Quem assassinou o primeiro-ministro da Suécia? Homicídio de Olof Palme pode ser resolvido este ano

Em 28 de fevereiro de 1986, depois de sair do cinema com a sua mulher, Olof Palme, foi morto a tiro no centro da cidade de Estocolmo. Palme era uma referência da social-democracia nórdica e do socialismo “de rosto humano” – em contra ponto ao socialismo de raiz comunista.

O assassinato gerou inúmeras teorias da conspiração e dezenas de livros que tinham encontrado a explicação para tudo. No entanto, a verdade é que, 34 anos depois, ainda nada foi oficialmente resolvido pelo Ministério Público sueco.

Mas, agora, o promotor Krister Petersson, responsável pela investigação desde que foi reaberta em 2016, anunciou que espera esclarecer o que aconteceu naquela fatídica noite em Estocolmo ainda antes do verão.

“Estou convencido de que podemos mostrar o que aconteceu em 28 de fevereiro de 1986 e quem foi o responsável”, disse Petersson, em declarações ao programa de televisão sueco Crime Week. O promotor esclareceu que existe a possibilidade de que a investigação seja encerrada sem que alguém seja levado a julgamento, o que aconteceria se o autor já tiver morrido.

“Estamos a trabalhar numa linha de pesquisa muito interessante e o meu objetivo é que, durante o primeiro semestre de 2020, possamos encontrar uma solução, disse, citado pelo jornal espanhol El País.

“Acreditamos ter uma ideia clara do que aconteceu”, depois de “durante estes dois anos, termos analisado todo o material que havia. Chegámos a algumas conclusões e temos as nossas próprias investigações preliminares e novos interrogatórios”, disse Petersson. “Parece-me importante que os membros da família possam encerrar este episódio e que os suecos tenham a oportunidade de fechar um ferimento que ainda está aberto”.

Nos anos 1980, mais de dez mil pessoas foram interrogadas e 134 declararam-se culpadas mas o crime continua por resolver. O Caso Olof Palme reúne milhares de documentos que ocupam 250 metros de estantes.

Olof Palme foi o primeiro-ministro da Suécia entre 1969 e 1976 e novamente entre 1982 e 1986. Defensor dos direitos humanos, era anti-colonialista e crítico das intervenção dos Estados Unidos na América do Sul. Denunciou o apartheid na África do Sul, a invasão soviética da Hungria em 1956, a da Checoslováquia em 1968 e a do Afeganistão em 1978.

Alguns suecos acreditavam que Palme era um espião da KGB, o que, após o seu assassinato, motivou as mais diversas especulações sobre a intromissão da polícia secreta soviética na questão. Outros dados como autores do crime foram separatistas curdos, os serviços de segurança da África do Sul, a polícia secreta da antiga Jugoslávia e um grupo de extrema-direita sueco.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Turquia retém avião com ventiladores para Espanha

A ministra das Relações Exteriores de Espanha, Arancha González Laya, disse esta sexta-feira que as autoridades da Turquia retêm em Ancara um avião oriundo da China com ventiladores, para combater a pandemia de covid-19. A ministra …

Arqueólogos revelam condições horríveis de campo de concentração nazi no Reino Unido

Uma equipa de arqueólogos revelou as condições horríveis de um campo de concentração nazi em Alderney, a ilha britânica mais setentrional do Canal da Mancha, onde estavam prisioneiros políticos e trabalhadores forçados durante a Segunda …

Governo quer reabrir ensino secundário a 4 de maio. Telescola deve arrancar depois da Páscoa

O Governo está a preparar a reabertura das escolas apenas para o ensino secundário para 4 de maio. Ainda falta ouvir a Direção-geral da Saúde, os especialistas, o Conselho Nacional de Educação e o Conselho …

“Não há razão para alarme”. Governo quer perdoar penas até dois anos e antecipar liberdade condicional

A proposta de lei do Governo que estabelece um regime excecional para as prisões, no âmbito da pandemia covid-19, já deu entrada na Assembleia da República, podendo ser consultada na página oficial do Parlamento. No diploma, …

O nosso cérebro evoluiu para acumular mantimentos (e julgar os outros por fazer o mesmo)

O nosso cérebro evoluiu de uma forma que, em situações de stress, acumulamos mantimentos e julgamos os outros por fazer exatamente o mesmo. Os media estão repletos de histórias – e a condenação – de pessoas que …

Autarca de Vieira do Minho denuncia: testes estão a ser desviados para Lisboa

O Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) Gerês/Cabreira, Vieira do Minho, detetou 77 infetados pelo novo coronavírus, com os autarcas da área a reclamarem contra a demora na distribuição de testes, disse esta sexta-feira à …

Trump recomenda uso de máscaras (mas recusa-se a usá-las)

Esta sexta-feira, os Estados Unidos tiveram, pelo quarto dia consecutivo, o maior número de mortes em 24 horas, num total de 1.094, e contam com quase 30 mil novos casos. No seu briefing diário, de acordo …

A Antártida já foi uma floresta tropical

A Antártida pode ter sido o lar de ecossistemas quentes e pantanosos cercados por fetos e árvores coníferas há 90 milhões de anos, altura marcada pelo auge dos dinossauros. Uma análise do solo antigo extraído da …

Algumas estrelas têm "veneno" dentro de si (e é por isso que explodem)

Algumas estrelas têm um "veneno" dentro de si: o elemento néon no núcleo das estrelas pode desencadear uma reação química que leva a uma morte definitiva e explosiva. Estrelas menos massivas, como o nosso Sol, expandem-se …

Criada tecnologia que traduz pensamentos diretamente em texto

Uma equipa de investigadores diz ter criado um sistema capaz de traduzir sinais cerebrais diretamente em texto escrito. Este é um passo promissor para que no futuro seja possível escrever num computador apenas com o …