Homens assediados sexualmente nas Forças Armadas dos EUA. “É o inferno e não há forma de escapar”

Os mais novos e aqueles que estão nas patentes mais baixas das Forças Armadas norte-americanas são os mais suscetíveis a serem vítimas de assédio sexual.

Paul Lloyd, atualmente com 30 anos, foi militar do exército norte-americano. “Pequenas coisas podem acontecer quando estás de costas num chuveiro. É o inferno e não há forma de escapar”, contou ao The New York Times, admitindo ter sido violado.

Em 2007, Paul estava na recruta e tinha apenas17 anos. Numa noite, quando todos se haviam deitado, foi tomar duche e agarraram-no, tendo sido espancado e violado. No dia seguinte teve de ser assistido no hospital, tinha uma hemorragia interna e o reto rasgado.



Os médicos questionaram Paul sobre o que tinha acontecido, mas o militar permaneceu cinco anos em silêncio, sem nunca ter esclarecido o que se tinha passado naquela noite. “Sentia que não podia dizer nada. Iria parecer um completo falhado para a minha família, para o meu pelotão, para mim.”

Paul continuou a recruta, mas, na altura do Natal, escondeu-se na casa da irmã. Forçado a regressar, acabou por ser dispensado por mau comportamento. “A minha família viu-me destruído durante muito tempo. Quando finalmente lhes contei que tinha sido violado, disseram-me que agora tudo fazia sentido.”

O The New York Times conta que são cada vez mais os casos conhecidos de homens sexualmente assediados nas Forças Armadas norte-americanas. Citando o Pentágono, a publicação avança números: cerca de dez mil por ano. As vítimas mais frequentes são os mais novos, aqueles que estão nas patentes mais baixas.

“Toda a gente pensava que era um problema que atingia apenas as mulheres, foi surpreendente para as chefias perceber que não”, disse ao matutino Nathan W. Galbreath, um dos responsáveis pelo departamento governamental para a Prevenção e Resposta ao Assédio Sexual.

A publicação conta ainda o caso de Bill Minnix, hoje com 64 anos. Na altura, tinha 17 anos e tinha acabado de se alistar na Força Aérea quando militares mais velhos convidaram os recrutas para um encontro num resort fora da base, argumentando que era uma espécie de ritual de iniciação.

“Estava morto de medo. Obrigaram-nos a participar em atos sexuais que nenhum de nós queria. Foi horrível voltar à base no dia seguinte e encarar aquelas pessoas”, confessou.

Billy Joe Capshaw, de 56 anos, ainda tem no rosto as cicatrizes das agressões. Segundo o NYT, usa sempre um boné para que não o olhem diretamente e não lhe façam perguntas.

Sedado para ser violado, espancado com uma barra de metal, amarrado com cordas – tudo isto lhe foi feito pelo colega de camarata, que o trancou mais que uma vez no quarto. “Controlava-me completamente. Não me deixava sair, batia-me e violava-me. Mas também, por vezes, jogávamos xadrez, comprava-me livros e cuidava das minhas cicatrizes. Não sei explicar nada disto.”

O colega de casa chamava-se Jeffrey Dahmer e, em 1991, foi detido sob suspeita da violação e homicídio de 17 homens – alguns foram desmembrados e comidos.

Segundo o Expresso, estima-se que nos últimos anos cerca de 100 mil homens tenham sido sexualmente assediados nas Forças Armadas dos Estados Unidos, um problema que se tornou tão frequente que o número já é muito próximo ao das mulheres assediadas.

ZAP //

PARTILHAR

12 COMENTÁRIOS

    • Com certeza. E massacres a torto e a direito. Nas Forças Armadas portuguesas e europeias violam os recrutas aos milhares. Também nas prisões, quem entra é violado. Parabéns pela sua brilhante inteligência mas poupe-me a insultos.

    • Todos os que fizessem e consumassem o assédio, deveriam ser imediatamente fuzilados. E armas não faltariam, por ali, à mão de semear. A percentagem de violadores diminuiria rapidamente. Seia um remédio santo.

  1. As pessoas esquecem-se dessa pequena coisa chamada escala. Os EUA são um país enorme. A maioria dos exércitos Europeus tem menos de 10% do número de militares que se verifica no exército Americano. Em Portugal é 2%…

    Quanto aos restantes comentários, são irrelevantes, e mostra que vê demasiados filmes. Todos os países têm problemas. Podemos começar a comparar mas uma coisa é certa. Quem vem para os EUA em geral não volta ao país de origem. Incluindo imigrantes Europeus que continuam a ser em maior número que no sentido inverso. Por alguma razão será.

    • Claro… sempre a tentar desculpar as “bizarrias” e a triste realidade da sociedade americana…
      Felizmente nem todos tem necessidade de estar sempre a justificar as suas escolhas!…
      Tu é que vives num “filme” e não fazes ideia da realidade americana (ou europeia)…
      Vai perguntar aos milhões de americanos que vivem na Europa porque a trocaram pelos EUA e, pode ser que percebas as diferenças…
      Quem conviveu com militares americanos e com outros de qualquer país europeu, percebe logo o contraste “cultural”…

RESPONDER

Creches passam a ser gratuitas para todas as crianças do 2.º escalão

Esta terça-feira, o Governo anunciou o alargamento da gratuitidade das creches a todas as crianças dos agregados do 2.º escalão de rendimentos da comparticipação familiar.  A creche passa a ser gratuita para todas as crianças de …

Bissouma disse que é o melhor médio na Premier League. O que dizem os números?

O jogador do Brighton & Hove Albion apresenta dados importantes, numa equipa que está no quarto lugar da Premier League. As declarações causaram algum impacto e também foram reproduzidas pelo ZAP: “Não quero ser arrogante, mas …

Governo britânico expôs acidentalmente identidade de mais de 250 tradutores afegãos

Os endereços eletrónicos de mais de 250 afegãos que colaboraram com as forças britânicas e procuram realocação no Reino Unido foram divulgados por engano pelo Ministério da defesa britânico. O Ministério da Defesa britânico expôs as …

Etna volta a entrar em erupção. É a segunda vez em menos de um mês

O vulcão Etna, em Itália, voltou a entrar erupção, espalhando rapidamente uma nuvem de fumo na parte oriental da ilha italiana da Sicília. O vulcão mais ativo da Europa entrou em erupção esta terça-feira. Segundo o …

CNE recebeu queixas de cidadãos contra Costa por usar PRR em campanha

A Comissão Nacional de Eleições já recebeu queixas de cidadãos contra António Costa pela utilização do PRR nos discursos de campanha. A Comissão Nacional de Eleições (CNE) já recebeu cerca de meia dúzia de queixas de …

Joe Biden afirma que EUA estão "de volta" às Nações Unidas

"Os Estados Unidos estão de volta" às Nações Unidas, afirmou, na segunda-feira, o Presidente dos Estados Unidos. "Os Estados Unidos estão de volta. Acreditamos nas Nações Unidas e nos seus valores", disse Joe Biden após …

Portugal regista mais 11 mortes e 780 casos de covid-19

Portugal registou, esta terça-feira, 780 novos casos e 11 mortes na sequência da infeção por covid-19, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde, Portugal …

Pandemia já matou quase tantos norte-americanos como a gripe espanhola

A covid-19 já matou quase tantos norte-americanos, no último ano e meio, como a gripe espanhola, entre 1918 e 1919, de acordo com dados esta terça-feira divulgados pela Universidade Johns Hopkins. Embora o aumento das novas …

Crónica ZAP - Linha de Fundo por Teófilo Fernando

Linha de Fundo: A sexta, a bonança e um festival de juventude

O pleno das águias, o regresso do campeão às vitórias e um dragão jovem com chama alta. As frases e os números da semana. Visto da Linha de Fundo. A prática de Darwin SL Benfica 3 …

Autoeuropa retoma hoje produção após paragem face à crise dos semicondutores

Falta de semicondutores tem sido uma constante, apesar da melhora da situação pandémica, face ao atraso dos países asiáticos no que concerne à vacinação, o que obriga à paragem das fábricas responsáveis pelo fabrico das …