ASAE vai alargar actividade ao comércio online

CV TVI

-

O inspetor-geral da Autoridade de Segurança Alimentar e Económica, Pedro Portugal Gaspar, disse hoje, em Évora, que o organismo vai “alargar” a atividade, no futuro, às áreas do comércio digital.

“Há áreas que temos de alargar que é, no fundo, todas as áreas do comércio digital e novas formas de transação através dos meios informáticos”, afirmou o responsável, depois de fazer um “balanço muito positivo” da atividade operacional da ASAE no primeiro semestre deste ano, numa cerimónia realizada nos Paços do Concelho de Évora.

Ao perspetivar um “enfoque” no comércio digital, Pedro Portugal Gaspar considerou que “o instrumento de comércio eletrónico é um desafio futuro” que a ASAE tem de “reforçar”, “caminhando” no sentido de uma maior fiscalização.

“Assiste-se, cada vez mais, a um conjunto de transações através desse meio que é um instrumento privilegiado e temos que acompanhar essa tendência”, afirmou.

Quanto aos resultados da atividade operacional da ASAE nos primeiros seis meses deste ano, o responsável destacou terem sido apreendidos artigos avaliados em perto de sete milhões de euros, incluindo géneros alimentares.

No mesmo período, foram fiscalizados perto de 20 mil operadores, tendo sido suspensos 303 e detidas 214 pessoas.

Os processos-crime instaurados foram 539, enquanto as contraordenações somaram 2.685.

Entre as operações realizadas conta-se a designada “Mala Dourada“, que permitiu a “maior apreensão de numerário”, 140 mil euros, e o desmantelamento de dois armazéns de material contrafeito, no norte do país.

Outra das operações, de caráter internacional, segundo o responsável, incide em tubos de segurança de equipamentos, “em que há um circuito internacional de produtos que veem da Turquia sem regras de segurança, entram em Barcelona e são distribuídos”.

Nesta operação foram já apreendidos produtos no valor de um milhão de euros e foi aplicada a medida restritiva de disponibilização no mercado.

/Lusa

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. esses Srs. ja rebentaram com o pequeno comercio como nos grandes nao teem capacidade para tocar agora vao tentar destruir o comercio online, o problema é que nao sao nem nunca serao capaz de o fazer a nao ser claro e mais 1a vez, aos pequenos…

  2. O senhor ou fala sem saber ou se integra na lista dos vendedores clandestinos que andam a burlar os outros na net, deixe-me dizer-lhe que só quem já foi burlado é que pode falar e quem ainda não o foi que se dê por muito feliz e esteja calado, e se não gostar mais lhe digo, que sou um dos que denuncia tais factos, estou de acordo a 100% com a Asae, Anacom, Deco e Pj, já era tempo de alguém ouvir as nossas reclamações, embora eu já não possa reaver o que perdi, posso sempre ajudar a evitar que outros venham a ser burlados, só se dói quem tem a consciência pesada e vê o tacho a fugir, por acaso não é um deles???, se não é, esteja calado.

    • o Sr. deve pensar que esta a falar com alguem da sua laia, quem é voce para me mandar calar? se ja foi burlado em compras na net é bom que diga tambem em que sites compra e que produtos compra, muito provavelmente contrabando e/ou estupacientes, nesse caso acho bem que tenha sido burlado, so foi pena que nao tenha sido por valores superiores, passe bem, seja educado e va mandar calar quem lhe fez as orelhas.

  3. Tinha uma loja online e, ainda no tempo IGAE, fui fiscalizado online e notificado, pela simples razão de que … … existia e tinha morada e NIF. Estava tudo correcto e de nada fui autuado. Passados uns anos, desisti do comércio eletrónico, precisamente por estar a concorrer com “lojas” de vão de escada, que vendem pela internet sem facturas, sem indicação fidedigna do proprietário, que vendem em plataformas de “segunda mão”, que não declaram IVA, que não pagam impostos nem a contabilistas, nem NIF têem, etc etc etc.

  4. Boa Tarde a todos quanto ao Sr KILLER tenho a dizer que faltou explicar como foi burlado, posso afirmar que para se ser burlado na net também é preciso andar a procura por vezes de o ser, passo a explicar, quando se anda a comprar pela net as pessoas tem a mania de tentar encontrar o mais barato possível e mesmo que desconfiem por vezes compram porque acham que vale o risco, ora vamos também ser honestos hoje em dia sabe-se logo assim que se entra num site se é ou não de confiança e só tenho pena que por vezes só falem depois de serem enganados.
    Fácil muito fácil por vezes de perceber pois se o que vendem apresenta preços muito abaixo da média desses produtos só pode ser burla, quanto a isso primeiro devem apanhar sites alojados noutros Países e isso não é nada fácil, tínhamos aqui tema para várias horas e claro sou a favor de sites legais mas também concorrência desleal de grandes multinacionais com sites legais cá em Portugal e que nada fazem para os dizimar são aos molhos, basta por exemplo dizer que em tempos alguém de grande superfície apresentava fotografias a preços de 3 cêntimos o 10×15 preço esse que nem aos lojistas de lojas de fotografia ficava o próprio papel, diga como é possível tipo estas situações ?
    Fica aqui esta situação para se ver que não são só as lojas de vão de escada pois esta grande superfície afinal mais tarde teve de fechar a parte fotográfica pois nem licença tinham para este tipo de serviço mas lá está enquanto durou ninguém se queixava por comprar fotografias a 3 cêntimos.
    Português vai ser sempre Português enquanto é para bem próprio é o deixa rolar .

    • Faltou apenas dizer que essa situação só acabou porque numa ilha todos os fotógrafos profissionais se juntaram e em tribunal acabaram com este massacre para as suas lojas e descobriram que não existia a licença porque cá pelas cidades e mesmo lá o povinho agradecia as fotos a preço que nem de custo eram, será que não desconfiavam serem tão baratas ?

  5. ó zé manel ou lá quem sejas, já vi muitos valentes a falar de boca cheia mas na net, porque cara a cara não o fazem, eu sou do bairro de custóias-matosinhos, não me queres vir defrontar? tens é muito bife, e quanto a drogas, por acaso conheço-as muito bem e se não estou em erro, és o meu melhor cliente, olha lá, sabes onde a tua mão se deita todos os dias???. se queres ser respeitado, respeita os outros também.

  6. Para o João e restantes os meus cumprimentos, quanto a explicações eu não as tenho que dar, fui burlado e basta, posso dizer que sou de maior idade, com filhos e netos, o barato a mim não me interessa, interessa-me sim o produto referente ao que pretendia, não chamei vigários a todos, porque nem todos somos iguais, cada um tem o seu grau de honestidade e a burla deu-se com casa comercial, quando eu esperava que fosse o particular a burlar-me. Mandei vir de Lisboa como podia ter mandado vir de outro lado, comi no mesmo prato 2 vezes, recebi um produto que não era, sem factura, reclamar de nada adiantou, ainda levei má resposta, só que tal não voltou, nem vai voltar a acontecer porque após ir à policia a dita loja desapareceu. Sem mais, até uma próxima, porque eu não vivo disto.

RESPONDER

Olhos postos no Senegal. Violentos protestos contra a prisão do opositor do Governo

Os confrontos no Senegal, os piores dos últimos anos, foram desencadeados pela detenção do líder da oposição Ousmane Sonko. Os confrontos eclodiram em Dakar, na quinta-feira, depois de o principal líder da oposição, Ousmane Sonko, ter …

Grupo de cientistas questiona missão da OMS e pede investigação independente na China

Um grupo de cientistas está a pedir uma investigação independente sobre a origem do Sars-CoV-2, com acesso total aos registos da China. Um grupo de cientistas escreveu uma carta aberta, divulgada nos jornais Le Monde e …

Brasil a braços com uma tragédia anunciada. República Checa pede ajuda estrangeira

No Brasil, o número diário de mortes já ultrapassou o dos Estados Unidos. Alemanha, Suíça e Polónia estão a disponibilizar os seus hospitais para receber casos graves de covid-19 da República Checa. Em relação a número …

Iniciativa Liberal diz não a Moedas e avança com candidatura em Lisboa

Este sábado, a Iniciativa Liberal rejeitou integrar a megacolicação encabeçada por Carlos Moedas e anunciou um candidato próprio à Câmara de Lisboa.  Foi este sábado, na Praça do Município, que João Cotrim de Figueiredo, líder do …

Agente da PSP que chamou "aberração" a Ventura suspenso por 10 dias

A Direção Nacional da Polícia de Segurança Pública (PSP) confirmou a suspensão de dez dias a Manuel Morais, o agente que chamou "aberração" a André Ventura. O agente da PSP Manuel Morais vai iniciar, este sábado, …

1.007 novos casos e 26 mortes nas últimas 24 horas

Portugal registou este sábado 26 mortes e 1.007 novos casos de infeção nas últimas 24 horas, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). O boletim epidemiológico deste sábado, divulgado pela Direção-Geral da Saúde, dá conta de 1.007 …

Publicada lista de entidades abrangidas por alargamento da ADSE

A ADSE já publicou a lista de entidades abrangidas pelo alargamento do subsistema de saúde da função pública aos trabalhadores com contrato individual de trabalho. As entidades reguladoras e a maioria das empresas municipais foram …

O "caminho ainda é longo", mas Portugal já administrou um milhão de vacinas

Esta sexta-feira, Portugal ultrapassou o marco do primeiro milhão de vacinas administradas, mas o "caminho ainda é longo". Portugal ultrapassou, esta sexta-feira, um milhão de vacinas contra a covid-19 administradas, uma marca que o secretário de …

Cavaco fala em "democracia amordaçada" (e na "vergonha" dos números da pandemia)

Este sábado, numa participação na Academia de Formação Política das Mulheres Sociais-Democratas, Cavaco Silva deixou duras críticas ao Executivo de António Costa, sublinhando que a pandemia mostrou um "SNS fragilizado por decisões erradas do governo". O …

Remédio contra piolhos está a ser usado contra covid-19. Infarmed e DGS investigam

"Centenas" de doentes de covid-19, em Portugal, têm sido tratados com o antiparasitário Ivermectina que é usado contra piolhos e lombrigas. Há médicos que o prescrevem e que também o tomam a título preventivo, embora …