Associações contra violência doméstica apelam a boicote a “50 Sombras de Grey”

dr Entertainment Weekly

Jamie Dornan e Dakota Johnson como Christian Grey e Anastasia Steele na "Entertainment Weekly"

Jamie Dornan e Dakota Johnson como Christian Grey e Anastasia Steele na “Entertainment Weekly”

Associações que lutam contra a violência doméstica sobre as mulheres estão a apelar ao boicote ao filme “50 Sombras de Grey”. A obra, que aborda aquilo que alguns definem como um sado-masoquismo “light”, já foi proibida, nalguns países, por ser considerada pornográfico.

A poucos dias da estreia do filme, agendada para o Dia dos Namorados, a campanha #50dollarsnot50shades (“50 dólares, não 50 sombras”) apela ao boicote ao filme, solicitando às pessoas para trocarem o preço do bilhete para ir ver o filme por um donativo para as associações e abrigos que ajudam mulheres vítimas de violência.

Estas activistas alegam que a protagonista do filme, Anastasia Steele, interpretada pela actriz Dakota Johnson, não é mais do que uma “vítima de abuso“.

“O dinheiro que gastaria em bilhetes de cinema, ou numa babysitter e em bilhetes de cinema, em pipocas e bebidas, servirá para apoiar vítimas de relações abusivas como a que é glamorizada nas séries “50 Shades”. Hollywood não precisa do seu dinheiro; as mulheres agredidas precisam“, eis o que se pode ler na página do Facebook desta campanha que já tem quase seis mil “Gosto”.

Realizado por Sam Taylor-Johnson, “50 Sombras de Grey” baseia-se no livro com o mesmo nome, escrito por E.L. James, e promete ser um verdadeiro sucesso de bilheteira. A ajudar esse dado estará, certamente, o tom proibido das temáticas abordadas, que já levou à censura do filme em países mais conservadores, como a Malásia, onde a sua exibição está impedida por o seu conteúdo ser considerado “sádico” e pornográfico.

A estreia está prevista para o próximo dia 14 de Fevereiro, nos EUA, e as perspectivas são de lucros da ordem dos 60 milhões de dólares só nesse fim-de-semana.

SV, ZAP

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Por um lado são feitas campanha contra a violencia domestica e violencia no namoro e depois é feita uma campanha super agressiva a favor do filme 50 sombras de Grey, nomeadamente nos telejornais etc. Como é?
    Qual o objectivo de fazer propaganda de um filme / livro que pretende transformar a mulher numa coisa a ser usada e agredida com o objectivo de dar prazer sádico ? Dinheiro?
    Penso que é mais que isso. Transformar o ser humano numa coisa descartavel para ser usado e deitado fora é muito conveniente nesta sociedade cujo Deus é o dinheiro e o poder. Não interessa dar ao ser humano a dignidade a que tem direito. A propaganda deste filme é mais um passo nesse objectivo.

RESPONDER

Coreia do Norte reitera que não tem infetados. Coreia do Sul desconfia

A Coreia do Norte reafirmou que não regista nenhum caso de coronavírus (covid-19), numa declaração feita por um alto responsável pelo setor da Saúde de Pyongyang citado esta quinta-feira pela Agência France Presse. A Coreia do …

Ovar já tem linha telefónica própria para retirar pressão à Saúde 24

A Linha de Apoio Covid Ovar vai garantir assistência atempada à comunidade de 55.400 habitantes do concelho e é exclusiva para utentes que suspeitem ter sintomas do novo coronavírus. O Município de Ovar ativa, esta quinta-feira, …

Durão Barroso defende coronabonds (mas a prioridade é outra)

Em entrevista à SIC Notícias, Durão Barroso concordou com a criação dos ​​​​​​​coronabonds, mas defendeu que a prioridade é resolver "a crise humanitária". Durão Barroso considerou, em entrevista à SIC Notícias, que as instituições europeias têm …

Do empréstimo milionário à nacionalização. As soluções da TAP para resistir à crise

A TAP está a enfrentar uma das suas piores crises, face à pandemia de covid-19, e há várias soluções em cima da mesa, desde um empréstimo com aval do Estado à nacionalização da empresa. Para fazer …

"Matem-nos". Presidente das Filipinas autoriza disparos contra quem violar quarentena

O Presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, ordenou aos agentes da polícia e aos militares que disparem sobre qualquer pessoa que esteja a causar "problemas" durante o isolamento obrigatório, decretado devido à da pandemia de Covid-19. De …

Há mais de nove mil casos de covid-19 em Portugal. Número de recuperados sobe para 68

Um mês desde o primeiro teste positivo confirmado do novo coronavírus no país, Portugal tem um total de 9.034 casos confirmados de Covid-19, segundo o Relatório da Direção Geral da Saúde sobre a situação epidemiológica …

Ramalho Eanes: "Nós, os velhos, se for necessário oferecemos o nosso ventilador"

O antigo Presidente da República apelou aos mais "velhos", como ele, para darem o exemplo neste combate ao coronavírus, caso Portugal passe por uma situação semelhante à de Itália ou Espanha. Em entrevista à RTP, o …

"Profundamente preocupados". 13 países enviam recado a Viktor Orbán

Portugal e mais 12 países, entre os quais França, Bélgica e Espanha, garantiram, numa declarações conjunta, que apoiam a iniciativa da Comissão Europeia para verificar se as medidas de emergência implementadas respeitam os valores europeus. Os …

Da gripezinha ao "problema mundial". Bolsonaro fala com Trump e anuncia mais medidas

Jair Bolsonaro mudou de tom. Esta quarta-feira, o Presidente brasileiro anunciou um novo pacote financeiro de apoio a medidas para "manutenção de empregos", uma das suas maiores preocupações diante da pandemia de covid-19. O Presidente brasileiro, …

Bale não abdica de salário milionário e quer ficar em Madrid

Bale vai rejeitar todas as propostas que receber para sair do Real Madrid no final da temporada. O jogador não aceita uma redução do seu salário de 19 milhões de euros anuais. Gareth Bale não tem …