Associated Press acertou no número de medalhas olímpicas para Portugal

Tiago Petinga / Lusa

Agência tinha feito uma previsão detalhada e quase acertava totalmente no nome dos portugueses que subiram ao pódio em Tóquio. EUA voltaram a liderar.

No dia em que arrancaram oficialmente as provas nos Jogos Olímpicos de Tóquio, destacámos a previsão detalhada da agência Associated Press, que publicou uma lista dos eventuais vencedores de todas as medalhas de todas as especialidades olímpicas.

A agência indicou que Portugal iria conseguir quatro medalhas no Japão, uma delas de ouro. Nisso, acertou totalmente.

Acrescentou que o ouro seria para Jorge Fonseca, na categoria -100kg, no judo. Realmente o judoca português, bicampeão mundial e favorito ao título, ficou com uma medalha, mas foi de bronze. O ouro foi para o japonês Aaron Wolf, que a agência colocou como finalista derrotado (medalha de prata).

A Associated Press especificou que as outras três medalhas portuguesas seriam de bronze e para: Fernando Pimenta na canoagem (K1 1.000m) – acertou; Pedro Pichardo (triplo salto) – acertou na subida ao pódio mas aqui Pichardo ficou com o ouro, enquanto a agência previa que o vencedor seria Will Claye (o norte-americano ficou no quarto lugar); e para João Vieira (50 km marcha) – quinto lugar para o veterano português.

Ou seja, além de ter acertado no número de medalhas, a agência quase acertou no nome dos atletas. Faltou apenas substituir João Vieira por Patrícia Mamona, que conseguiu a medalha de prata no triplo salto.

EUA superaram China no último dia

Na contabilidade real das medalhas, Portugal ficou no 56.º lugar, se dermos prioridade às medalhas de ouro (e é esta a tabela oficial). Olhando para o total de medalhas, Portugal sobe um pouco, para a 47.ª posição.

Os Estados Unidos da América foram novamente o país com mais medalhas de ouro – a terceira edição consecutiva dos Jogos Olímpicos em que ficam no topo. Nos últimos 25 anos, só em 2008 perderam o primeiro lugar, para a China, na altura (em Pequim).

Em Tóquio a China parecia intocável no primeiro lugar, no que diz respeito a títulos olímpicos. Liderou desde cedo e até ao último dia do evento mas, neste domingo, as vitórias norte-americanas femininas no voleibol e no basquetebol foram fundamentais para os EUA terminarem os Jogos Olímpicos na frente, com 39 medalhas de ouro. A China conseguiu 38 medalhas de ouro.

No total, como já se previa, os EUA também lideraram: 113 medalhas. Nesta contabilidade o segundo lugar também foi para a China, com 88 medalhas.

  Nuno Teixeira, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.