fonte oficial do Partido …

Portugal na zona de queda dos restos do foguetão chinês

O foguete de Longa Marcha chinês que foi lançado a 29 de abril, e agora está a preocupar o mundo. As previsões é que a reentrada na atmosfera se dê até ao próximo dia 9 …

CIP propõe "almofada" pública de 8.000 milhões para resolver moratórias

A Confederação Empresarial de Portugal (CIP) propôs ao Governo criar uma "almofada" de garantias públicas no valor de oito mil milhões de euros para dar poder às empresas e levar a banca a renegociar os …

Reino Unido. Variante indiana é “preocupante“ e já infetou idosos vacinados

No Reino Unido, já foram encontradas 48 cadeias de transmissão da variante indiana e sabe-se que há transmissão comunitária. A Public Health England classifica esta variante como “preocupante”. A direção geral de saúde de Inglaterra (PHE …

Petição para cancelar Jogos Olímpicos conta já com 200 mil assinaturas

Uma petição 'online' a pedir o cancelamento dos Jogos Olímpicos Tóquio2020 devido à pandemia da covid-19 ultrapassou esta sexta-feira as 200 mil assinaturas, avançou a agência Lusa. A campanha, lançada na quarta-feira pelo advogado e ativista …

“Não queremos estragar a nossa joia da coroa“. Governo pode limitar acesso da Peneda-Gerês

O Secretário de Estado da Conservação da Natureza concorda com os autarcas, sobre o impacto positivo do turismo para as populações, mas nota que o sucesso do PNPG não pode pôr em causa os valores …

Fome e seca levam milhares de angolanos a fugirem para a Namíbia

A fome provocada pela seca extrema na província de Cunene, no sul de Angola, está a levar milhares de pessoas a fugir para a Namíbia. "A estiagem provocou a rutura de 'stocks' alimentares das comunidades e …

Governo britânico confirma Portugal na “lista verde” de viagens. Preço das viagens disparou

Portugal vai estar na “lista verde” de países considerados seguros para viajar e isentos de quarentena na chegada a Inglaterra a partir de 17 de maio, anunciou hoje o ministro dos Transportes britânico, Grant Shapps. Portugal …