Quem assassinou o primeiro-ministro da Suécia? Homicídio de Olof Palme pode ser resolvido este ano

Em 28 de fevereiro de 1986, depois de sair do cinema com a sua mulher, Olof Palme, foi morto a tiro no centro da cidade de Estocolmo. Palme era uma referência da social-democracia nórdica e do socialismo “de rosto humano” – em contra ponto ao socialismo de raiz comunista.

O assassinato gerou inúmeras teorias da conspiração e dezenas de livros que tinham encontrado a explicação para tudo. No entanto, a verdade é que, 34 anos depois, ainda nada foi oficialmente resolvido pelo Ministério Público sueco.

Mas, agora, o promotor Krister Petersson, responsável pela investigação desde que foi reaberta em 2016, anunciou que espera esclarecer o que aconteceu naquela fatídica noite em Estocolmo ainda antes do verão.

“Estou convencido de que podemos mostrar o que aconteceu em 28 de fevereiro de 1986 e quem foi o responsável”, disse Petersson, em declarações ao programa de televisão sueco Crime Week. O promotor esclareceu que existe a possibilidade de que a investigação seja encerrada sem que alguém seja levado a julgamento, o que aconteceria se o autor já tiver morrido.

“Estamos a trabalhar numa linha de pesquisa muito interessante e o meu objetivo é que, durante o primeiro semestre de 2020, possamos encontrar uma solução, disse, citado pelo jornal espanhol El País.

“Acreditamos ter uma ideia clara do que aconteceu”, depois de “durante estes dois anos, termos analisado todo o material que havia. Chegámos a algumas conclusões e temos as nossas próprias investigações preliminares e novos interrogatórios”, disse Petersson. “Parece-me importante que os membros da família possam encerrar este episódio e que os suecos tenham a oportunidade de fechar um ferimento que ainda está aberto”.

Nos anos 1980, mais de dez mil pessoas foram interrogadas e 134 declararam-se culpadas mas o crime continua por resolver. O Caso Olof Palme reúne milhares de documentos que ocupam 250 metros de estantes.

Olof Palme foi o primeiro-ministro da Suécia entre 1969 e 1976 e novamente entre 1982 e 1986. Defensor dos direitos humanos, era anti-colonialista e crítico das intervenção dos Estados Unidos na América do Sul. Denunciou o apartheid na África do Sul, a invasão soviética da Hungria em 1956, a da Checoslováquia em 1968 e a do Afeganistão em 1978.

Alguns suecos acreditavam que Palme era um espião da KGB, o que, após o seu assassinato, motivou as mais diversas especulações sobre a intromissão da polícia secreta soviética na questão. Outros dados como autores do crime foram separatistas curdos, os serviços de segurança da África do Sul, a polícia secreta da antiga Jugoslávia e um grupo de extrema-direita sueco.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Só pela profissão, professores "não são grupo de risco"

Graça Freitas reconheceu a importância dos professores "para o funcionamento do país", mas rejeitou considerá-los um grupo de risco esta sexta-feira. Os professores não são considerados um grupo de risco que deva ser integrado entre as …

João Leão infetado com covid-19

João Leão, ministro das Finanças, testou positivo à covid-19. O governante encontra-se assintomático e em confinamento domiciliário. O ministro de Estado e das Finanças, João Leão, testou positivo à covid-19. A informação foi adiantada este sábado …

Ricardo Salgado quer anular multa de 75 mil euros

A defesa de Ricardo Salgado recorreu ao Supremo Tribunal de Justiça para tentar anular uma decisão do Tribunal da Relação de Lisboa que confirmou uma multa de 75 mil do Banco de Portugal por causa …

Portugueses começam a votar nas Presidenciais este domingo. Há 246 mil inscritos

Os portugueses começam a votar já neste domingo, uma semana antes das eleições Presidenciais de 24 de janeiro, no chamado voto antecipado em mobilidade para que se inscreveram mais de 246 mil eleitores. As europeias e …

Maduro ofereceu oxigénio ao Amazonas (quando há venezuelanos a morrerem por falta dele)

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, ofereceu oxigénio hospitalar ao Estado do Amazonas, no Brasil, para ajudar a combater a falta deste gás devido ao elevado número de casos de covid-19. Uma generosidade que está …

Pior dia da pandemia. Portugal regista 10.947 infetados e 166 mortos em 24 horas

O boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) revela que, este sábado, Portugal atingiu dois recordes num só dia. Portugal voltou a registar um novo máximo este sábado, no dia dois do novo confinamento. Nas últimas …

Vírus duplica incidência em Espanha. Já provocou quase 2.500 mortos em 2021

Nos primeiros 15 dias de 2021, o número de infeções por covid-19 duplicaram em Espanha, com mais 300 mil novos contágios e 2.477 mortes, segundo números das autoridades sanitárias. Espanha começou o ano de 2021 com …

Apoio do Governo para pagar conta da luz em Janeiro não passa dos 2,40 euros por família

O apoio extraordinário que o Governo vai dar às famílias portuguesas para o pagamento da conta da luz, neste mês de Janeiro, devido ao confinamento e às temperaturas anormalmente baixas, é modesto. A verba máxima …

Crónica ZAP - Nota Artística por Nuno Miguel Teixeira

Nota artística: um clássico que valia 14 pontos

https://soundcloud.com/nuno-teixeira-264830877/fc-porto-1-1-benfica-o-musical-1 Chegámos.   Chegámos ao grande jogo do campeonato. Desta vez aparece no calendário só a meio de Janeiro, mas cá está ele. O grande jogo. "Ai não! Há Sporting, há Boavista, há Braga!". O Sporting e o …

Armin Laschet sucede a Angela Merkel na liderança da CDU

Este sábado, Armin Laschet foi eleito líder do partido alemão União Democrata-Cristã (CDU), depois de Angela Merkel ter abandonado o cargo, em setembro. Armin Laschet, chefe do governo da Renânia do Norte-Vestfália, é o novo líder …