Associação de vítimas de Pedrógão pondera acção contra o Estado

António Cotrim / Lusa

A Associação de Vítimas do Incêndio de Pedrógão Grande, AVIPG, pondera uma acção colectiva contra o Estado e pretende constituir-se como assistente no inquérito que investiga as causas e os culpados do fogo que começou naquele concelho em junho.

Em nota enviada à Lusa, em que anuncia a celebração da escritura da constituição da associação, a AVIPG diz que, “nas ações mais imediatas, pretende constituir-se como assistente no inquérito que investiga as causas e culpados do grande incêndio que assolou os sete concelhos do Pinhal Interior, causando 64 mortos e mais de 200 feridos”.

A nota acrescenta que a associação de vítimas do incêndio que assolou Pedrógão Grande “pondera uma acção colectiva contra o Estado. E não vai parar por aqui“.

Na estratégia da Associação “estão acções que passam pela União Europeia e pelo Tribunal dos Direitos do Homem, por um anteprojecto de lei para vítimas em caso de catástrofes, acções sobre a resiliência das comunidades locais e um conjunto alargado de medidas de combate à inércia das instituições e formação das populações em matéria de incêndios florestais, entre outras ações”.

“Quase três meses após a tragédia de Pedrógão Grande, um conjunto de 47 familiares das vítimas, feridos e amigos das vítimas uniram-se para lutar contra o estado de coisas que conduziu à maior tragédia de vidas humanas em incêndios florestais em Portugal e na Europa”, especifica a nota.

A associação quer reduzir ainda as burocracias e fala em “pressões e dificuldades iniciais em obter a lista de vítimas mortais”.

O incêndio que deflagrou em Pedrógão Grande no dia 17 de junho, no distrito de Leiria, provocou pelo menos 64 mortos e mais de 200 feridos, e só foi dado como extinto uma semana depois. Mais de dois mil operacionais estiveram envolvidos no combate às chamas, que consumiram 53 mil hectares de floresta, equivalente a 75 mil campos de futebol.

O fogo, que atingiu também Castanheira de Pera e Figueiró dos Vinhos, do distrito de Leiria, chegou ainda aos distritos de Castelo Branco, através da Sertã, e de Coimbra, pela Pampilhosa da Serra e Penela.

// Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Vem aí chuva de poeiras vindas do Norte de África

Este fim de semana, o sul de Portugal pode enfrentar uma chuva carregada de poeiras vindas do Norte de África. O IPMA explica que se trata apenas de uma deposição. Uma chuva de poeiras pode atingir …

Marcelo deverá vetar mudança de género aos 16 anos

O Presidente da República deverá vetar a lei que permite a mudança de género no registo civil aos 16 anos, por questionar não ser necessário um relatório médico. Marcelo Rebelo de Sousa deverá vetar a lei …

Nacionalidade automática para filhos de imigrantes há 2 anos em Portugal

Os filhos de imigrantes que vivam em Portugal há dois anos vão ser considerados portugueses originários, a não ser que declarem que não querem ser portugueses. Esta alteração vai "inverter a atual regra" e irá encurtar …

Eleições de 2019 com plano europeu para travar perturbações nas redes sociais

Em 2019, o objetivo central dos técnicos da "sala de situação" é proteger as infraestruturas de apoio ao processo eleitoral, nas europeias e as legislativas, ainda sem data marcada. O cenário internacional tem sido marcado pela …

PSD dá a Costa espaço para reformar o SNS sem o Bloco

O ministro-sombra da saúde de Rui Rio, Luís Filipe Pereira, está a preparar um documento estratégico sobre o SNS. O PSD pretende, assim, ir a jogo na discussão sobre o futuro do Serviço Nacional de Saúde. A …

O Benfica criou um plano para mandar no futebol português

Emails revelados pelo blogue do "Mercado de Benfica" mostram que os quadros do clube debateram entre si uma estratégia a cinco anos para influenciar e dominar as "diferentes áreas do poder da indústria" do futebol português, …

Governo admite baixar portagens para SUVS e crossovers

O ministro Pedro Marques admite passar carros SUV e crossover de classe 2 para 1 nas portagens, afirmando que a atual classe 2 "pode ser um bloqueio a viaturas mais eficientes". O ministro do Planeamento, Pedro …

Portugal continua no caixote do lixo da Moody’s

A Moody's não se pronunciou sobre a notação de crédito de Portugal. Nos próximos seis meses, continuará a ser a única agência a manter o país abaixo do "grau de investimento". A agência de notação financeira …

Consultor Constantino Sakellarides demite-se em divergência com ministro da Saúde

O consultor do ministro da Saúde, Constantino Sakellraideser, entregou, na quinta-feira, uma carta de demissão a Adalberto Campos Fernandes devido a divergências de pensamento. Constantino Sakellarides, o consultor do ministro da Saúde que, há dois anos, …

Kim Jong-un anuncia suspensão de testes nucleares e balísticos

O regime norte-coreano anunciou a suspensão dos testes nucleares a partir de sábado e o desmantelamento da base de Punggye-ri. Este gesto foi bem recebido pelos EUA e aliados, embora não dê indicação de que …