ACAP desmente e lamenta palavras do ministro sobre desvalorização dos carros a diesel

A Associação Automóvel de Portugal (ACAP) lamentou esta segunda-feira que o ministro do Ambiente “não tenha ponderado o impacto” no setor automóvel ao referir a falta de valor de troca dos carros com motor a gasóleo dentro de quatro anos.

Esta segunda-feira, em entrevista ao Jornal de Negócios, João Pedro Matos Fernandes afirmou ser “muito evidente que quem comprar um carro diesel muito provavelmente daqui a quatro ou cinco anos não vai ter grande valor na sua troca”.

Em comunicado, a Associação Automóvel de Portugal (ACAP) lamentou que o “sr. ministro não tenha ponderado o impacto das suas palavras na atividade das empresas do setor automóvel”, até porque esta indústria é a “principal exportadora em Portugal” e o setor é o “principal contribuinte líquido do Estado, ao ser responsável por mais de 25% do total das receitas fiscais”.

Para a ACAP, o governante pode ter expressado um desejo, mas as suas palavras “não têm qualquer correspondência com a realidade”, por, nomeadamente, não estar prevista qualquer alteração legislativa a nível europeu, que implique uma desvalorização dos veículos a diesel nos próximos anos.

“Portugal está integrado na União Europeia e não existe qualquer regulamentação que aponte no sentido das declarações do sr. ministro”, argumentou a associação, que recordou a recente implementação das novas regras de homologação de emissões de gases poluentes.

A indústria automóvel “está fortemente empenhada na redução de emissões dos veículos. A prova deste compromisso é que 40% dos novos modelos anunciados para 2021 já terão a opção da motorização elétrica. Todavia, esta transição irá ser feita de forma gradual”, garantiu a ACAP, que enumerou ainda o pequeno peso das vendas de elétricos no mercado nacional (1,8%), apesar de um crescimento de 148% nas transações.

A associação não deixou de reafirmar a necessidade de um programa de incentivo ao abate de veículos dado a idade média de 12,6 anos do parque automóvel e os 700 mil veículos com mais de 20 anos a circularem.

Em declarações ao Observador, Hélder Pedro, secretário-geral da ACAP, adiantou que vários concessionários foram contactados pelos clientes preocupados com a previsão de desvalorização dos modelos a diesel que estavam a adquirir, depois de a entrevista do ministro do Ambiente ter sido publicada.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Mas onde está o problema?!
    Claro que os carros com motor diesel daqui 4 anos não terão a procura que tem hoje e, já hoje, tem cada vez menos procura – basta olhar para as vendas para se constatar isso!
    E ACAP sabe muito bem disso!!
    Tenho vários colegas e amigos que tem trocado carros usados a gasóleo, por novos a gasolina ou híbridos.
    Daqui a 4 anos isso será, obviamente, muito mais expressivo e não vale a pena esconder a cabeça na areia!!

RESPONDER

Bielorrússia. Washington anuncia sanções financeiras e restrições de vistos

Os Estados Unidos impuseram esta segunda-feira novas sanções financeiras e restrições de vistos a dezenas de funcionários e entidades na Bielorrússia, em coordenação com a União Europeia, Reino Unido e Canadá. As medidas retaliatórias - que …

Uma provocação de Cristiano iniciou a reviravolta alemã

Opinião de Dietmar Hamann, depois de um toque "artístico" do capitão da seleção portuguesa, quando a Alemanha ainda perdia. Cristiano Ronaldo voltou a jogar para dar espetáculo, num momento do duelo entre Portugal e Alemanha no …

Fotografia mostra princesa Latifa em Espanha

Uma fotografia da princesa Latifa do Dubai, cuja situação preocupa a ONU depois de ter sido apanhada quando tentava fugir do emirado em 2018, foi divulgada esta segunda-feira numa rede social e descrita como tendo …

Microlino, o pequeno carro elétrico com teto dobrável, está cada vez mais perto da produção

Em desenvolvimento há mais de cinco anos, e originalmente com produção prevista para 2019, o terceiro protótipo do Microlino 2.0 da Micro Mobility Systems AG foi concluído. O terceiro protótipo do Microlino é o mais próximo …

Constitucional "absolve" (mas critica) socialista que chamou "cigana" a deputada

O Tribunal Constitucional (TC) anulou a decisão do PS de condenar o ex-eurodeputado, mas o presidente fez uma declaração de voto em que reprovou o "chocante racismo". O caso remonta a junho de 2017, quando Manuel …

EUA convida Coreia do Norte a retomar diálogo sobre armamento nuclear

Os Estados Unidos (EUA), a Coreia do Sul e o Japão convidaram esta segunda-feira Pyongyang a retomar o diálogo sobre armamento nuclear na península coreana, depois de o líder norte-coreano ter anunciado estar a preparar-se …

Polícias em protesto abandonaram parlamento (mas voltaram para trás)

A manifestação de elementos das forças de segurança pertencentes ao Movimento Zero abandonou esta segunda-feira, cerca das 15h30, o parlamento, alegadamente em direção ao Ministério da Administração Interna, mas a meio do percurso voltou para …

Sobrevivência da TAP depende da “implementação rigorosa” da reestruturação

O presidente executivo interino da TAP, Ramiro Sequeira, despediu-se esta segunda-feira dos trabalhadores sublinhando que a sobrevivência da companhia aérea dependerá da "implementação rigorosa" do plano de reestruturação. Num email enviado aos trabalhadores, a que a …

Novo (e nono) caso positivo de covid-19 no Euro 2020

Billy Gilmour não vai participar no último jogo da Escócia na fase de grupos, que pode terminar com uma qualificação inédita. Há mais um futebolista infetado pelo novo coronavírus, entre os que foram convocados para a …

Governo britânico estuda isenção de quarentena para vacinados

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, admitiu esta segunda-feira estar a avaliar a possibilidade de isentar de quarentena pessoas totalmente vacinadas contra a covid-19 que cheguem do estrangeiro, mas evitou falar sobre a expansão da “lista …